Desporto

Campeão de “gravana” sem derrotas    

Foi com o registo de 10 vitórias, um empate, zero derrota, 33 golos marcados, sete golos sofridos e 31 pontos em 11 jogos que a UDRA de Angolares sagrou-se o campeão de “gravana” 2018, ao terminar a primeira metade da principal liga santomense de futebol, na primeira posição.

A campanha que relança o emblema do extremo sul para a revalidação do título doméstico e consequente presença na finalíssima, que tudo indica que será frente ao Porto Real, só não foi 100% perfeita, porque o Vitótia do Riboque, este clube da cidade de “barro-vermelho”, quis mostrar ao “campeão de gravana”, que mesmo passando por pior fase da sua história, ainda dita às regras no seu reduto, e não o adversário, que ditou às regras por onde passou, em alguns casos, sem espalhar a classe, não obstante de possuir no plantel os melhores jogadores da actualidade do futebol santomense.

Mesmo terminando com este registo reluzente, os sulistas não tiveram vida fácil ao longo desta primeira parte do percurso, tendo sofrido imenso, verificando resultados sofridos, como por exemplo, a primeira vitória na prova ante Folha Fede (2-1), o duelo com o Aliança Nacional, que só foi ganho na secretária, e a vitória viciada contra Agrosport de Monte Café (1-0), onde foram anulados dois golos (que gerarão muitas dúvidas) ao conjunto do Mé-Zóchi.

Ciente de que este título, por si só, não garante presença no desafio mais esperado da época, a Grande Final, o conjunto orientado por Adilson Varela já prepara à etapa completar da competição, onde as coisas não serão fáceis, reconheceu o técnico que está a caminho do segundo título doméstico, se não houver nenhum “cataclismo”, assim esperam os amantes da turma de Caué que viram o seu clube cumprir à 11ª e última jornada da primeira volta, com mais um triunfo, embora sofrido sobre o Caixão Grande (1-0), que vai na última posição, com apenas três pontos.

Ainda para esta jornada, foram disputados mais cinco desafios, com o Seis de Setembro a vencer o Riboque, por 1-0; Neves a perder em casa com o Praia Cruz, por 2-0; Bombom a empatar em seu domicílio com Folha Fede, 0-0; Monte Café a ganhar fora o Aliança Nacional, por 2-1; e a Trindade a bater o Sporting de ST, também por 2-1.

Feitas as contas da primeira parte do campeonato, terminam na posição de brigar pelo título, UDRA com 31 pontos, Trindade com 20, e Praia Cruz com 18.

No inverso (emblemas que vão abaixo da linha de água) destacam agremiações de Bombom com oito (8) pontos e Caixão Grande com três (3).

Henrie Martins

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo