Política

General que veio do Gabão é angolano

Chama-se Daniel Savihemba, tem a patente de brigadeiro, é cidadão angolano, pertence ao exército angolano, e ocupa o cargo de Chefe de Estado Maior da FOMAC(Força Multinacional da África Central).

Chegou a São Tomé, na delegação do secretário geral da Comunidade Económica dos Estados da África Central, Ahmad Allam-Mi que veio ao arquipélago, sob ordens do Presidente da CEEAC, Ali Bongo, que é também Presidente do Gabão.

O chefe da missão enviada pelo Chefe de Estado do Gabão entregou uma mensagem ao Presidente da República, Evaristo Carvalho. No entanto o Chefe de Estado Maior da FOMAC, acompanhado por membros da delegação decidiu na terça feira, ir acompanhar o apuramento Geral das eleições legislativas que decorre no Tribunal Constitucional.

Um comportamento que atiçou a tensão social no país. O Téla Nón apurou que a presença do general na sessão de apuramento geral, foi rejeitada. Segundo fontes que estiveram na sala do Tribunal Constitucional, o general e a sua delegação vinda do Gabão, pediram autorização para ler uma mensagem na sessão de apuramento geral, e foi também recusada.

O general chefe das forças da África Central, e a sua delegação, tiveram que abandonar o edifício do Tribunal Constitucional a partir da porta traseira, uma vez que uma manifestação popular espontânea, e muito ruidosa, aguardava a delegação oriunda do Gabão, na entrada principal do Tribunal Constitucional.

A agitação social da tarde de terça – feira acontece numa altura em que o Primeiro Ministro Cessante, Patrice Trovoada se encontra ausente do país. Desde o último fim de semana, que Patrice Trovoada ausentou-se de São Tomé num voo privado, e para destino incerto. Pelo menos até agora a nível oficial, não houve qualquer pronunciamento sobre o destino seguido pelo Chefe do XVI Governo Constitucional no último fim de semana. Rumores na capital São Tomé, indicam que Patrice Trovoada estará exactamente no Gabão.

Em 28 anos de democracia pluralista, marcados por vários pleitos eleitorais, nunca São Tomé e Príncipe, conheceu uma situação destas.

O Tribunal Constitucional, sempre fez o apuramento geral dos actos eleitorais, na maior tranquilidade, e sem necessidade de intervenção estrangeira. Os resultados eleitorais, nunca antes foram contestados pelo partido no poder, e nem pela oposição. Foram sempre aceites por todos.

Nunca antes o representante da ONU, teve que participar na sessão de apuramento geral das eleições em São Tomé e Príncipe, e muito menos um oficial militar de uma força sub-regional, entrar pela sala de apuramento geral para alegadamente ler uma mensagem, vinda do exterior.

Enfim

Abel Veiga

    10 comentários

10 comentários

  1. Mandelax

    17 de Outubro de 2018 as 10:35

    Temos uma desordem completa no país. O Governo cesante nao se preocupa pela gestao corrente da coisa pyblica e nos deparamos com uma crisis grave de desgoverno nunca antes vista.

  2. adalmiro ceita

    17 de Outubro de 2018 as 12:27

    Angolano/GABONÊS e amigo/enviado DE Aly Bingo presidente GABONÊS.
    Tudo isto foi armação de Patrice Trovoada para confundir a opinião pública.

  3. Arroz substância

    17 de Outubro de 2018 as 13:52

    Figuras tristes que a oposição esta a fazer, mentindo desinformando o povo e criar disordem.
    Por outro lado acho que um partido com responsabilidade governativa não deveria agir desta forma depois se forem governar vão para Angola pedir dinheirinho o João Lourenço não vai vos perdoar vocês vão sair muito mal desta pouca vergonha que o MLSTP esta a fazer.

    • Metido a Besta

      17 de Outubro de 2018 as 16:13

      Pouca vergonha foi o comportamente de ADI no cao judicial de Cervejeora Rosema.

      Angola tem meios propios que sao embaixada de Angola em Sao Tome para manifestar juntamente com enviado especial de Presidente Angolano endagando a forma como poderia ajudar e nao atravez de Gabao.

      Nao fazes de MLSTP nem o povo de otario.

      O MLSTP ja perdeu as eleicoes em sao Tome e nunca arrumou em chico esperto.

      Querem tacho e poleiro cujo o povo quem da e nao deu , ponto paragrafo.

    • ONDE MESMO?

      18 de Outubro de 2018 as 8:29

      Meu caro Arroz substância ou “arroz desnutrido”, quer seja militar gabonês ou angolano a coisa é a mesma. Neste caso vem a mando do governo gabonês logo ele é gabonês. Tenho a certeza absoluta que se fosse ao serviço do governo angolano o mesmo não vinha desta forma. As autoridades angolanas solicitariam a sua congénere santomense e tudo seria tratado por via diplomática. A situação criada com a presença do mesmo em S. Tomé e ainda mais nas instalações do Tribunal Constitucional de S. Tomé e Príncipe numa altura bastante controverso só deve garar a revolta que se verificou e de certeza que as autoridades militares e civis angolanas compreenderão a situação.Não pense o senhor que eles os angolanos não sabem interpretar a situação.

  4. Informem com a verdade

    17 de Outubro de 2018 as 19:56

    O Général faz parte da C.E.E.A.C, é um emissario para paz nos países que fazem parte. À Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC / ECCAS)
    Os países da Comunidade Económica dos Estados da África Central: Angola, o Burundi, os Camarões, a República Centro-Africana, o Congo, a República Democrática do Congo, o Gabão, a Guiné Equatorial, o Ruanda, São Tomé e Príncipe e o Chade, no entanto não vejo interferências nesta missão dele e aconselho-vos a lerem os estatutos da C.E.E.A.C

  5. Rapaz de reboque

    17 de Outubro de 2018 as 20:06

    O que é que este senhor vai ganhar com esta palhaçada? O povo é que se unir e acabar com este impasse unido venceremos viva MLSTP / PSD e a coligação, ja basta meus senhores, sem desacatos, nem, violência, nao vamos atredar os pés.

  6. Nuno Menezes

    18 de Outubro de 2018 as 9:14

    Necessario ‘e ficar nos todos calmos…,existe situacoes na vida que nem todos nos percebem,a maioria desconhece essa mesma situacao que assim existe,por motivo dessa mesma situacao que existe que assim desconhece essa mesma situacao que assim existe as pessoas,outros que assim tem conhecimento que assim existe,estao a fazer com que o robot mental das pessoas perdem o controlo e juizo perfeito que haja guerra, havendo guerra existe destruicao e o tempo para assim infraestreturar outra vez sera muito grande,e sem guerra esta a custar a desenvolver Sao Tome and Principe,mais no entanto essa mesma situacao que assim existe nos os seres Humanos temos culpa porque assim foi criado por nos mesmo.
    Nesta mesma situacoes na vida que nem todos percebem,Eu pessoalmente estou nesta jogada tambem para aplicar situacoes que nem todos percebem que muitos pensam que apenas um certo nivel de escolaridade ou quem sabe trabalhar na area aplicada nesta mesma situacao que assim existe apenas as pessoas que trabalham na area nesta situacoes que assim existe que podem resolver ou aplicar para assim fazer mal aos outros.
    Necessario ficar calmos nos todos e atentos,porque nesta situacao que assim existe que nem todos tem conhecimento estou nesta situacao 100% a mudar roupa de bebe de todas as situacoes que assim existe nem todos tem conhecimento.
    A educacao minha se nao foi na terra linda aonde nasci,tenho o grande amor dessa mesma terra que se chama Sao Tome and Principe e pessoalmente nunca vou ser traiçoeiro para o Pais aonde nasci que se Chama Sao Tome and Principe.
    O macaco que assim aplicou essa mesma situacao desconhecida por muitos que assim existe a sua ramificacao original para todos que nascem ‘e mesmo assim,mais no entanto hoje o preto casa com branco, branco casa com a preta neste mesmo Pais aonde os mesmos Gracas a eles a Geracao ‘e assim ‘e feita e na ultima da hora os mesmos dizem que tambem pertenco a tua familia por causa da geracao que assim foi feita.

    Nuno Menezes
    Reino Unido, Lincoln
    ( ** Master ** )- ON
    ( ** slave ** )- OFF

  7. Adeliana Nascimento

    18 de Outubro de 2018 as 10:31

    Gente, mas só agora é que o General viu para vir visitar STP? Ainda fardado. Porquê que ele não esperou as aguas acalmarem, e se constituir um novo e/ou reconduzir o actual Governo para fazer sua missão?
    Nós não estamos em Guerra. Estamos sim a viver uma situação que o proprio Patrice criou.

  8. Matrusso

    18 de Outubro de 2018 as 21:47

    Sr informem com verdade; É obrigação de informar com verdade os órgãos de informação estatal para melhor informar cidadãos e outras agências privadas. Maa como não o fazem, as vezes têm q especular até aproximar ou acertar com o desenrolar da vossa tentativa de batota.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo