Desporto

Corredores Santomenses brilham(…) na Travessia do Hemisfério

Arrancou no último domingo, na roça Agostinho Neto-Lobata, a IIIª edição da Ultramaratona Internacional “Travessia do Hemisfério”, competição que durante seis dias, colocará à prova a resistência e a velocidade dos 33 corredores, oriundos de mais de 15 países, com destaque para quatro atletas santomenses, que brilharam na etapa inaugural, ocupando dois lugares do pódio, Duliê Fortes (1ª) e Kinderley Batista (3ª).

Já está na estrada a IIIª edição da Ultramaratona Internacional. A corrida que terá uma extensão de 200 km, repartido em seis etapas, teve o seu arranque este domingo, na presença do Ministro da Juventude e do Desporto, Vinício Pina, que antes da largada, para o cumprimento dos primeiros 36,9 km da prova, desejou sorte e sucesso a todos e que vença o melhor, mostrando de igual modo, confiante na boa prestação dos atletas santomenses. Ainda antes da partida, os participantes foram brindados com o hino nacional, entoado pela “orquestra” da escola básica de Agostinho Neto.

A primeira etapa foi de 36,9 km com uma mistura de vários trilhos e travessia aquática, o dia estava quente, mas a brisa ocasional trouxe alguma aragem aos corredores.

Os corredores saíram da partida e fizeram seu caminho em direção à costa antes de retornarem às belas florestas exuberantes e terminaram no coração da ilha, a comunidade de Monte Café.

O vencedor masculino foi o corredor santomense, Duliê Fortes, com o tempo de 3 horas 33m 10s, seguido por Nathan Montague, do Reino Unido, com apenas 12 segundos de diferença, no terceiro lugar ficou outro santomense, Kinderly Batista.

Na corrida feminina Christian Khinast, da Áustria, não desapontou e terminou em primeiro lugar, ao passo que,Harri Washington, do Reino Unido, chegou 33 segundos depois, seguida pela corredora alemã Tanja Schönenborn, que chegou à linha de chegada 4 minutos depois. De sublinhar que São Tomé e Príncipe não tem representante nesta categoria.

A etapa desta segunda-feira terá 30 km a caminho do Sul, para o jardim florido do Bombaim.

Martins dos Santos/GlobalLimits

FAÇA O SEU COMENTARIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

To Top