Desporto

UDRA sagra-se “bi” e faz…um novo vice

Já se encontra na vitrina da UDRA de Angolares, o troféu do campeão nacional 2018, com triunfo na grande final da principal liga santomense, por 4-2, no agregado dos dois jogos, diante do Porto Real.

A história repetiu para os Angolares, que sagraram-se no pretérito sábado, o bicampeão nacional, ao vencer o conjunto do Porto Real, da Região Autónoma do Príncipe (RAP), por 2-1, depois do empate no desafio da primeira mão, no Príncipe, a duas bolas.

No jogo de último sábado, no Nacional 12 de Julho, a UDRA que com empate da primeira mão, partia em vantagem, foi a primeira a colorir o placard, por Zé, na primeira parte, e Iniesta, na etapa complementar, para euforia do seu público, que com mais estes dois golos, não pensavam noutra coisa, a não ser o título, como veio a suceder, após o último apito do juiz do encontro, Sandino Ramos, que viajou da RAP.

Por outro lado, o Porto Real que precisava entrar de rompante, para manter-se na discussão do resultado, apenas conseguiu fazer o que público esperava a muito, no minuto 90+4, por intermédio de Bananeira, que tinha sido lançado minutos antes para o gramado.

Somando este desfecho, ao do jogo da primeira mão, a UDRA saiu com o resultado de 4-2, que acaba por espelhar a qualidade de futebol praticado por duas equipas, que estiveram abaixo do mínimo esperado para uma final.

A primeira batalha entre ambas, já está ultrapassada, com “foguetes” dos sulistas, mas a guerra entre as mesmas, está longe do fim, uma vez que voltarão no próximo dia 21, a marcar mais um duelo, agora para a Finalíssima da Taça de São Tomé e Príncipe.

Henrie Martins

 

 

 

 

 

    1 comentário

1 comentário

  1. Yuri Eusébio

    17 de Dezembro de 2018 as 11:11

    Parabéns a equipa da UDRA pela conquista do campeonato, e em especial ao meu mano Gando.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo