Desporto

STP não terá “apoio do público” nos Jogos Olímpicos 

As autoridades japonesas em concertação com o Comité Olímpico Internacional avançaram recentemente que, face às consequências da Covid-19, os Jogos Olímpicos de 2021, não terão presença do público estrangeiro nas bancadas, apenas os residentes, de modo a conter a propagação do vírus.

A decisão foi vista como sensata pelos Comités Olímpicos, inclusive o de São Tomé e Príncipe, que na reação, por seu presidente, João Costa Alegre, frisou que a mesma não terá impacto no resultado dos atletas santomenses, que já estão habituados a não terem apoio nas bancadas.

«Impacto para São Tomé e Príncipe, em termos desportivos não haverá impacto sendo que estes não costumam ter apoios nas bancadas dos jogos. Mas poderá ter um impacto na balança financeira, uma vez que afetará a receita do Comité Olímpico Internacional, que é o nosso principal parceiro. Mas antes de tudo, temos é que pensar na saúde dos atletas e dos participantes dos jogos», rematou Costa Alegre.

O país estará presente na prova com uma caravana de 10 elementos, entre eles, três ou quatro atletas, nas modalidades de canoagem (Buly Triste e Rock Neto) e do Atletismo, onde figuram três nomes, Adjamila (podendo participar por meio da solidariedade olímpica) e Agate Sousa e Gorete Semedo (que ainda procuram os mínimos para os jogos).

Os jogos serão disputados entre os dias 23 de julho e 8 de agosto de 2021, na capital japonesa, Tóquio.

Martins dos Santos

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo