Desporto

Isolado na Derrota Gimbôa reconheceu o mérito de Cabo-Verde

O seleccionador nacional, Gimbôa, que se apresentou sozinho na sala de imprensa do estádio da Praia, reconheceu o favoritismo da selecção de Cabo-Verde, no confronto de abertura do Grupo F de apuramento para o CAN 2017, onde São Tomé e Príncipe, foi devastado pelo furacão “Tubarões Azuis” por 7×1.

“Sabíamos do favoritismo de Cabo Verde, que tem muita qualidade e atitude. Este foi o primeiro jogo que fiz como seleccionador. Somos uma equipa com falta de experiência e estamos a fazer o nosso trabalho. Temos uma selecção com muitos jovens que jogam em São Tomé e Príncipe, à excepção de Luís Leal.
Queremos crescer, como Cabo Verde cresceu. Venceu com todo o mérito. Hoje, cometemos erros e é com eles que temos de aprender. Com Marrocos (que jogará a 05 de setembro, em São Tomé e Príncipe, na segunda jornada), a seleção será diferente, não será igual à de hoje”.

Por seu turno o seleccionador de Cabo-Verde, Rui Águas, não quis falar muito do jogo, sublinhando que, já estão a pensar no próximo embate, que será diante da Líbia. No que refere ao embate com São Tomé e Príncipe, o mesmo frisou que, “houve alguma ingenuidade de São Tomé e Príncipe e isso facilitou um pouco. Tem de crescer, tal como Cabo Verde fez”.

De informar que, esta foi a maior vitória da história da selecção cabo-verdiana, depois do 5-0 à Guiné Equatorial e do 4-0 em Madagáscar.
Grupo F:
Resultados:
Marrocos vs Líbia, 1-0
M: El Kaddouri (51)

Cabo Verde vs São Tomé e Príncipe, 7-1
CV: Djaniny, 11 e 73, Nuno Rocha,17, Garry 35, Odair Fortes,42, Babanco,51, e Júlio Tavares, 75.

STP: Luís Leal (54)

Classificação:
1. Cabo Verde………………..… 3 pontos
2. Marrocos…………………….…3 pontos
3. Líbia…………………………….. 0 ponto
4. São Tomé e Príncipe……… 0 ponto

Gil Vaz

 

    19 comentários

19 comentários

  1. STP

    15 de Junho de 2015 as 10:37

    Enquanto não formos honesto connosco mesmo, jamais sairemos do fundo do poço, a Seleção é de São Tomé e Príncipe, mais uma vez volto a frisar, “São Tomé e Príncipe”…mas infelizmente vocês insistem em não convocar os atletas da Ilha do Príncipe. De salientar que já estamos farto desta hipocrisia, e toda gente sabe que actualmente os melhores atletas estão na Ilha do Príncipe…mais eu não digo, mas estarei atento…………….

    • Titus Andronicus

      15 de Junho de 2015 as 17:45

      Isolado porquê? Não foi uma escolha do Presidente da FSF, Nino Monteiro? Porque razão ninguém da FSF esteve ao lado dele? Falar na televisão é bom, assumir a derrota que foi de todos, não! Nem Mourinho teria podido fazer muito por este simulacro de selecção, qualificada sem ela própria ainda saber como para estar onde está. Vamos mas é lamber as feridas e ir apoiar os nossos pobres rapazes, que não têm qualquer culpa, no dia do jogo contra Cabo Verde. Sabendo que vamos levar outra cabazada. Fui!

  2. Eusebio Neto

    15 de Junho de 2015 as 10:38

    Diz o Povo e total razão,”QUEM NÃO TEM OVOS NÃO PODE FAZER OMOLETES”. No nosso caso, temos falta de ovos e com agravante de do nosso Cozinheiro não reunir aptidões para identificar os temperos necessários para melhorar a iguaria que tem de cozinhar.

    Não obstante termos sido “quase” devorados pelos Tubarões Azuis, urge reerguer a cabeça, limpar a poeira, enterrar o passado e continuar a sonhar com melhores dias e melhores resultados. 7-1 não e inédito no futebol mundial. Acredito que nenhum amante do futebol já se tenha esquecido do 1-7 com que os alemães presentearam os brasileiros no ultimo mundial de Brasil.

    Mas também não podemos nos limitar a assumir as nossas fragilidades técnicas e profissionais futebolísticas pois, antes disso ha que reconhecer as fragilidades dos investimentos que se tem feito no pais em geral e no nosso futebol em particular. Temos que definir que futebol queremos, onde queremos chegar, o que fazer para la chegar, quando queremos la chegar e com quem contar para la chegar. Para isso são chamados em primeiro lugar os mais altos dirigentes políticos do pais que não poderão fugir das suas inegáveis responsáveis nessa emergência nacional. Para terminar, dizer que não podemos continuar a fazer essas tristes figuras. Ou refazemos tudo para melhor o nosso desempenho ou optemos por apostar noutras modalidades ou somente em outras áreas.

    Coragem, a luta continua!

  3. sotavento

    15 de Junho de 2015 as 11:03

    Nao h,a que ter vergonha …simplesmente ser humilde e trabalhar duro para dar volta as coisas. A nossa seleccao é nova nessas andancas.Trabalhar com humildade e preparar bem para o jogo contra Marrocos porque sao fortes.Viva STP

  4. ze mar

    15 de Junho de 2015 as 11:33

    Lamentamos o 7×1 a favor da equipa de cabo – verde.
    Lamentamos o corte na transmissão do jogo. Devemos fazer um esforço para corrigir este tipo de coisa. Mesmo estando a perder, não se pode suspender a transmissão do futebol.

  5. João Pina

    15 de Junho de 2015 as 11:42

    É verdade que a seleção de S. Tomé e Principe tem de crescer 1º antes de participar em competições internacionais para não fazer a figura que fez no jogo do passado sábado, onde deixou péssima imagem do país e envergonhou-nos. É extremamente lamentável que com 40 anos de independência tenhamos uma seleção daquela. Estou emigrado há mais de 15 anos em Cabo Verde e sei que os Sãotomenses cá gozam de boa reputação. Por favor com seleção dessa espécie, fiquem la onde estão e não venham envergonhar-nos. Estamos muito desiludidos e envergonhados. NUNCA MAIS!!!

  6. lotxiga

    15 de Junho de 2015 as 11:57

    A seleccao nao vai dar passos com aquela equipa tecnica. E necessario aprender a serem serios e tomar decisoes convenientes. O Gimboa nao tem maturidade pra selecao. O futebol santomense deve ja passar pra semiprofissional. A federacao e o Minist de Dedporto devem fazer mais

  7. Desportista consolado

    15 de Junho de 2015 as 12:00

    Creio, que não era o resultado o mais importante neste jogo entre duas selecções tão desniveladas. Devia estar longe da equipa de STP o desejo de ombrear com Cabo Verde. Foi-se lá, assim penso, com objectivos bem delineados. Aí sim, conseguiu-se ou não atingi-los? Nada de promessas vãs. Com o Marrocos será a mesma coisa. Tracemos nossas metas e lutemos por alcança-las. Força rapazes, pois vocês têm muito espaço para crescer…A experiência ganha-se por passos e não na lufa-lufa.

  8. katu monteiro

    15 de Junho de 2015 as 12:09

    as minhas cinseras condulencias a seleçao nacional mas ninguim esperava o melhor nos perdemos por 7 e poderiamos perder por 8,9 p é claro que que quando nao trabalhamos acabamos por nao receber por relsatar que o selecionador nao trabalhou porque acho que ele foi colocado la com o proposito de criar uma coisa nova nao continuar com que ja estava, por isso eu digo trabalhem que alguma vais receber de bom.o selecionador pecou quando manada um central jovem e leva dois centrais que atingem 77 anos so os dois um defesa

  9. Africano

    15 de Junho de 2015 as 12:11

    Só um “cego” é que não contava com esta pesada derrota. STP não tem condições de conquistar alguma coisa com futebol. O desporto em geral é tão desorganizado que chegamos ao ponto de falsificar a idade nos documentos dos nossos atletas quando somos convidados a participar em algum evento com limite de idade. Todos sabemos que o nosso país é um dos mais pobres do mundo, portanto o escasso recurso que temos deviam ser gastos em coisas mas importantes como saúde, educação, segurança social, saneamento publico etc… Futebol em STP é bom apenas para os dirigentes.

