Política

Bom Jesus continua a levantar o véu sobre a delapidação do dinheiro do povo

Por lei o  primeiro-ministro e chefe do governo, ao ausentar-se do país em visita oficial ao estrangeiro, recebe dos cofres do Estado um subsidio de representação.

Na sua primeira visita a um país estrangeiro, no caso Angola, no final do mês de Fevereiro,  Jorge Bom Jesus, terá recebido 2400 dólares como subsídio para despesas eventuais. Após o regresso da visita a Angola, o chefe do Governo, devolveu para os cofres do Estado 1400 dólares como verba remanescente do pacote total de 2400 dólares que recebeu.

O Primeiro Ministro que ainda no mês de Fevereiro devolveu ao cofre do Estado 700 euros, como remanescentes do subsídio que recebeu a quando da sua participação na cimeira da União Africana em Adis Abeba, está com o seu gesto de transparência sobre a utilização dos fundos públicos, a provocar algum mal estar no seio da classe política dirigente.

É que não se tem memória do gesto deste tipo, nos sucessivos governos que São Tomé e Príncipe conheceu, sobretudo desde o advento da democracia pluralista em 1991.

Um gesto que fala muito, que mexe com a mente do povo, o único proprietário dos fundos que os titulares de cargos políticos usam quando viajam para o estrangeiro e não só.

Sem querer, o gesto de Bom Jesus em devolver parte do dinheiro do povo que não utilizou, de cada vez que viaja ao estrangeiro, coloca muitas interrogações na mente do povo.

Quanto dinheiro do povo, não utilizado durante viagens dos dirigentes ao estrangeiro, acabou por ser esbanjado nestes 28 anos de democracia?

Sobretudo por parte dos ex-dirigentes, que bateram record em viagens pelo mundo sustentadas pelo dinheiro do povo!

Gesto de Bom Jesus, continua a provocar incómodos, porque sem querer desmascara a delapidação do dinheiro do povo a que o país esteve mergulhado, durante quase 30 anos.

O leitor pode verificar os documentos que comprovam a devolução do dinheiro do povo não utilizado por “JBJ” na recente visita a Angola.

Abel Veiga

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

    15 comentários

15 comentários

  1. Renato Cardoso

    5 de Março de 2019 as 4:57

    Até deve ter alguma originalidade o gesto que está mexendo com a sociedade.
    Não seria mais ajuizado ele abrir uma conta e ir depositando esses valores para poder pagar a casa de estado que recebeu e não pagou?
    Engana os outros.

  2. Sim senhora

    5 de Março de 2019 as 6:17

    Finalmente um PM que n parece estar preocupado em “comer” o dinheiro do povo.
    Sr. Bom Jesus, meu voto será seu nas proximas eleições.

  3. Francisco

    5 de Março de 2019 as 7:25

    Continue assim PM que o Senhor será lembrado para sempre.

  4. Pedro Costa

    5 de Março de 2019 as 8:48

    É por estas e outras que eu sempre disse aqui que é através das viagens para o exterior que os antigos governantes geriam a sua vida pessoal. Procuravam sempre uma saída e no caso do Patrice Trovoada, as informações de que dispunha eram 5000 euros para custos. Analisem só quanto este indivíduo meteu na sua conta nos bancos? Agora está desempregado e a gozar.
    Por outro lado sempre foi uma atitude negativa dos responsáveis deste país. Se aparece um estágio no estrangeiro para um “sapateiro”, quem vai é o ministro. Em muitas situações nem sequer deixavam sair alguém porque ficavam com “azia”. Uê chá.
    Enfim! Estão de bolsos cheios a custa do povo

  5. Vanplega

    5 de Março de 2019 as 9:20

    Sim senhor JBJ, é hora de mudar essa cultura que implantaram deste 1991.

    O pais é nosso e, não produzimos nenhuma riqueza. Com está cultura de roubo da coisa pública, ficamos como ficamos.

    Ainda assim, a justiça tem que funcionar nezte país. Não podemos falar sobre os 4 anos do ADI, no poder.

    Os 30 milhões, volta ou não volta? E os demais, que deviaram

    Até quando a justiça, explica a situação?

  6. Cellavi Monfraire

    5 de Março de 2019 as 11:13

    Primeiro nao se escreve 1400.00$, mas sim $1400.00. Segundo e um teatro devolved $1400.00 ao cofre do Estado Como um grands exemplo e regress ar â STP num bicho voador privado quando ha voos regulates e comerciais entre $350.00 e $$800.00 entre os dois paises. Um voo do bicho voador ainda que seja oferta de terceiros/amigos custa aos cofres daqueles amigos e em Ultima instancia aos bolsos dos contribuintes dos paises dos gais amigos. Por iddo os grandes exemplos que STP precisa e sempre precisara Sao os que demonstram que STP quer caminhar com os seis proprios pes. Devolved $1400.00 para de seguida sêr delapidado por ohtros jacares do pais e ao mesmo tempo extorquir ddos bolsos dos contribuintes de ohtros paises ataves do bicho voador e crime tteatral. Se o President Marcel da Veiga nao aceita estas frescuras de voos privado ee Volta a Portugal num voo regular da TTAAG, porque STP nao segue o mesmo eexemplo? Daqui a instants este artigo sera retirado deste portal. Esta e a minha pprofessia. AMEM.

    • Vanplega

      5 de Março de 2019 as 21:34

      Kkkkkkkkkkk, pelo menos este 1 Ministro, demonstra humildade perante o povo

  7. Amar o o que é nosso

    5 de Março de 2019 as 11:56

    Em vez de criticarem sigam o exemplo. Quem fez errado pode começar a fazer o certo. Nunca é tarde para mudar. Outros devem seguir o exemplo, não vos irá diminuir por causa disso! Coisas boas são para aprender. Eu tiro o chapéu! Pk ele não tem obrigação de devolver, apenas quer transmitir uma mensagem com este gesto:Dinheiro não é tudo na vida!

  8. Metido a Besta

    5 de Março de 2019 as 12:52

    Ainda existem pessoas com nobreza a exercerem cargos e fazendo a política com honestidade.

    Louvado seja.

  9. Nada facíl esta atitude, para a maior parte dos santomenses, que não perdoam em serviço.

    5 de Março de 2019 as 12:58

    No Comment !!!, simplesmente Fantástico.

  10. Jorge de Jesus

    5 de Março de 2019 as 14:50

    Senhor Primeiro Ministro
    As minhas felicitações
    Assim é que se faz
    Tem que dizer quanto levou e quanto devolveu
    Porque se devolve e não diz quanto levou então as coisas ficam obscuras
    Bem Haja STP
    JJ

  11. Manuel do Rosario

    5 de Março de 2019 as 18:36

    Não me admiro pelo singular gesto deste primeiro ministro. Por algumas vezes ele já ocupou cargo de ministro da educação.
    Durante a sua ocupação como ministro nunca ficou simbolizado como corrupto. Sempre evitou aproveitar do poder para delapidar o seu pobre país. É um deslumbrante exemplo que mesmo um opsitor deveria subscrever. Mas como os nossos opsitores são perseguigores nunca estarão de acordo com este gesto do atual Primeiro Ministro. Muita mas muita coragem para carregar esta cruz que tem pelas mãos.

  12. Manuel do Rosario

    5 de Março de 2019 as 18:45

    Queria exprimir perseguidores.

  13. César

    5 de Março de 2019 as 22:29

    Alguns dirigentes devem estar a pensar …
    Esse gajo pá … sempre a fazer de conta e a tentar estragar a nossa vida.

    Pergunta ao Silva Cravid como é que se trata o dinheiro do contribuinte…Esse sim, sabe viver e aproveitar a vida

    O Jorge não estraga a vida ao Silva

    • Amar o o que é nosso

      6 de Março de 2019 as 7:18

      Kkkkkkkkkkkk,essa foi demais!!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo