Política

Presidente de Angola felicita Jorge Bom Jesus e propõe (RE)dinamizar as relações

Para João Lourenço Presidente da República de Angola(na foto), a investidura de Jorge Bom Jesus, na última segunda – feira, como Primeiro Ministro e Chefe do Governo de São Tomé e Príncipe, foi um acontecimento especial, para “redinamizar” as relações bilaterais. «O acontecimento mereceu a nossa especial atenção por tudo quanto poderá significar em termos de redinamização das excelentes relações de amizade e cooperação existentes entre os nossos dois países e povos », diz a mensagem do Presidente de Angola.

A mensagem do Chefe de Estado angolano, endereçada ao novo Primeiro Ministro de São Tomé e Príncipe, é notícia divulgada pelo Jornal Português, “Diário de Notícias”.

João Lourenço, diz ainda na mensagem divulgada no dia 4 de Dezembro que « acredita que o intercâmbio aos mais variados níveis entre Angola e São Tomé e Príncipe poderá ser impulsionado por acções bilaterais».

O regresso do MLSTP ao poder em São Tomé e Príncipe, permite a (RE) dinamização das relações bilaterais com Angola.

Recorde-se que desde a sua ascenção ao cargo de Presidente da República e Chefe do Governo de Angola, João Lourenço nunca se encontrou oficialmente com o ex-Primeiro Ministro Patrice Trovoada, e nem tão pouco com o Presidente Evaristo Carvalho.

A troca de visitas ministeriais entre São Tomé e Príncipe e Angola, deixou também de ser intensa como acontecia no passado.

Agora as portas se abrem para a RE-dinamização.

Abel Veiga

    10 comentários

10 comentários

  1. Rapaz de reboque

    5 de Dezembro de 2018 as 21:29

    Que o senhor Jorge Bom Jesus siga os passos do senhor João Bernardo contra a corrupção investigar todos aqueles que estiveram no poder saber o que tinham antes os seus ordenados e ver obrigar a repor tudo que adquiriram individamente força senho ministro acabe com estes gatunos todos

  2. Manuel do Rosario

    5 de Dezembro de 2018 as 21:44

    As relações diplomáticas com Angola nunca poderiam ter acontecidas enquanto o Patrice Trovoada tentava conduzir o destino do país para um Dubai cada vez mais ofusco e de uma profunda escuridao.

  3. Patrao da Roça

    6 de Dezembro de 2018 as 7:36

    Espero tudo de bom para este belo pais

  4. Gervasio Agostinho Das Neves

    6 de Dezembro de 2018 as 8:44

    Espero tudo de bom para este belo país. Senhores e as Senhoras elimentos principal de nosso inlustro pai de Natal, o que eu gosto e gostaria que Vocês tivessem consciência como O Nosso Pai Todo Poderoso para que este Arquipélago sera como um Dubai original( que dura ) . Não como Dubai dos antigos Governos de ocasião como : Pneus sem burachas , os vistuarios de ocasiao como dissemos na lingua francesa mmoutuki

  5. Seabra

    6 de Dezembro de 2018 as 8:48

    Em principio, o novo presidente angolano tenta combater com o sistema de corrupçao instalado em Angola hà mais de 40 anos,é ôbvio que nunca podia ter relaçao com a corrupçao feito HOMEM na pessoa do Patrice Trovoada -ADI.
    Esperemos que à partir de agora STP e o seu povo, possàmos ser livres e tomar o RUMO para o progresso…definitivamente!!!
    Hà muito que trabalhar. Força…

  6. Paulo Braz

    6 de Dezembro de 2018 as 9:42

    Tudo indica que angola tera ja convidado uma delegacao do governo de Jorge Bom Jesus a se deslocar a Luanda ja nos proximos dias. Os povos e governantes de angola e de stp finalmente voltam a se reencontrar

  7. sandra

    6 de Dezembro de 2018 as 11:35

    sr primeiro ministro repõe a legalidade institucional, reconduzindo os juízes jubilados ilegalmente retificando assim os erros
    estamos a espera de si, por isso tambem é que demos este voto de confiança
    resolvendo o problema da cervejeira rosema e outros casos que mancham os nosso país
    o estado santomense perdeu muito nos impostos com esta empresa durante esses 10 anos
    no minimo 100.000,00 euros por mês

    • Pinta cabra

      6 de Dezembro de 2018 as 15:43

      Minha cara Sandra, é a mais pura verdade!
      Em primeiro lugar, repor a legalidade, o supremo tribunal que foi destituído pelo pinta cabra deve voltar o mais rápido possível e de seguida devolver a Rosema aos seus legítimos donos.
      Interessa ver as relações entre estes dois países irmão no seu melhor.
      Viva Angola
      Viva São Tomé e Príncipe

  8. Amar o o que é nosso

    6 de Dezembro de 2018 as 17:26

    Quando se fala em combater a corrupção. A primeira coisa que se faz é começar pela própria casa. Declarar previamente os bens de todos aqueles que estão a formar governo bem como os diretores e chefes de serviço. Deve começar por aí. São Tomenses precisam de recuperar alguns valores que estão perdidos. Mais justiça e união.

  9. Tony

    7 de Dezembro de 2018 as 18:59

    Pois o Sr Presidente Lourenço, não nasceu em Stp nem tem laços de família em Stp.

    Tem sim uma dívida de combustível para receber, e um caso de expropriação de um cidadão angolano em Stp para regularizar.

    O MPLA de hoje não é o mesmo, os dirigentes do tempo da independência já não estão lá, e os novos são tecnocratas e querem resultados.

    Stp è dependente do combustível de Angola e tem que começar a pensar que tem que pagar, a beneficiencia chegou ao fim, a nossa comitiva vai lá para dizer quando pagam. Este facto que aconteceu com a conivência de JED também è corrupção porque põe em risco a saúde financeira de Angola.

    Nos dias de hoje as ^ajudas externas ^ já não são as mesmas porque todos os Países estão com controle interno muito rigorosos.

    Temos que começar a pensar em produzir para pagar, acabou a boa vida!!!!!

    Fui

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo