Desporto

STP falha CHAN-2020 e prepara o Mundial-2022

A selecção nacional de futebol de São Tomé Príncipe defronta a Guiné- Bissau, nos dias 02/03 – 09/10 de Setembro, em jogo de qualificação para o Mundial de Futebol-2022, no Catar.
Depois da eliminação do CHAN, por não comparência no jogo da 1ª mão ante a República Centro Africana, por razões de ligação área com o Centro Africana, segundo a Federação Santomense de Futebol, a selecção de São Tomé e Príncipe vai atacar, no início de Setembro, a qualificação para o Catar-2022.

Com um sorteio pouco amigável, colocando a Guiné-Bissau no caminho do “Falcão e Papagaio”, os comandados do Adriano Eusébio sabem que terão que fazer pela vida para ultrapassarem este primeiro obstáculo rumo ao maior evento planetário de futebol, onde não conta com nenhuma participação.
Adriano Eusébio espera que os seus pupilos usem todo o seu potencial frente ao primeiro adversário nesta caminhada rumo ao Catar, naquele que será a primeira aparição do técnico no comando da selecção nacional, desde que sucedeu o camaronês Gustavo Clemente.
O jogo da primeira mão está agendado para o dia 02/03 de Setembro, no Estádio Nacional 12 de Julho, na capital santomense, e o segundo, em Bissau, semana depois, 09/10.
Recorde-se que será a primeira vez que estas duas selecções lusófonas medem forças numa eliminatória para a fase final de um grande evento.
Martins dos Santos

    6 comentários

6 comentários

  1. Coerência

    2 de Agosto de 2019 as 4:05

    É mesmo isso que percebi da notícia? A nossa seleção foi eliminada do CHAN por não comparência no jogo da primeira mão frente a R. Centro Africana por razões de ligação aérea? Francamente. Não sei o que anda a fazer a nossa Federação de futebol. Se for para esta pouca vergonha, eu sugiro que a federação Sãotomense de futebol comunique a Fifa e a Caf que nos próximos 10 anos o país suspenderá a sua participação em jogos internacionais. Durante estes 10 anos, trabalhem para a massificação do futebol ao nível interno mediante a criação das condições mínimas para que os nossos atletas sejam mais competitivos. Não se admite que em pleno século XIX os jogadores joguem na lama e no pó, as equipas técnicas e jogadores suplentes se sentem num “môchu” durante a partida. O que é que se faz com os acerca de um milhão e meio de dólares que a Fifa e Caf colocam a disposlição da Federação? Só para encher os bolsos dos membros da Federação? A corrupção está em todo lado, inclusive no futebol, por isso o país não avança. Urge que a nossa Federação de futebol deixe de brincadeira de mau gosto, de faz de conta, de comer dinheiro e defina una visão estratégica que visa efetivamente o desenvolvimento desta modalidade no país.

  2. Filho do Príncipe

    2 de Agosto de 2019 as 15:11

    Esperamos que seja séria esta participação. Vamos para de brincadeira minha gente.

  3. STPAlerta

    6 de Agosto de 2019 as 11:32

    A Federação anda a brincar com os atletas, clubes, dirigentes e país. A FIFA põe a disposição da Federação mais de 1 milhão de dólar norte americano por ano. Por isso, não entendo porque esta instituição tem trabalhado com tanta má fé. De certeza tem inscrito no orçamento verba para deslocação da seleção. Durante 4 anos de ADI nunca Nino Monteiro foi pedir dinheiro para fazer viajar a seleção, talvez tinha outras formas de ajuda, será rosema?
    A Federação não pode continuar a ser uma filial do ADI, aqueles que não são militantes não servem. Os dirigentes da Federação tem que trabalhar pensando no desenvolvimento de futebol e não preocupado com os seus bolsos outros dirigentes lambe-botas preocupados com migalhas.
    Os Ninos são de cabeça rija, mas sabe o que está a fazer, coitado dos entourage estudados, mas manipulados por um burro de difícil correção.
    Bem Haja STP

  4. Frederico Ferreira Major

    9 de Agosto de 2019 as 10:21

    Papagaio fala demais, o falcão é muito convencido, ambos apresentam fraquezas fícsas e espirituais,vê-se pelos resultados alcaçados negativos durante 43 anos. Por isso, tanto um nome como devia aglutinado ou fizessem uma junção da mesma para obter outro denominação que não seja o pagaio nem falcão, a selecção de futebol teria outros resultados.

  5. Frederico Ferreira Major

    9 de Agosto de 2019 as 10:31

    …tanto um nome como outro devia ser aglutinado…a selecção samtomense se quizer ter progressos tem que trabalhar muito, quer no ponto de vista físico e psicologico, são muito estiloso ao jogar, debeis fisicamente, psicologicamente fracos, sem espírito de entrega, sem garras….

  6. Frederico Ferreira Major

    9 de Agosto de 2019 as 10:37

    … Outro factor é a nutrição dos jogadores, em termos de alimentação tem atrasos de nutrição a dieta alimentar é fraca desde a infância…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo