Política

Consumo de álcool mata quase 3 milhões de pessoas ao ano – Portugal lidera na CPLP

PARCERIA – Téla Nón / Rádio ONU

Portugal lidera proporção de consumidores entre países lusófonos e total de litros consumidos a cada ano por pessoa; cerca de 209 milhões de pessoas conviviam com dependência alcoólica em 2019; total equivale a 3,7% da população global.

O consumo do álcool mata quase 3 milhões de pessoas ao ano, revelou nesta terça-feira a Organização Mundial da Saúde, OMS.

Em estudo lançado em Genebra, a agência diz que a substância causa uma em cada 20 mortes por fatores como condução em estado de embriaguez, violência, abuso induzido pelo álcool, além de várias doenças e distúrbios.

2,6 milhões de mortes em 2019

Relatório de status global sobre álcool e saúde e tratamento de transtornos por uso de substâncias destaca uma queda ligeira da taxa de mortalidade nos últimos anos, mas considera que continua “inaceitavelmente alta”.

Em 2019, cerca de 2,6 milhões de mortes foram atribuídas ao consumo de álcool.  As estatísticas daquele período, que serviram de base do novo estudo, destacam que o total corresponde a 4,7% de todas as mortes. Quase três quartos dos óbitos foram de homens.

Em relação ao percentual de pessoas que consumem álcool em países de língua portuguesa, Portugal tem a maioria com 78,1%.

OMS/Sergey Volkov Homens têm duas vezes maior probabilidade de morrer com cirrose causada por consumo de álcool

Lusófonos

A seguir estão Brasil com 58,1%, Cabo Verde com 57,1%, São Tomé e Príncipe com 53,2%, Angola com 53,1% e Timor-Leste com 34,6%. Os menores consumidores são Guiné-Bissau com 26,5% e Moçambique com 23,9%.

Quanto ao consumo por litro por pessoa num ano, na frente está Portugal com 13,4, Guiné-Bissau aparece com 15,3, Brasil com 13,3, Angola com 11,3, Cabo Verde com 11, São Tomé e Príncipe com 9,5. Por fim estão Moçambique com 8,5 e Timor-Leste com 1,2 litro.

A Europa é a região global com os maiores níveis de consumo de álcool por pessoa, com uma média de 9,2 litros. A seguir estão as Américas, com 7,5 litros.

O relatório destaca ainda que o menor consumo foi observado em países predominantemente muçulmanos no norte da África, no Oriente Médio e na Ásia.

Para o diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, o uso de substâncias lesa gravemente a saúde individual, aumentando o risco de doenças crônicas, condições de saúde mental e derivando tragicamente em milhões de mortes evitáveis ​​todos os anos.”

Preocupação com jovens

O chefe da agência ressaltou que houve “alguma redução no consumo de álcool e em danos relacionados em todo o mundo desde 2010”.

No entanto, expressou que persiste “inaceitavelmente alto” o fardo social e de saúde devido ao uso de álcool com os mais jovens sendo afetados de forma desproporcional. Na faixa etária entre 20 e 39 anos foi observada uma maior proporção de óbitos atribuíveis ao álcool de 13% no período analisado.

O consumo da substância está associado a problemas de saúde, incluindo cirrose hepática e alguns tipos de câncer. Estima-se que em 2019, cerca de 1,6 milhão de mortes foram causadas por doenças crônicas.

Ferimentos, acidentes de trânsito e automutilação

Deste total, 474 mil foram de doenças cardiovasculares, 401 mil de câncer e 724 mil causadas por ferimentos, incluindo acidentes de trânsito e automutilação.

O estudo indica que o abuso de álcool também torna as pessoas mais suscetíveis a doenças infecciosas, como tuberculose, HIV e pneumonia.

Estima-se que 209 milhões de pessoas viviam com dependência alcoólica, ou o correspondente a 3,7% da população global. O consumo total por pessoas em todo o mundo diminuiu ligeiramente para 5,5 litros de álcool em 2019, dos 5,7 litros registrados nove anos antes.

4 Comments

4 Comments

  1. Mepoçom Vende-se, Deixa de Bebedeiras. Investe!

    26 de Junho de 2024 at 17:28

    Mepoçom é um lobo que não tem dinheiro próprio mas ele quer investir em São Tomé. O que indica é fraqueza e o gênese à corrupção alarmante. E vem em mente o tráfico de influência e propensão ao suborno e roubos do tesouro do Estado. Só falam, quando se espreme não sai nada. São gentes com o ADN de natureza portuguesa, e também possuem caraterísticas de subdesenvolvimento cerebral justificando o que Portugal representa: Pobreza de espírito e falta de ambição para superar.
    Temos de combater pessoas assim!
    De outra torna, o povo e o país continuará profundamente afundando mais profusamente sem travão.
    Temos de manter em vigilância constante observando os demais como Mepoçom.
    Gajos santomenses assim de mentalidade na Europa podem roubar bastante e definitivamente representam um perigo muito grande ao fundo do Estado santomense: propensão aos desvios de dinheiro. Manter os olhos bem abertos neste tipo, Mepoçom.
    Ele é um lobo em pele de cordeiro. O que isto significa? É uma expressão doce e idiomática do Sermão da Montanha de Jesus, narrado no Evangelho de Mateus. O meu alerta serve contra indivíduos que desempenham um papel dúbio. O evangelho considera tais indivíduos (particularmente os falsos mestres) como perigosos, inimigos do povo fantoches.
    Não queremos mais gatunos e corruptos em São Tomé e Príncipe. Muitos mulatos começaram a desgraçar e roubar o país desde da independência no dia 12 de Julho do ano 1975. Este vício de roubo tem que acabar.
    Suporto a ideia apresentada neste espaço para cortar as mãos de quem rouba dinheiro do povo e destrói as nossas lindas ilhas, São Tomé e Príncipe.
    Cuidado com ele! Mepoçom vende-se.

    • Mepoçom

      27 de Junho de 2024 at 11:32

      Meu caro não vale a pena ardarmos em troca de conversa. Em democracia sou livre de exprimir o que vem pela alma face o acontecer das coisas. Como o meu perfil não enquadra em nenhum dos atributos não sinto-me ofendido e nem encomodado. O meu ego prima pela transparência, respeito pela coisa pública, não viver de lascivia… Enquanto fui exactor da coisa pública sempre prestei conta anual, julgada e quitada. Solução cabe aos que saquearam o país e que estão levando o barco ao naufrágio. Se você é da nova geração, académico, em activo, começa a desenhar a solução para seus filhos e netos. A princípio uma das culpas é a falta de quadros académicos, hoje já não é o caso. Nem o diabo vê de ânimo leve a destruição de tantas riquezas herdadas e construídas com o sacrifício de escravos. Deviam preservar para os honrar.

  2. ANCA

    26 de Junho de 2024 at 18:09

    Verificamos no País, na sociedade, no seio da nossa comunidade, a degradação da família, primeira instituição base, fulcral para a sociedade.

    Divórcio, poligamias, abandono do filhos, violência domestica, violência infantil, trabalho infantil, violações, roubo, consumo de álcool, consumo de estupefacientes, pobreza, miséria, fome, degradação de valores, logo instituições fracas, sociedade e comunidade desorganizada, fraca, país pouco desenvolvimento, apesar desta realidade ser transversal a outras sociedades e países com outra organização.

    A violência na educação das crianças em África, em São Tomé e no Príncipe, chicotes, maus tratos, violência, tem reproduzido uma sociedade, violenta,…de igual modo nas sociedades mais estruturadas na legislação(os pais jamais devem violentar os filhos, é considerado maus tratos infantil, é crime) sobre esta matéria, de igual modo temos assistidos a evolução de violência entre classe juventude, violência contra os pais, violência contra os professores.

    A questão aqui tem haver com a educação para o ensino, para os valores, para a cidadania, sem violência ou maus tratos, saber impor limites a uma criança, sem chicotear, sem violentar(a violência também pode ser verbal), assumir destas responsabilidades.

    Uma criança que tenha sido abusada, violentada na infância, tem tendencia a reproduzir, comportamentos violentos quando adultos, impor limites é saber dizer não a determinados comportamentos, (passividade sem impor limites pode ser considerado um modo de negligência, nesta acepção se olharmos e tentarmos entender os comportamentos dos jovens na nossa sociedade, é um pouco o reflexo desta realidade institucional familiar, a escola, a formação, por si só jamais altera isto.

    Outro dos fenómenos que temos assistidos, com advento dos motoqueiros(mototáxis), acidentes rodoviários, com vitimas, amputação de membros superiores/inferiores, perda de vidas, famílias desestruturadas.

    Volto a referir a base social de uma sociedade é a família, o centro fulcral, estrutural de uma sociedade/comunidade, é lá onde se apreende a cultura, desde que se nasce, se a cultura(aprendizado, educação, a formação de berço, educação para cidadania) for má, a juventude, os adultos, serão maus, a sociedade estará comprometida…se os pais bebem, roubam, são violentos, os filhos poderão desenvolver estes comportamentos quando adultos.

    Há necessidade de inverter este quadro com medidas legislativa e ações de praticas de responsabilização dos membros da família, instituições fulcral da sociedade, ao mesmo tempo de deve coordenar politicas e ações praticas, envolvendo entidades, instituições, membros da sociedade civil organizada, as escolas, a presidência da republica, os governos, todas as instituições e entidade, forças armadas, policias, tribunais, bem como toda a sociedade civil para este desígnio, é urgente.

    Bom enquadramento legislativo, boa integração social/cultural, educação para cidadania, educação, educação formação, qualificação, formação profissional, emprego, trabalho, rendimentos, poupanças, finanças, literacia financeira.

    Percepção das perspectivas dos jovens, das famílias, combate a fome, a pobreza, a miséria, combate ao ócio, trabalho, organização, rigor, avaliação, fiscalização, responsabilidade, responsabilização, ordem.

    Instituições fortes, modernas

    Resgatar valores essencial, para o bem e desenvolvimento da sociedade, da comunidade, somos de São Tomé e do Príncipe

    Tu que nasceste aqui, tu que cresceste aqui, estudaste aqui, tu que és daqui.

    Tu que formaste na área da justiça, és advogado, juiz, pertences ao sector da justiça, da segurança, tu que formaste em psicologia, sociologia, na medicina, tu que és professor, tu que exerces cargos de responsabilidade, tu que és cidadão patriota de São Tomé e do Príncipe, ajuda a inverter esta realidade, no teu território, ama o teu povo, ama a tua gente, ama a tua sociedade, ajuda a desenvolver o teu país.

    Protege a tua família, respeita a tua esposa, respeita o teu marido, respeita os teus filhos, cuida dos teus filhos, ama os teus filhos, cuida da tua mãe, do teu pai, do teu irmão.

    Tu es capaz, estuda, trabalha, pesquisa, investe, ajuda a mudar a realidade do teu país, muda o teu comportamento, a tua visão, procura informar-te mais, obter conhecimento.

    Tu que és formado, tens conhecimento ajuda o teu país a desenvolver

    Tu que escolheste São Tomé e Príncipe para viver ajuda a desenvolver este País

    Tu que emigraste que vives no estrangeiro, ajuda a desenvolver o teu país, território, população, administração mar e rios a nível social, cultural, desportivo, administrativo, econômico e financeiro.

    Protege o teu ambiente, a natureza, a fauna e a flora.

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  3. Mepoçom Vende-se

    26 de Junho de 2024 at 19:26

    Pouco a pouco estou derrotando o tal Mepoçom.
    Não queremos mais uma geração de gatunos, corruptos e ladrões na República Democrática de São Tomé e Príncipe.
    Não queremos indivíduos no estrangeiro com ganância de riqueza aproveitando do país e usando o povo santomense para fins de enriquecimento fácil para uso pessoal, de interesse individual.
    Povo tem que ter coragem para apanhar e queimar aqueles que fazem os roubos. Não há outra saída.
    Esse Mepoçom Amém!
    Teimoso, deixa de consumir álcool, estraga teu fígado põe “ôcê” andar como bebado, e donoxa tua saúde.
    Mepoçom tem esperteza, gente da ele conselho, ele não escuta. Cabeçudo!
    Padece com as tuas Sagres de Portugal.
    Portugal se pudesse matava-vos todos negros de pele clara e negros pele escura.
    Portugal não presta. Mepoçom sem sucesso quer nos convencer que Portugal da. Mentiroso!
    Agora já não passa, povo está esperto.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top