Cultura

Roça Agostinho Neto volta a ter Puíta

Puíta é uma dança tradicional de São Tomé e Príncipe, originária de Angola. Foi trazida pelos escravos angolanos e animava as noites nas senzalas das roças.

O terreiro da antiga grande roça de São Tomé e Príncipe, Rio do Ouro, que desde a década de 80 foi baptiza com o nome do Primeiro Presidente de Angola, Agostinho Neto, falecido em 1979, era um dos palcos da Puíta.

A embaixada de Angola em São Tomé e Príncipe tem um programa para revigorar os valores culturais santomenses de origem angolana.  É com este propósito que a comunidade de Agostinho Neto recebeu novos equipamentos para reconstruir o grupo de puíta.

Jorgina Baessa, uma das habitantes de Agostinho Neto disse ao Téla Nón que a Puíta da Roça desapareceu há muitos anos. No entanto, com o apoio da embaixada de Angola, os jovens da comunidade vão ser treinados pelos mais velhos, para o som da Puíta voltar a aquecer o terreiro de Agostinho Neto.

«Vamos proteger os equipamentos e vamos organizar uma equipa de jovens para recuperar a nossa puíta», afirmou.

Um exemplo de exibição da Puíta :

A mussumba, o chocalho e outros tambores produzem o batuque da Puíta, numa melodia que no passado atingia o ponto alto com os cânticos de homens e mulheres em crioulos angolanos, o Umbundo e o Kimbundu.

Domingos Juiz, conselheiro da embaixada de Angola em São Tomé e Príncipe, disse que é pretensão da comunidade angolana no arquipélago que seja feita uma revisão dos valores linguísticos tradicionais no seio da comunidade em São Tomé. Uma revisão que pretende recuperar e disseminar os crioulos angolanos no seio da juventude santomense descendente de angolanos.

Segundo o conselheiro da embaixada de Angola, os trabalhos estão em curso para o resgate da identidade angolana em São Tomé e Príncipe. O primeiro passo foi a identificação de todos os membros da comunidade nas duas ilhas que compõem o arquipélago santomense.

Abel Veiga

2 Comments

2 Comments

  1. ANCA

    24 de Junho de 2024 at 11:34

    Muito bem

    Boa iniciativa

    Em prol da cultura, que jamais se deixe morrer ou fazer desaparecer, é a nossa origem a nossa tradição.

    Tal como olhando para imagem

    Que jamais de deixe morrer estas infraestruturas, outrora com varias valências como por antigo hospital Agostinho Neto, se se pouco ou nada se consegue modernizar requalificar,… que se concessione a quem queira dar uso útil em prol do desenvolvimento, em prol da sociedade.

    Tu és de São Tomé e Príncipe, ajuda a transformar o teu país

    Protege e conserva o teu ambiente, a tuas gentes, a tua família, ajuda e abraça o teu conterrâneo, ajuda-o a desenvolver

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tome e Príncipe

    • ANCA

      24 de Junho de 2024 at 14:51

      Um hotel, uma escola de formação profissional, Universidade, ou servicos de saúde, ou até mesmo hospital.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top