  10. PAPAGAIO

    15 de Junho de 2015 as 15:45

    Temos bons jogadores, falta-nos boas equipa técnicas de preferência estrangeiros, que entende de futebol, que faz a jogar nâo só com pés mais também com cabeça,nâo é assim que fizeram os Caboverdianos? ao ponto de nos chamar ingénuo?

  11. santola

    15 de Junho de 2015 as 16:17

    Pareçe o jogo de brasil vs alemanha na copa do mundo 2014 mesmo resultado.

  12. fokoto

    15 de Junho de 2015 as 16:18

    Os comentadores que me antecederam desconhecem a trajectória da selecção de STP.
    Esta selecção depois de mais de oito anos sem competir reentrou nas competições internacionais em 2011 onde levou uma goleada de 0-5 com a Rep de Congo no estadio 12 de Julho.
    Depois daí sob a batuta do mr Gustavo, grande entendedor das tacticas de futebol, inverteu as coisas começando por arrancar um empate de 1-1 na 2ª mão no Congo.
    Depois recebeu o Leshoto e venceu por 2-1
    Foi a Leshoto arrancar um empate a zero, eliminando o Leshoto da competição.
    Saiu-lhe no sorteio a Serra Leoa que veio para STP e caiu frente aos rapazes de papagaio de falcão por 2-1.
    STP nao eliminou a Serra Leoa no segundo jogo lá naquele país por culpa de má arbitragem ao anular um golo regular de Luis Leal que levaria o resultado para 3-4 e consequente eliminação da Serra Leoa.
    Com esses resultados STP deu um salto de gigante no ranking da FIFA que surpreendeu o mundo.
    Como viram a selecção nacional vinha de uma série de bons resultados com os mesmos jogadores de actualidade.
    Nesta ordem de ideias o erro só pode estar do lado onde sofreu mudança, ou seja, da equipa técnica.
    O Gimbôa apareceu solitário na conferencia de imprensa porque está ladeado de ignorantes e bebados na área em que essa competencia diz respeito.

  13. badioCV

    15 de Junho de 2015 as 21:52

    Vi um vídeo caboverdiano,que está no sapo.cv, em que o treinador santomense aparece ao lado de um jogador santomense, e ambos prestaram declarações que eu ouvi.Portanto não era um homem solitário.Penso eu que os caboverdianos não sentem particular satisfação por terem vencido S.Tomé e Príncipe, país irmão e aliado de longa data.Penso eu que os santomenses talvez não estudaram bem a equipa caboverdiana, que já é uma equipa tarimbada e matreira.Se repararam no jogo amigável em que vencemos Portugal no Estoril, por 2-0, em vários momentos chegamos a ter uma linha de 4 homens no meio campo e 3 na frente.Em 2 jogos do CAN2015, fizemos isso.É sinal de maturidade e valentia.Verdade! A maioria dos nossos jogadores labutam em ligas competitivas, onde já defrontaram os grandes craques. Curioso, que tanto Rui Águas como adeptos caboverdianos, acharam que a equipa santomense foi ingénua. Talvez na defesa, que me pareceu frágil.Talentos não faltam aos santomenses.É preciso trabalhar muito, com seriedade para desenvolver esses talentos. Boa sorte, amigos!

  14. josé Afonso

    15 de Junho de 2015 as 21:54

    Caros Compatriotas
    Continuamos a tomar tudo como brincadeira. Até brincamos com fogo e aqui está o resultado. Queimamos e mal.
    O Cabo Verde tem uma seleção formada a mais dde 4 anos que tem vindo a treinar de forma constante, até jogou e ganhou a seleção portuguesa.
    Nós formamos a nossa seleção a um mês, e a mesma andou a jogar e ganhar o futebol de Correia, Andorinha, truqui, curucucu e companhia limitada. Não fizeram jogos nenhuns com qualquer club normal.
    O treinador de Cabo Verde é um português experiente. O nosso Gimboa pode fazer oo que pode, pois ele não tem culpa. Mas enquanto andarmos a pensar que o carpinteiro pode operar um doente e que o pedreiro pode dar injeções, vamos a ter o país que temos.
    O nosso Gimboa pode treinar equipas para competir nacionalmente entre nós, pois na terra de cego quem tem um olho é rei. No entanto, basta dar um salto para um outro pais onde vamos encontrar alguém que tem dois olhos o nosso que tem um olho e é rei no país passa a ser também um cego
    Assim vamos nós.
    Mas de qualquer forma já não podemos voltar atrás por enquanto. Quando formos eliminado totalmente, isto é com mais uns 8 zeros que irão vir dos Marrocos, devíamos sentar, refletir e tomar este dinheiro que a FIFA nos dá e contratar um bom treinado para a nossa seleção
    Força e Bem Haja

  15. Blaga Pena

    16 de Junho de 2015 as 11:44

    A propósito desse vergonhoso resultado há no entanto coisas outras muito vergonhosas que vão vindo a toda. A partir da federa;ao santomense de futebol ha informa;oes, ja publicas, de que o ministro da juventude e desporto endere;ou uma nota a esta federa;ao pedindo a federa;ao para pagar dois bilhetes de passagem para ele, sendo um para ele e outro para sua secretaria. Que vergonha. Esse pais nao muda mesmo nem mesmo com pessoas que viveram varios anos em Portugal como e o caso desse ministro Chalino.
    Senhor Patrice, abre o olho, porque muito sorrateiramente todos estão a lhe enr…..

  16. Carlos MENEZES cabe- Angola batepa

    16 de Junho de 2015 as 21:15

    Eu ate mi pergunto , ate quando esta pouca vergonha
    E de chorar ou de dizer basta ?
    Como podemos nesta altura da vida voltar a ser enganados .
    Treinador que fãs moto taxi e trabalha como treinador do clube do senhor nino . Que e um comerciante de origem bastante umilde que hoje também já dis mal de nativos . Olha quem não tem identidade cultural , não pode exercer cargo de relevo em stp . Basta eu posso morrer amanha mais , não pensem que mi enganaram ta . Mudamos de panela , mais o tempero e sempre o mesmo . Perguntem ao nosso treinador si vio algum vidio para ver como joga os cabo- verdianos . Uma coisa e certa eu nunca voo ajudar nem fazer duacao
    E ser coniventes com esta palhaçada . vem ai um vendaval

  17. jj

    17 de Junho de 2015 as 11:06

    Por favor deixem o futebol nas mãos daqueles que realmente percebem de futebol, dêem competências a quem realmente as tem, sejam sérios a todos os níveis e de uma vez por todas pensem no que é maior a nossa bandeira o nosso hino o nosso País.Deixem de facilitismos e favoritismos em prol de um país melhor ou pelo menos de um futebol melhor e isto começa naturalmente pelo organismo que tutela o desporto em s.tomé, passando pela federação e consequentemente os treinadores e os atletas.Nós nunca saímos do fundo porque aqueles que poderiam fazer a diferença fora das quatro linhas pelo contrário afunda-nos mais ainda. Bem de certa forma são os efeitos do banho a outros níveis, da impunidade e de poder fazer o que se bem quiser sem consequências.Com presidentes como federativos como Manuel Dêndê ou Nino Monteiro não podemos ter grandes ilusões.O contrário sim seria surpreendente.

  18. Maria de Fatima Santos

    18 de Junho de 2015 as 12:52

    Coitado do Gimboa… Vai se demitir o seleccionador ou continuar com a mesma musica? E vai-se dar uma mexida na selecao ou continuar com o mesmo figurino? em que ficamos, federacao?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo