Presidente de Cabo Verde elogia cacau e chocolate de STP considerado único no mundo

Enquanto as autoridades são-tomenses decidem ignorar a marca nacional de alta qualidade de cacau e chocolate na exposição mundial que decorre em Milão, importantes figuras internacionais, insistem em dar destaque ao trabalho singular de Cláudio Coralo e de centenas de são-tomenses.

Na Expo-Milão a Direcção do Turismo e o Governo de São Tomé e Príncipe, decidiram destacar o cacau do país mas, preferiram ao mesmo tempo ignorar os agricultores e as empresas que criam o cacau de alta qualidade e produzem no país o chocolate que está a conquistar o mundo.

O Presidente de Cabo Verde, José Carlos Fonseca que visitou São Tomé e Príncipe em Julho último, provou o chocolate genuinamente são-tomense, e reagiu. A partir de Cabo Verde escreveu uma carta endereçada  a empresa nacional que produz chocolate de referência mundial, para estimular o grupo de trabalho, para dizer que representam uma marca, representam a identidade são-tomense.

Leia a missiva do Chefe de Estado de Cabo Verde – Presidente_CaboVerde

Um produto, um valor nacional de referência, tristemente ignorado pelo Governo da República na exposição internacional em Milão- Itália.

Abel Veiga

 

Notícias relacionadas

  1. img
    Seguranças do Primeiro Ministro que guardam a sua residência no Pestan, dormem na rua, no colchão ao ar livre, condições péssimas. Atentado contra Direitos dos Humanos! Há que dignidade aos seuranças de Estado...Seguranças não são cães!!! Responder

    Governo fanfarrão só veio para nos desgraçar, tornar STP mais pobre, cheio de fanfarrismo e corrupção, depois vem dizer que é governo do povo.
    Enquanto próprio nossos actuais dirigentes do ADI ignoram a nossa identidade, a nossa marca, são os estrangeiros que felizmente reconhecem os nossos esforços, nossa marca, nossa identidade. Depois vem dizer que o povo não gosta de trabalhar. O povo trabalha bastante no cacau e no chocolate, mas na opinião do Governo fanfarão e corrupto, isso tudo não que vale nada. Mas se fosse obra dos Libaneses e islamitas, voces passaria na TVS.

    Depois não venham dizer 40 anos. Porque afinal de contas, ADI também faz parte dos 40 ano, ou mesmo, 1975-2018 = 43 anos.

  2. img
    pumbú Responder

    Caros compatriotas, com esta atitude dos nossos governantes deve ficar-nos claro que lhes é mais fácil promover a IGNORÂNCIA que o nosso chocolate!!! O inportante é que o produto em causa é bem apreciado e admirado pelos consumidores. E acho que é um produto muito procurado. Parabens e coragem aos produtores do cacao e deste CHOCOLATE!

  3. img
    Txokolate Responder

    Só os aldrabões, preguiçosos, ignorantes de má-fé… e os que defendem o desconcerto não podem entender. Muito obrigado ao Presidente da República de Cabo Verde por seu exemplo!

  4. img
    Original Responder

    Estão a ver? Enquanto os nossos ditos políticos estão distridos.

  5. img
    O Revolucionário Responder

    Ainda lamento pela forma como nós os SãoTomenses encaramos os males que outrora foram praticados, por ainda não sermos capazes da assumirmos as nossas culpas e nos responsabilizarmos pelos atos do passado. Hoje, se o nosso café, cacau bem como a cana-de-açucar cairam no esquecimento aos olhos nacionais e internacionais, não devemos culpar apenas os governos que la passaram ou que ainda ca estão, pois se hoje somos ditos independentes, não o devemos a nenhum (s) Ex.ºs Sr.ºs Presidentes e Ministros, devemos sim aos nossos (as) Bisavós e Bisavôs, Avós e Avôs, Pai e Mãe que um dia jorraram sangue de esperança em ver os seus filhos e netos serem chamados de homens livres. Hoje, se não temos mais engenhos de açucar, mais plantações de cacau, café e cana-de-açucar, a culpa é nossa. Pois fomos nós quem decidimos destruir todos os engenhos, todos os caminhos de ferro, todas as grandes roças, que os nossos antepassados construiram com chicotadas, pois não foi nenhum Pintinho, nem Miguelinho, nem Fradiquinho, nem Rafaelinho,nem Gabrielinho e nem tão pouco Patricinho,etc… que fizeram isso.
    Mas, lembrem-se: Ainda é tempo de recomeçar, ainda é tempo de juntar-mos as nossas mãos e começar-mos a trabalhar para que ainda possamos fazer valer a pena, dar continuidade a aquilo que os nossos antepassados construiram com sangue e chicotadas, ao invés de estarmos por ai a criticar os palermas dos nossos governantes…
    Bem haja a todos…

  6. img
    Tony Responder

    Ainda bem que alguém fala de um produto , que embora seja exponenciado internacionalmente por um produtor de origem estrangeira, mas que já fez pelo nome Stp mais que todos os Políticos desde a Independência , e que por acaso ficou de fora no salão de Stp, enfim.
    Para continuar e reforço a exposição do Sr Revolucionário , o que fizeram os Pintinhos, miguelitos e outros nestes últimos 40 anos, se calhar é só ver as roças … As roças estavam assim tão mas quando tivemos a independência? Se calhar é uma questão. Deixamos de ser um produtor de Cacau de ref mundial para ser um produtor de quase nada, porque a produção que ainda existe é quase nada…
    Obrigado

Deixe um comentario

*