Tristeza na roça Anselmo jovem enforcou-se após discussão familiar

Wilson Massona jovem de 21 anos foi encontrado morto na última sexta – feira no mato da roça Anselmo, antiga dependência de Água Izé.

Segundo um primo, após discussão com um irmão mais novo, Wilson prometeu esbofeteá-lo o pai, senhor Francisco, reagiu prometendo retribui-lo com palmatória caso desse bofetada ao irmão.

DE repente, segundo o primo que falou para o Téla Nón, o jovem Wilson decidiu matar todos os animais que tinha no quintal, principalmente patos. Cortou um cabo que prendia uma porca que também estava no quintal e seguiu para o mato.

O cabo que prendia a porca, foi içado num cacaueiro, onde o jovem se enforcou. Só 24 horas depois os habitantes de Anselmo, descobriram o seu corpo sem vida pendurado no cacaueiro.

Segundo o tio, Wilson Massona era um jovem calmo. Deixou o mundo dos vivos prematuramente, para o sofrimento dos pais Francisco e Jacinta e os outros 3 irmãos.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    rapaz de riboque Responder

    mais um caso trágico embora tenha sido um suicido não deixa de ser uma tragedia.O que vejo é que o nosso pais além de ser um pais pobre não temos pessoas a altura de acompanhar o dia a dia da população principalmente jovens em vez de algumas pessoas preocuparem-se com certas coisa só para aparecerem deviam preocupar com o acompanhamento psicológico dos jovens principalmente no interior e mesmo nas cidades porque muitos estão a viver daquilo que Deus de sem um acompanhamento por favor façam mais para com a juventude, os mais pobres e os velhotes

  2. img
    Titus Andronicus Responder

    Que tristeza! Devia ter problemas debaixo daquela aparente calma e ninguém notou, porque a reacção parece desproporcionada em relação à causa. Trágico fim para um jovem tão novo. E que dor para a família!

  3. img
    Un scá pía Responder

    Muito triste, que Deus console seus parentes.
    Já agora, tenham cuidado com a vossa escrita, porque é inaceitável os erros de pontuação e regras básicas que observei, nesse pequeno texto.

Deixe um comentario

*