Economia

Vai ser criada em STP uma rede de áreas marinhas protegidas

Em São Tomé e Príncipe vai ser criada uma rede de áreas marinhas protegidas. Nesta altura está em marcha um processo de consulta pública sobre o enquadramento do decreto lei para a formalização das áreas marinhas protegidas do arquipélago.

Trata-se de um trabalho de recolha de dados científicos de mais de cinco anos e de consultas que vai contribuir para a conservação do habitat marinho de S. Tomé e Príncipe.

«As áreas marinhas protegidas que vão ser criadas em S.Tomé e Príncipe são áreas que foram selecionadas, delimitadas em conjunto com as entidades governamentais, com as comunidades dos pescadores e palaiês e também de outros parceiros como ONGs de conservação, o sector do turismo» – disse Luísa Madruga, coordenadora do projeto.

As áreas marinhas protegidas serão de muita relevância para o arquipélago. «S.Tomé e Príncipe tem habitats marinhos diversificados e importantes e espera-se que com as áreas marinhas protegidas possamos recuperar esses habitats e, consequentemente, as espécies que deles dependem e obviamente estão incluídas espécies de peixes comerciais» – sublinhou Luísa Madruga. 

José Bouças

3 Comments

3 Comments

  1. Xê!

    1 de Fevereiro de 2024 at 16:23

    Cria-se mais um outro projeto sem dinheiro?
    Dê governo corda suficiente para se enforcarem. Ultimamente é o povo quem sofre, é o povo quem paga com estes tipos de aventuras e irresponsabilidade em São Tomé e Príncipe. Teimosia.
    Quem vai financiar este projeto?

    Alguém sabe algo sobre a Luísa Madruga, coordenadora deste projeto? É natural de São Tomé e Príncipe? Essa situação de “rede de áreas marinhas protegidas” não está a cheirar bem.

    Embora um projecto financiado pela União Europeia para manutenção de estradas tenha $1000000.00 de euros anualmente, mesmo assim, país tem dificuldades em pagar as pessoas, Porquê que neste preciso momento, o tal governo tem audácia em criar mais um outro projeto? Não faz sentido. Qual é a lógica? Onde é que governo vai encontrar dinheiro para suportar todas as despesas e os custos de implementação e manutenção do projeto?
    “O Instituto Nacional de Estradas diz que não é possível ter uma estrutura como o GIME a funcionar sem fiscalização.” Ainda por cima, governo não faz fiscalização do projeto, isto não é preparação para se fazer mais roubos e corrupção com dinheiro do Estado.

    Quais são as prioridades deste governo?
    Não tem plano?

    Patrice: Põe branca lá, tua coordenadora pula nisto para ser mais fácil roubar dinheiro do povo, faz teu branqueamento e lavagem de dinheiro, desvios de dinheiro. Tudo que quiseres. Nada vai acontecer. Vamos fazer de conta que todos estão cegos e surdos. Esse filme é longo, mas vai terminar porque não existe nenhum filme infinito.

    Vou lhes contar uma estória que realmente aconteceu enquanto casualmente tenho falando com algumas pessoas sobre a situação do nosso país.
    Quando tiveres oportunidade de falar sobre São Tomé e Príncipe com alguns Brasileiros, sabes o que eles eventualmente irão te dizer? Que:

    “O Governo de Santómé é uma pura sacanaaagem. Pôr@! Sacanaaagem cara. Valeu? Patrice Trovoada é mesmo um descaraaado, sabugueiro pôôôdri. Pôr@“

    Seguidamente, fiz um “online search,” vi lá
    Pôxa. Uma patifaria canalha…
    Noutras palavras; Igual 🟰 sacana sem caráter.
    Ou seja, País bonito, povo acolhedor mas governos corruptos cheio de ladrões e criminosos.

    Tive cautela em pesquisar a palavra os Brasileiros chamam Patrice “sabugueiro” para entender melhor o que eles pesam sobre o nosso Primeiro Ministro atual. É mundo é. Uma vergonha. Paciência. Enfim. Não sabia o significado, agora já sei mas não fico ofendido. Verdade é verdade e serve para ser dita, não da para engraxar the truth. Porque muita gente está a saber by leaps and bounds que São Tomé e Príncipe é um país, e ele existe. Qualquer país onde visitar, falo e vou continuar falando sobre São Tomé e Príncipe e do sofrimento e opressão em STP. Não é boca pito, é um desabafo, e dizer verdade diz-se. Por exemplo. Aconselho turistas para viajarem para STP mas para tomarem cuidado com governo gatuno, roubam, é melhor dar apoio diretamente ao povo e não via elementos corruptos middle man.
    ☺️

    Surpreendentemente ou não, o que é triste, é que muita gente do mundo inteiro, de vários países, tem sempre, quase todos, reação semelhante.
    Uma pena. Até fica-se com vergonha de dizer que é São-tomense. Consegue se fazer entender perfeitamente. Não aconselho à ninguém que nasceu em São Tomé e Príncipe esconder o país de origem. Naturalidade. Mesmo com os embaraços e vergonha que os nossos dirigentes e representantes do Estado nos fazem, é digno se afirmar como um cidadão ou cidadã Santomense.

    Temos que lutar contra essa gente corrupta e afasta-lós na gestão de coisa do Estado.
    Gostaria de ver STP crescer e desenvolver. Meu sonho, e esperança.
    Se os bandidos corruptos gatunos de São Tomé e Príncipe perderem eleições e se forçarem no poder, não complica e sem piedade temos que lhes tirar usando força democrática do povo. Vós sabereis o que isso implica. Descontentamento: vê-se aqui em São Tomé nas caras e nos comentários que pessoas as fazem, sente-se o sofrimento deste povo. Não pode ser!
    Eu não gosta dessa teia de gentes corruptas, gentes que são gatunos/nas criminosos, e destroem o país. Não gosto.
    Até um dia…

    PostScript: É bom fazer-se de tudo para que a greve tenha muita adesão da nossa população, de Caué à Pagué!

    Existem 4 tipos de gentes em STP:
    1. Pessoas que fazem parte dos problemas: aqueles que roubam, matam, criam anarquia e instabilidade, e destroem.
    2. Pessoas que deixam tudo andar, a Deus dará, não têm solução. Ou têm medo.
    3. Pessoas que não deixam fazer, oprimem quem tem vontade em fazer bem e melhor para STP e o seu povo.
    4. Pessoas que têm soluções e não fazem parte de corrupção ou dos problemas em STP, problemas esses que todos nós sabemos quais eles são.

    Número quatro, estamos juntos, contém comigo, limpar a casa, depois voltar.
    Geralmente, perdoa-se as pessoas que cometem os erros sem intenção de os cometer. Pode-se até ser flexível e tolerante neste aspecto específico. Mas se voltarem a cometer os mesmos erros (corrupção, roubos, anarquia, crime, e aí por diante, então é abuso, é intencional, é vício, e falta de respeito. Então, vem e deverá vir intransigência quando se viola o povo repetitivamente. Firmeza (relentless) para se reparar o mal no país. Ser corajoso e patriota é uma boa qualidade que obviamente demonstra a virtude e boa característica humana. Relentless person ou pessoa implacável, é aquele ou aquela pessoa ou pessoas que estão determinadas a fazer algo de bom para o país e para o povo Santomense, e se recusa a desistir.

    Don’t give up the fight for justice in São Tomé and Principe! Keep fighting hard, harder, and the hardest you possibly can. Fight relentlessly! I am proud of all of you. You are brave!
    Não desista!

    Têm a minha benção e o meu suporte total, e todo o encorajamento. Mesmo a distância, cada um nos seus becos -Lutemos todos juntos pela justiça no nosso país, São Tomé e Príncipe! Estou a favor disto.

    Cada um faz a sua parte e contribui. Há várias formas de se contribuir, incluindo reclamar constantemente com ou perante os parceiros de STP, países e instituições que dão os apoios (ajuda externa) reivindicar e denunciar corrupção e os. crimes. Escreve cartas, faz campanha, manda mensagem via correio eletronico, telefona, solicita, marcha, participa. Vamos vencer o mal. É bom fazer parte no processo de transformação de STP para que tenhamos um país melhor onde as pessoas vivem livres e progredindo na vida.

    Se não se combater o mal e corta-lo pela raiz, tu, ou membro da tua família, tua amiga ou teu amigo, vizinho ou vizinha será a próxima vítima. Os assassinatos, agressão violenta até a morte não são coisas típicas de natureza dos Santomenses.
    Patrice, corrupto e caprichoso toma! Tu mereces! Os crimes e os roubos são extremamente alarmantes.
    O abuso tem que acabar! É demais!

  2. Aquilo

    1 de Fevereiro de 2024 at 16:57

    Com este rumo, aquilo um dia vai explodir.

  3. Kombucha

    2 de Fevereiro de 2024 at 0:13

    Olá 1001000 + 1101001! Madrugada
    Quantos milhares de euros essa senhora recebe mensalmente nesta besteira? Leva tudo de novo para Europa.
    Qual é a formação, especialização, e anos de experiência de trabalho que ela tem nisso?
    Não existe nenhum negro ou negra em São Tomé e Príncipe com capacidade de gerir este projeto eficientemente, e a menos custos? Pedimos as informações sobre Luísa Madruga, coordenadora do projeto. Resposta não veio! Ainda estamos a espera do Currículo Vitae dela. Nada nada. Porquê tanto segredo? Patrice está por aqui a enganar os pescadores e as palaiês, mais ninguém.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top