Cultura

João Seria e África Negra conquistaram à Europa

O conjunto musical África Negra, resiste as fortes “Trovoadas” que assolam São Tomé e Príncipe, e foi a Europa aquecer as noites frias.

O público de países como Holanda, Bélgica, Dinamarca e Portugal, ajoelharam-se aos pés do General João Seria e a banda deu show.

As guitarras do Albertino, António Menezes e Leonidio Barros aqueceram as noites europeias e o João cantou e dançou Kapitula. Êxitos do passado foram ouvidos num corro europeu, exaltando o nome de um país que ainda navega em águas turvas das sucessivas Trovoadas.

áfrica negraJoão Seria e África Negra são figuras que efectivamente promovem o nome e a imagem de São Tomé e Príncipe. Em apenas alguns dias, a Europa encontrou-se com a ilha africana do Golfo da Guiné. Muita gente curiosa agora em conhecer a ilha de João Seria e do conjunto África Negra. Nada que se compare com as acções viajantes do turista da politica santomense.

A banda que marcou a década de 80 com grandes sucessos, continua esquecida pela cultura santomense. Mas, é neste momento o principal vetor de promoção musico-cultural das ilhas verdes do meio do mundo.

Obrigado África Negra!

Obrigado General João Seria!

Jess Flander /Portugal

 

 

 

    8 comentários

8 comentários

  1. Júlio Neto

    12 de Junho de 2017 as 15:00

    Pelo bem do país e da nossa cultura.
    Parabéns

  2. ADEUS A ULTIMO SUBREVIVENTE

    12 de Junho de 2017 as 16:01

    Jess Flander – meu caro é uma verdade que muitos não gostam de ouvir nem aceita, é mesmo o nosso estilo( mau), aguardando a morte para fazerem show off no cemitério com discurso programado a favor da Instituição. é um caso que deu a vista, mas se não vives cá no STP real, posso ja t dizer que existe enis(n) casos, sabes quem fez o João seria esta vivo ainda? é o Angolano CANTOR YURY DA CUNHA, de contrario para t dizer a verdade o João Seria ja estava vestido a desgrava perto de buraco da falência, Felizmente ele teve a sorte.

  3. Amilson

    12 de Junho de 2017 as 23:31

    Muito bem o vosso projeto. São Tomé precisa mesmo disso.

  4. Jordão

    13 de Junho de 2017 as 17:43

    Grande trabalho Jess Flander, pena é que os lacraios do MLSTP, não reconhece o teu trabalho. Força amigo.

  5. Jordão

    13 de Junho de 2017 as 17:46

    Grande trabalho

  6. Martelo da Justiça

    13 de Junho de 2017 as 20:30

    O Povo tem razão quando diz que: OS SANTOS DE CASA NÃO FAZEM MILAGRES. Foi necessário um patrocinador estrangeiro, segundo informações que obtive, para que o Africa Negra pudesse fazer essa digressão pela Europa e dar esse show e promover o nome de São Tomé e Príncipe. As nossas autoridades nem conseguem proteger e apoiar os nossos artistas de renome. Este grande senhor da nossa cultura JOÃO SERIA esta numa situação de quase indigência enquanto se gasta dinheiros por ai com “poucas vergonhas” do chamado BULAUÉ MÃO CHÃO que algumas pessoas das hostes do ADI dizem que é nossa cultura, só porque dá jeito na promoção politica de algumas pessoas. E assim vai São Tomé e Príncipe.

  7. Costa Pedro

    14 de Junho de 2017 as 8:22

    Parabéns João Séria. Tu representas o País melhor que Patrice Trovoada e o seu governo.

  8. sotavento

    23 de Junho de 2017 as 8:02

    O titulo nao condiz com a realidade.É certo que tiveram muito exito , mas nao em todos concertos.

Deixe um comentário

Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo