Economia

IGEF capacita quadros técnicos da Administração Pública santomense

O Instituto de Formação em Gestão Económica e Financeira (IGEF) dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e Timor Leste (TL) realizará, com início na segunda-feira,16, na Biblioteca Nacional, um curso de especialização profissional, em Finanças/Gestão da Divida, na área das Finanças Publicas, para os quadros técnicos do Ministério do Planeamento, Finanças e Economia Azul,  Banco Central, e as DAF’s dos demais Ministérios, Institutos e Empresas Públicas, com o propósito de melhorar as competências dos mesmos sobre a Dívida Pública em geral, com particular realce à realidade económica e financeira do país.

O curso que terá lugar pela primeira vez na capital santomense permitirá aos participantes adquirirem novas competências nos domínios dos mercados de câmbio, do sistema financeiro internacional e  ferramentas para uma melhor gestão pública dos recursos financeiros.

Como o propósito de melhorar as qualificações técnicas na área das Finanças, particularmente na Gestão da Dívida por parte dos participantes, serão debatidos, durante os 10 dias, temas como:

  Dívida pública. Noções  Fundamentais;
  Mercados da dívida pública titulada;
  Como gerir uma carteira de divida pública;
  Fundamentos analíticos em casos comparados de economia aberta;
  Contas públicas, Gestão da dívida pública e impostos sobre a inflação;
  O funcionamento integrado internacional.

A acção que terá lugar na Biblioteca Nacional, no período de 16 a 27 de Setembro do ano em curso, num total de 60 horas, terá uma abordagem teórico-prática, onde os formandos serão estimulados a discussão dos temas em estudo e a abordagem de casos práticos, devendo ser apresentados exemplos e a doutrina mais relevante da negociação de contratos e empréstimos internacionais.

De sublinhar que esta acção de formação está enquadrada no projecto de Assistência Técnica ao Estabelecimento do Instituto de Formação em Gestão Económica e Financeira (IGEF) dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e Timor Leste (TL), cofinanciado pelo 10º Fundo Europeu de Desenvolvimento (FED) e pelos Estados Contratantes.

Henrie Martins

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo