Desporto

Victor Monteiro um polivalente desportista – Homenagem

MERECIDA HOMENAGEM

Hoje fui a outras modalidades e encontrei uma figura carismática do nosso Desporto. E muitos não o conheciam como tal: um desportista que muito contribuiu para o desenvolvimento do desporto nacional.

E hoje rendo a minha homenagem ao VICTOR TAVARES MONTEIRO ou simplesmente Coronel Victor Monteiro.

Militar de Carreira, Victor Monteiro, nasceu em S. Tomé, na antiga Roça Rio do Ouro (actual Agostinho Neto) na Freguesia de Guadalupe, à 14 de Dezembro de 1957, mas foi no Bairro do Hospital onde cresceu, à partir dos 11 anos de idade.

É um polivalente desportista.

Podemos afirmar que é/foi um homem dos mil ofícios. Pois a sua passagem pelo Atletismo, Futebol de Salão /11, Basquetebol, Voleibol e Desporto Escolar (Ginástica Acrobática), provaram isto mesmo.

Com então 12 anos de idade, iniciou a actividade desportiva nas modalidades de Ginástica e Futebol de Salão.

Uma experiência pelo Atletismo valeu-lhe um record Nacional nos 1.500 metros em 1976, no Estádio Nacional 12 de Julho.

Ainda na época colonial, tentou uma passagem pelo Futebol de Salão no SNECIA (Sindicato Nacional dos Empregados do Comércio, Industria e Agricultura) e Futebol de 11, onde jogava como defesa direito na então equipa do Bairro do Hospital, onde vivia, mas devido a sua estatura franzina não conseguiu impor-se.

E em contrapartida, foi no Basquetebol e no Voleibol, onde mais se destacou.

De uma estatura delgada, Victor Monteiro foi exímio praticante dessas modalidades, o que lhe granjeou simpatias na camada juvenil da época, e com direitos publicitários nas antenas da Rádio e TV nacionais.

Representou, além do Desportivo Militar 6 de Setembro e do Victória do Riboque, o Sporting de S. Tmé e o Andorinha Sport Clube.

Considerado um dos melhores jogadores de Basquetebol e de Voleibol de S. Tomé e Príncipe, capitaneou as duas Seleções Nacionais por diversas vezes e foi também distinguido em inúmeros Campeonatos Nacionais, como“melhor marcador” e “melhor atacador”, em basquetebol e voleibol, respectivamente.

Victor Monteiro representou a Seleção de S. Tomé e Príncipe por 7 vezes na Seleção Nacional de Basquetebol e por 4 vezes na de Voleibol, sendo a sua primeira internacionalização ocorrida em 1977, num jogo internacional contra a seleção universitária do Gabão em S. Tomé. E a partir daí era quase uma figura constante das seleções:

Ao longo da sua carreira conquistou 9 Títulos Nacionais em Voleibol e 8 ao nível de Basquetebol.

===//

= TRAJECTÓRIA =

– 1974: Futebol de Salão do SNECIA

– 1975 á 1988: Basquetebol

– 1976: Atletismo

– 1978 á 1988 Voleibol

===//

PALMARÉS

Atletismo:

– 1976: recordista nacional dos 1.500 metros.

Basquetebol:

– 1987: Melhor jogador do 9º. Campeonato Nacional,

– 1987: Segundo melhor marcador do 9º. Campeonato Nacional (melhor Marcador nos demais Campeonatos Nacionais)

– 8 Vezes Campeão Nacional – Desportivo Militar 6 de Setembro

Voleibol:

– 1984: Melhor atacador do Primeiro Campeonato (Vitória do Riboque),

– 1984: Melhor atacador do segundo Campeonato (Desportivo Militar 6 deSetembro)

– 1985: 3º. Lugar no torneio internacional quadrangular em Angola

*9 Vezes Campeão Nacional

– 1 com Sporting Clube de S. Tomé,

– 1 com Andorinha Sport Clube,

– 1 com Vitória do Riboque,

– 6 com Desportivo Militar 6 de Setembro.

=======///

CURRICULUM

– 1977: com a seleção em S. Tomé, contra a Seleção Universitária do Gabã,

– 1978: com a Seleção, em S.Tomé contra a seleção do Xangai – China Popular,

– 1979: com a Seleção em Luanda -Angola (3°. lugar)

– 1982: com a seleção em S. Tomé contra o Desportivo de Benguela,

– 1983: com a Seleção em Luanda-Angola, contra USM e Leões do Luanda,

– 1983: com a Seleção, em S. Tomé, contra a Seleção do Malabo-Guiné Equatorial

É actualmente, Membro Honorário da Federação Santomense de Voleibol

Foi Vice Presidente da UDESCAI, Futebolde 11 (2003-2004)

BEM HAJA CORONEL!

Nelson d´Alva

    17 comentários

17 comentários

  1. Victor Monteiro

    7 de Setembro de 2020 as 20:08

    Nelson Alva:
    Sinceramente que fico-te imensamente grato pela singela, mas indelével homenagem.

    Uma semelhante homenagem, de alguém que foi um grande desportista como tu, alegra-me sobremaneira.

    Como eu, existem N atletas que fizeram muito pelo Desporto Nacional e que também mereciam uma homenagem por parte das autoridades competentes, principalmente, às que tutelam o Desporto Nacional.

    Infelizmente, no nosso amado País,
    “SÓ ÉS QUANDO FAZES. NÃO ÉS QUANDO FIZESTE”!!!
    😞😞😞

    Muito obrigado e um grande abraço cá das Ilhas Maravilhosas do meio do mundo.
    🤝🤝🇸🇹🤝🤝

    • Victor Monteiro

      7 de Setembro de 2020 as 22:04

      Também joguei Basquetebol,
      -Na Equipa Congolesa,da Academia Militar na ex-URSS, 1981(tendo ganho vários troféus em torneios inter-Academias Militares).
      -No GEEN BASKETT, uma Equipa de 2a Devisão, em Itália, 1992-1993 e 1993-1994.

      Pratiquei Karatê “Shotokai”, com os Treinadores Ito Gomes e Umbelina
      👌🇸🇹👌

      • Victor Monteiro

        7 de Setembro de 2020 as 22:14

        …GREEN BASKETT…

    • Nelson Carneiro Marques de Alva

      9 de Setembro de 2020 as 5:34

      Grato pelo reconhecimento.

      Um bem haja.

  2. David Antonio

    8 de Setembro de 2020 as 9:33

    Digno e merecedor esta homenagem.

  3. Estanislau Monteiro Cravid Teixeira

    8 de Setembro de 2020 as 9:41

    Nelson D’Alva,
    Muito obrigado.
    Sou Estanislau Monteiro a pessoa que se encontra na direita do Chefe Victor Monteiro. Mas conhecido na época por Sandolí.
    Foi um prazer rever isto que nem sabia que existia.
    Obrigado

    • Victor Monteiro

      8 de Setembro de 2020 as 20:01

      Olha o Sandolí.
      Quem é vivo sempre aparece!

      Um grande abraço cá das Ilhas Maravilhosas do meio do mundo.

      • Estanislau Monteiro Cravid Teixeira

        9 de Setembro de 2020 as 14:16

        Alo Chefe Victor Monteiro,
        Que grande Homenagem muito merecida ao senhor. Que Deus lhe abençoe a si e toda sua família.

        Forte abraço de Luanda

    • Nelson Carneiro Marques de Alva

      9 de Setembro de 2020 as 5:34

      De nada.

  4. Manuel Esclarecedor

    8 de Setembro de 2020 as 12:23

    Rio do Ouro, ainda continua a ser o nome daquela Região. A empresa Agro-pecuária Agostinho Neto foi extinta, e já não existe. Mas a toponímia Rio do Ouro nunca foi substituída, logo ainda persiste.

  5. Pagué

    8 de Setembro de 2020 as 21:22

    Valeu Nelson,recordar é viver merecida homenagem.Cheguei a ver o Victor Monteiro a jogar Basketbol juntamente com outro crack que era o Helder Paquete.Tens feito um trabalho excelente Nelson 👏👏👏👏. Agora ancioso a espera da proxima homenagem😊✌.
    Abraços Nelson

    • Nelson Carneiro Marques de Alva

      9 de Setembro de 2020 as 5:37

      Compromisso assumido.

      Mas não tem difo facil para mim.

  6. Isildo

    9 de Setembro de 2020 as 14:00

    Caro leitores,
    É a primeira vez que faço um comentário, reagindo neste caso a esta homenagem ao coronel Victor Monteiro,feita por Nelson D’ Alva. Por acaso as suas homenagens estão, do meu ponto de vista, até este momento bem direccionadas, por conseguinte foram todos grandes atletas que o país teve naqueles anos maravilhosos, em que também tive o privilégio de fazer parte. Recordo-me de naquele tempo existir grande rivalidade entre a equipa de 6 de Setembro e do Andorinha e também da grande pressão que o 6 de Setembro fazia sobre a equipa de arbitragem. Foram anos maravilhosos, como disse anteriormente, em que o futebol 11,o basquetebol,o voleibol,o atletismo e o andebol estavam no auge das suas performance. Depois com a emigração de muitos por força das circunstâncias da vida o desporto no país ficou bastante pobre.
    Neste contexto, quero parabenizar o coronel Víctor Monteiro e neste contexto acabo por reencontrar um antigo atleta da equipa do Boa Morte, Estanislau Monteiro, mais conhecido na época por Sandolí. Reencontrar, porque se não deixasse o seu comentário aqui, já não me lembrava dele.
    Um grande abraço para ambos.

    • Victor Monteiro

      9 de Setembro de 2020 as 19:23

      Digníssimo Isildo,
      Muito obrigado pela gentileza.

      Um grande abraço cá das Ilhas Maravilhosas do meio do mundo.

  7. Victor Monteiro

    9 de Setembro de 2020 as 19:24

    Digníssimo Isildo,
    Muito obrigado pela gentileza.

    Um grande abraço.

  8. Estanislau Monteiro Cravid Teixeira

    11 de Setembro de 2020 as 13:07

    Meu caríssimo Isildo,
    Mundo é grande, mais é pequeno para os grandes amigos e companheiros de longa data. Enquanto estivermos de saúde e vivos haveremos de nos reencontrar.

    Até la um grande abraço

  9. Victor Monteiro

    13 de Setembro de 2020 as 0:12

    Pratiquei também, Desportos Náuticos.
    (Barco à Vela)

    Depois de uma aprendizagem em Lusito (pequeno barco à vela), passei a pilotar o Snipe (barco à vela maior), com o Instrutor LUIS KALÁFI.

    Participei em várias Regatas na Baía Ana Chaves.

    Saudades do Sr. Honófre (marceneiro do Estaleiro ao lado da Igreja de Bom Despacho, hoje MARAPA).

    MEMÓRIAS.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo