Destaques

PEPS já é realidade

Rafael Branco o criador do Partido de Estabilidade e Progresso Social, (PEPS), reuniu-se com os seus companheiros do novo partido político são-tomense no Cinema Marcelo da Veiga. Uma Assembleia com centenas de membros, que serviu para mostrar ao país o nascimento do PEPS.

Segundo Rafael Branco o seu partido tem mais de 5 mil membros. Rafael Branco define o PEPS como um novo espaço de participação política, com homens e mulheres que querem contribuir para a estabilidade política, para a reconciliação entre os são-tomenses, e para contribuir nas reformas fundamentais que são necessárias para reconstruir o país. «Não queremos governar STP sozinho. São Tomé e Príncipe não pode ser governado por um e único partido. Estamos abertos a toda a forma de diálogo e entendimento com qualquer partido da cena política são-tomense», declarou o criador do PEPS.

Rafael Branco explicou que o seu partido não tem aliados pré-definidos. PEPS tem 10 mandamentos, que servem de base para as negociações com qualquer outra força política. Segundo Rafael Branco quem aceitar os 10 mandamentos do PEPS, tem portas abertas para a parceria política.

Abel Veiga

    21 comentários

21 comentários

  1. bem ní wê mali ni tlachi

    9 de Julho de 2014 as 15:10

    Contem com meu apoio….

  2. João Gomes

    9 de Julho de 2014 as 15:12

    …me diga o seguinte Sr. Rafael Branco-com a criação desse último partido, quantos partidos tem STP por metro quadrado!? Um abraço de Cabo Verde…

  3. kwatela

    9 de Julho de 2014 as 15:14

    Aos traidores só desejo cadafalso.

  4. Pão com Chouriço

    9 de Julho de 2014 as 15:25

    Mais um partido político. Vamos ver o quê que vai dar. Se vier por bem, Deus ajuda mas se vier por mal….
    Xauêê

  5. Pantufas ( Nova Geraçao)

    9 de Julho de 2014 as 15:41

    Nao quero ser pessimista, mas a criacao de mais um partido em nada vai beneficiar esta ilha ou este povo sofredor. Quais sao as linhas de força deste partido? Mais um partido para usurpar o bem publico. Tenho minhas duvidas de que este partido venha tirar o marrasmo com que esta ilha encontra mergulhada. Meus senhores ja la vao a caminho de 39 anos que o povo vive com esperança moribunda e nada de concreto ate entao. E nesssecario pensar seriamente S.tome e Principe.
    Obrigado

  6. REALISTA

    9 de Julho de 2014 as 15:47

    Pois é: “Nenhum partido pode governar S.Tomé e Príncipe sozinho”; Quer dizer, só os partidos é que governam!! Por isso é que os senhores andam a fabricar partidos para indo enganar as pessoas e conseguir estar sempre a governar!! Como o sr sabe que não vai ter deputados suficientes, diz que ninguém pode governar sozinho! Pergunto: Se um partido qualquer tiver maioria, não poderá governar sem coligações, sr Rafael??? O que quer dizer com isto?? Aliás, os partidos não governam sozinhos!! Precisam de quadros e de todos os Santomenses, cada um lá no seu local a contribuir de forma consciente para o desenvolvimento de STP.

  7. Maria Ricardo

    9 de Julho de 2014 as 15:55

    Vem aí mais um partido com um homem que viveu grande a francesa nos tempos de partido único e pós democracia. Um político sem caráter e desnorteado. Fugiu do MLSTP/PSD, para não prestar contas. Aí está… O presidente do MLSTP/PSD, Dr. Jorge Amado, deverá exigir ao Sr. Rafael Branco, que apresente as contas e diga para onde foi parar os milhões de dólares que Angola deu para eleições de 2010.

  8. Eu

    9 de Julho de 2014 as 16:03

    Que tristeza! Um Pais tao pequeno, e um politico veterano e experimentado a reconhecer que o Pais nao pode ser governado por um unico partido?
    Ele deve pensar que Paises maiores em dimensao e mais populosos que STP, onde apenas um partido ocupa o poder fazem magia!
    O governo meu caro Rafael branco deve ser governado por um unico partido o que sim sempre sera necessario eh mais do que um partido na oposicao. E vejam la se aprendem de uma vez por todas que oposicao nao significa inimigo. Mas sim contrariar CREATIVAMENTE o governo do poder com fins positivos.

    • santola

      10 de Julho de 2014 as 14:40

      Pois é concordo consigo.

  9. Original

    9 de Julho de 2014 as 16:06

    Estes 5000 membros estão a procura de uma oportunidade para mamar alguma coisa.na hora de verdade é que veremos quantos são.O Fradique teve muita gente à sua volta mas no fim só teve 1 deputado e com muita sorte.

  10. Ponha Boca Não Tira

    9 de Julho de 2014 as 16:06

    O problema do Branco é que ele se afastou muito do MLSTP. Isto pode ser trágico. Não se passa da esquerda para a direita de forma tão radical ou da direita para a esquerda desta forma. Como é que ele sendo toda a vida do MLSTP pode vir dizer que está na possibilidade de viabilizar um governo do ADI cujo seu líder e militantes passam a vida a dizer mal todos os dias? Eu não acredito que o Branco defenda isto mas parece que ele defende. Assim ele não vai a lado nenhum.

  11. DIASPORANO .CV

    9 de Julho de 2014 as 18:25

    Por que não acrescentar ao nome do partido ” Cola”. Assim, ver-se-ia que os partidos em STP não deixam de ser ” coisas de laser”.
    Tal como disse o outro , mais partido para mais confusão?Numa terra tão pequena?!
    Vejam os 39 anos da independência? Que progresso? Para uns como o Sr R.Branco,sim ,pois carregam na mala do carro a desgraça do povo e nos bolsas as usuras. Veja o Fradique… se ele não tem vergonha pelo menos o povo tem memórias…
    Não gostaria de concordar com a afirmações do Filinto na RDPA mas, infelizmente, sou.

  12. Mé dobô

    9 de Julho de 2014 as 20:15

    Bonito serviço, só um partido não governa, não é? bonito, espertalhão queres tacho, mais um para mamares, mas Rafael ainda não estás rico? tanto tens e ainda queres mais sinceramente és como a galinha e a barata, vai para o inferno e morre longe porque perto cheiras mal, que diga os teus camaradas do MLSTP/PSD.

  13. Barão de Água Izé

    9 de Julho de 2014 as 21:37

    O PEPS para ter algum sucesso deve fazer campanha politica para o povo e não para os partidos existentes.
    A insistir no inicio e na campanha eleitoral tanto no consenso e entendimento com os outros partidos, o PEPS arrisca-se a ser uma nova versão do chamado “Diálogo Nacional” que não foi mais que um arremedo das célebres frentes unitárias do passado.
    O PEPS deve-se afirmar com identidade própria sem correr o risco de esperar opiniões indirectas de qualquer partido, para os tais consensos e divisão do poder.
    O PEPS deve apresentar ao eleitorado a sua diferença e não deixar como todos os outros partidos ação livre para a ADI, único partido que tem estado a fazer politica.

  14. badiudisãotomé

    10 de Julho de 2014 as 9:03

    Apenas uma pergunta, Senhor Rafael Branco ainda tem vontade de ser Primeiro ministro? Cuspir no prato aonde andou a comer durante vários anos é grave. Santomé ça deçu vivo.passouuuu…

  15. .A. Gomes

    10 de Julho de 2014 as 16:12

    O PEPSI não pode funcionar sem a COLA
    Mas não deve ser aquelas colas que os candongueiros têm vendido para pegar ratos, mas sim uma boa cola para pegar estes políticos LADRÕES que andam por aí. Porque o Rafael sabe que se acrescentar a cola ele será um dos primeiros a serem amarrados com a referida cola, decidiu criar apenas PEPSI.
    Oxalá que este PEPSI intoxique a todos os que têm vindo a beber o suor deste povo
    Gomes

  16. O Revolucionário

    10 de Julho de 2014 as 16:25

    Creio que isso é uma autêntica vergonha. São Tomé e Príncipe não precisa de mais partidos politicos mas sim pessoas com consciencia e que queira na realidade contribuir para o seu desenvolvimento. RB ja esteve no poder e não fez nada, como poderá ele agora fazer? Pra quê que precisamos destes politicos ladrões para roubarem o dinheiro do povo… Ja chega de roubar porque vocês não vão fazer nada…

  17. VIOGO

    10 de Julho de 2014 as 20:06

    Um entulho que esteve no poder desde anos 70 depois da independência, vem criar um partido! Foi tudo menos PR e aparece fraturado doutro partido cadastrado para governaste este país!
    Se conseguires este país este povo nunca mais conhecerá felicidade …bunzu…cleta etc. enquanto voces vão vivendo a vida.

  18. Onda da vitória

    10 de Julho de 2014 as 23:06

    Rafael tenha vergonha,pá.

  19. luisó

    10 de Julho de 2014 as 23:28

    É preciso não ter vergonha na cara.
    Não chegou o dinheiro que sacou?

  20. terra dos outros

    11 de Julho de 2014 as 15:41

    Rafael hoje você é inimigo do MLSTP/PSD?, partido este que você sempre ocupou cargos Superior,Tenha Consciência não faça isto.Não podes vender o MLSTP/PSD,O Srº é Cabrão, maladro, eu não gostei…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo