Política

ADI em ebulição – “Geração Esperança” entrou em acção

Um grupo de militantes e membros da comissão política do maior partido da oposição, a Acção Democrática Independente (ADI), insurgiu esta terça – feira contra a decisão da comissão que coordenada o partido, de adiar sine die, o congresso que tinha sido marcado pelo Conselho Nacional para 30 de Março.

«Neste momento o ADI não tem uma direcção, e todos sabem disso…daí que o conselho nacional é o órgão máximo e deliberativo», afirmou Levy Nazaré, secretário geral demissionário do partido.

Na qualidade de porta voz dos militantes e membros da comissão política, Levy Nazaré, explicou que a comissão de gestão foi uma emanação do conselho nacional, e que o seu mandato termina no próximo dia 30. « Se essa comissão é incompetente, é incapaz, telecomandada à distância para tomar uma decisão contrária a decisão do conselho nacional, então ela está demitida. Essa comissão terminará o seu mandato no dia 30, e é no dia 30 que iríamos eleger novos órgãos».

Retirada a legitimidade da comissão de coordenação do partido, os militantes e membros da comissão política, garantiram ao país que 30 de Março será o dia do congresso da ADI. « O congresso irá realizar sim no dia 30 de Março. Estamos a dizer a todos os militantes do ADI, que o congresso será no dia 30 de Março, com os delegados que estiverem presentes», pontuou Levy Nazaré.

Segundo Levy Nazaré são sem fundamento as justificações que a comissão de gestão apresentou para adiar o congresso.

O secretário geral demissionário assegurou que desde o ano passado que o partido arrecadou financiamentos suficientes para realizar o congresso, que foi várias vezes adiado. «Nós os militantes vamos mostrar que o partido é mais do que uma pessoa, e vamos realizar o congresso com o apoio das pessoas que queiram nos ajudar e com as contribuições dos militantes e dirigentes do partido», frisou.

Segundo ainda Levy Nazaré, a decisão da comissão de gestão em adiar o congresso, tem a ver com a apresentação na última semana da candidatura do militante e membro da comissão política Agostinho Fernandes ao cargo de Presidente do partido. « Os militantes teleguiados à distância começaram a movimentar-se para adiar o congresso após a apresentação pública da candidatura do Dr. Agostinho Fernandes», assegurou.

Levy Nazaré e Agostinho Fernandes, são militantes do partido ADI desde o ano 2010. Antes tinham sido dirigentes da Geração Esperança, um partido político criado por volta do ano 2006, e que congregava um grupo de jovens estudantes são-tomenses que tinham terminado os estudos académicos no estrangeiro.

Levy Nazaré acredita que Agostinho Fernandes é alternativa certa para o ADI. Patrice Trovoada, o Presidente que se auto-suspendeu do partido e fugiu do país após as eleições legislativas de Outubro de 2018, já não pode, segundo Levy Nazaré dar futuro ao ADI. «Indignação dos militantes é tanta…., o abandono que sentem .. Depois do Presidente do partido sem dar confiança aos militantes, aos dirigentes, à comissão política, ao conselho nacional, ter abandonado o partido como abandonou….e pior ainda chegar lá fora auto-suspender-se sem nós sabermos….tomamos conhecimento através da comunicação social. Isto marcou os militantes», declarou Levy Nazaré, para depois acrescentar que :

«Se for com o ex-Presidente o ADI já não tem mais espaço… o ADI não vai mais longe. É preciso dizer isso aos militantes, o ódio vai continuar ……e quem está a sofrer?Somos nós que ficamos aqui no país», alertou Levy Nazaré.

Segundo os militantes e membros da comissão política da ADI, Agostinnho Fernandes, pode unir o ADI e abrir diálogo com as outras forças políticas para desenvolver o país. «Todos nós somos são-tomenses e é preciso acabar com esse ódio com esse sentimento agressivo que nos destrói a todos».

Considera que Agostinho tem força política e moral para conseguir a mudança do comportamento da ADI, reatando diálogo com as outras forças políticas do país.

O ódio semeado na sociedade de São Tomé e Príncipe nos últimos 4 anos, pelas políticas e acções de Patrice Trovoada, que chegaram a corroer a estrutura social tradicional de convivialidade entre os são-tomenses, impondo a divisão para reinar, perseguição e humilhação de cidadãos, é hoje repudiado pelos militantes do partido.

Segundo Levy Nazaré, o ódio semeado está hoje a gerar tempestades violentas. «Estamos a falar até de guardas e varedores de rua, pessoal menor da administração pública que são do ADI, estão a ser ruados, por causa desse ódio que existe contra o ADI, e de certeza que esse ódio não vem de nós porque nós estamos aqui».

Pelas palavras de Levy Nazaré, o futuro político de São Tomé e Príncipe, passa pelo resgate dos valores do passado, com destaque para o restabelecimento do clima de diálogo, que foi destruído nos últimos anos. «Por isso é necessário criar uma base de entendimento com as outras forças, sentar e conversar com as outras forças, e pegar o nosso país com as mãos», sublinhou.

Ao invés de à distância telecomandar os seus fiéis, no sentido de adiar o congresso marcado para 30 de Março, Patrice Trovoada é aconselhado pela geração esperança que está a despontar na ADI, no sentido de vir à terra são-tomense, para disputar o lugar de Presidente da ADI, que é um partido político de São Tomé e Príncipe e baseado em São Tomé e Príncipe.

« Não há desculpas como em 2012 e 2014….. Eu não quero falar de questões judiciais, mas não há desculpas….. Não há desculpas para a ausência. Isso é enganar as pessoas… e continuar a enganar aqueles que querem continuar cegos.  Por isso ele que venha e apresente a sua candidatura, que ganhe o congresso se puder…….. Mas a democracia tem que existir no partido e dia 30 nós teremos congresso», concluiu.

Abel Veiga

    31 comentários

31 comentários

  1. Inconformado

    20 de Março de 2019 as 0:18

    Vamos lá,
    Vamos organizar essa casa para voltarmos ao poder e correr com essa corja que está hoje a desgovernar o país.

    Não se esqueçam se tirar de lá o grande corrupto Silva Cravid, o chefe da ministra da justiça. Essa senhora quando está nos eventos onde está o presidente do STJ, fica a parecer uma criança.

    Exijam que ele explique muito bem a questão do envelope, caso contrário, cjorram com ele de lá.

  2. Pumbú

    20 de Março de 2019 as 0:29

    O Patrice Trovoada vai regressar para retomar o seu cargo em cheio. E logo os discursos mudarão.

    • Eu sou a mensagem

      20 de Março de 2019 as 13:44

      Engano… Até que pode voltar. Mas vai ter que prestar contas a justiça, das suas corrupções durante os 4 anos de mandato.

      • WXYZ

        21 de Março de 2019 as 1:51

        Só que para tal terias que depositar ali na justiça algumas contas acusatórias. Isso de falar falar, só, não serve.

      • Seabra

        31 de Março de 2019 as 1:37

        Concordo. Desta vez o Patrice Trovoada corrupto e ditador, não escapará à justiça de STP…PRISÃO direto e mais nada.

  3. Barão de Água Izé

    20 de Março de 2019 as 5:12

    São Tomé não pode aceitar que alguém se assuma como dono, cacique ou soba. A política faz-se cá e não no exterior. Sr. PT venha viver para o País que o Sr. Diz ser a sua terra.

    • Eu sou a mensagem

      20 de Março de 2019 as 13:48

      Verdade. Pessoas assim, só precisam do país para sacar do bom que tem. Destes o país não precisa. É melhor deixá-lo no seu devido lugar.

  4. Rodrigo Cassandra

    20 de Março de 2019 as 7:42

    Caro Levy eu sou fundador do ADI e essa luta não é a primeira vez todavia te confesso continua conta comigo estou do teu lado e eu se fôr vossa vontade estarei no dia 30 no Congresso pois eu sou fundador do ADI.
    Aquele abraço
    Rodrigo Cassandra

    • Príncipe

      20 de Março de 2019 as 11:10

      És um oportunista. Desgraçado

      • Eu sou a mensagem

        20 de Março de 2019 as 13:55

        Insultos e chamar nomes não deve ter lugar neste espaço. Vamos ser civilizados. Estamos livres de dar as nossas ideias sobre o desenvolvimento do nosso país dentro das normas democráticase. Porque assim é que se faz de um país livre e direito de expressão.

    • Seabra

      31 de Março de 2019 as 1:41

      Cassandra = oportunista, calculista, medíocre e baixo.
      Agora já assumi ser fundador e até mesmo de estar pronto a colaborar com ADI .BAIXARIA só!

  5. folha seca

    20 de Março de 2019 as 8:16

    muito bom dia meu caros comentadores.
    Esta crise no seio do ADI não devia estar a acontecer agora neste momento. Isto é mesmo tentativa de afundar o partido.
    Nao é admissível que um presidente do partido abandona o partido na altura de apuramento dos votos, sabendo os militantes que ele não está doente nem tão pouco incapacitado. Estando ele no País essa má imagem que ele mesmo produziu ao seu respeito já teria lavado mas optou por ausentar do país sem se quer passar pastas ao se sucessor.
    A cúpula superior do ADI deve ver que essa contenda estão a levar o fim do partido. Se querem preservar a figura do Patrício há cargo de presidente honorário que ele mesmo pode ocupar e orientar o partido como presidente honorário. è bom que deixem disso porque estaõ a transmitir má imagem ao partido e a sua figura carismática.

  6. Grupo Me-Zedo

    20 de Março de 2019 as 8:45

    Muito bem Levy Nazaré. É assim que se faz politica, pensando no país e nao no Patrice Trovoada ou qualquer outro manipulador. Por favor ensina ao cagalhão do Abnilde Oliveira que é assim que se faz politica e nao mera correria atrás dos bolsos do Patrice.
    O Patrice tem sua vida e esta cagando por isso e o Abnilde que é tão miudo nao conhece a vida de tonga de periquito.
    Assim mesmo Levy, sou politicamente oposto ao ADI mas felicito-te pela tua elevação neste caso particular, porque no passado tu também ja foste moço de recado sem noção real das coisas. Batias em tudo e todos defendendo projectos ou ideias que eram apenas sonhos, mas hoje despertaste e tens a admiração do povo.
    A outra facção do ADI ja nao tem hipóteses, é uma facção perdedora que tera que passar a sobreviver agora com pilhas de comando de Patrice.
    Que de facto o Agostinho Fernandes seja eleito presidente do ADI, o povo agradece porque a politica se faz na base de um contraditório forte e honrado e eu pessoalmente tenho estima e admiração por Agostinho Fernandes. Meu amigo apesar de politicamente ser eu do outro lado.

  7. arroz podre

    20 de Março de 2019 as 8:57

    Os apoiantes cegos de Patrice Trovoada cumpram a decisão do Congresso. Não tenham medo concorrem também, mostra que vocês são democráticos.
    Se não realizarem o Conselho Nacional no dia 30 de Março o ADI vai desaparecer.
    O Patrice é cobarde, ele não virá ao País. Vocês que estão do lado dele sabem disso.
    Diga a ele, o que fizeram no ano de 2014 não vai acontecer nunca mais.
    O MLSTP está sempre a subir.

  8. ONDE MESMO?

    20 de Março de 2019 as 9:11

    Muito bem, Levy Nazaré no seu melhor a que estávamos habituados. Mas enquanto esteve a mamar nas tetas do Pinta Cabras nunca se rebelou. Há um ditado popular que diz: antes tarde do que nunca. E é que chegado a hora das vozes discordantes do ADI se posicionarem e tomarem as rédeas do partido. O Pinta Cabras que se atreva a por os pés no solo sagrado de S. Tomé e Príncipe se quer candidatar-se a presidência do ADI. Venha Pinta Cabra que o povo santomense vai-lhe buscar uma vez mais ao aeroporto, só que desta vez estarão presentes o Ministério Público e os tribunais para lhe transportar num (como dizem os brasileiros) CAMBURÃO ou seja carro celular directo ao palácio prisional. KKKKKK. Agora que venha acompanhado não de deputados portugueses mas sim de eurodeputados.

  9. Rapaz de reboque

    20 de Março de 2019 as 9:25

    Para voltar a ser um partido com forca deviam por o nosso Juve como presidente do partido

  10. antonio lemos

    20 de Março de 2019 as 10:00

    Meu Caro Levy, Nunca é tarde! Mas você e os outros que estavam bem cego, pensavam que S.Tomé era vossa propriedade única. Todos os aquele que conviviam diretamente com o Patrice Trovoada, já tinham dado fora. Vocês que vieram depois, deveriam ter avaliado e reflectido, porquê que aqueles primeiro abandonaram o ADI. vocês vieram com muita fúria, sem primeiro estudar e conhecer essa peste que queria apenas servir de poder e País, criando uma mordomia a sua volta para que enquanto vendia esta terra, servia da prática para viver no espaço, enquanto olhava para vocês os seguidores ferrenhos e desprezava o outros SANTOMENSES de verdade. Portanto, Caro Levy, de facto a tua inflexibilidade como a de alguns, deu-vos a possibilidade de fazer coisas, com trabalho sério, nem com 50 Anos, conseguirias fazer. Levy, veja que em que em quatro Anos o que você conseguiu fazer no Centro, Norte e sul de S.Tomé! É com trabalho Honesto?! o teu sorriso não engana ninguém. É verdade, que vocês aproveitaram da má indolência do Patrice Trovoada, para pisar as pessoas.

    • Seabra

      31 de Março de 2019 as 1:53

      Memória muito curta. Que fez o Lévy Nazaré quando estava como o TUTU do seu líder guru Patrice Trovoada ?
      Que irespeito teve junto do chefe do
      o 1o ministro da época Gabriel Costa ? Como se comportou na ASSEMBLEIA NACIONAL ? Que abuso de poder abusou ele junto de certas pessoas.
      Lévy Nazaré é estérico, mal educado, brutumas, violento demais para ter e assumir um cargo de envergura política. Não pode e nem merece ocupar um posto de destaque…é um ZÉRO, sem lei….não o queremos na paisagem política sãotomense.

  11. Amar o o que é nosso

    20 de Março de 2019 as 10:31

    Isso mesmo precisa-se de uma oposição forte para o governo não adormecer. Maior parte de nós de povo não temos partido. Hoje votei num, amanhã voto no outro. Basta que está mal, gente tira. Mas no ADI novo não pode ter Patrice Trovoada de novo… Never!!!!

  12. Renato Cardodo

    20 de Março de 2019 as 11:35

    Esta fantasia de pensarem que podem desafiar o herdeiro do adi porque quem instalou foi o pai de pinta cabra vai ser difícil.
    Agora pensarem que são democratas e julgam apresentar soluções sobre o País é aldrabice.
    Estiveram no poder e fizeram tantas asneiras que o melhor seria fazerem jejum ou irem apreender a democracia.
    O País não tem necessidade de alimentar mais parasitas.

  13. Marito Madre Deus

    20 de Março de 2019 as 12:02

    Kwa scá bôbô êh Mé-Novo!!
    Livy scá bilá guizado ni cálú..
    Kwa bila bodóm di sala sam-domingo, êh bila sobê-Sobê sóeh…..

  14. modesto

    20 de Março de 2019 as 14:11

    Quando os malvados fingem mostrar a dignidade que não têm, só merecem desprezo.
    Que se dê a esses lobos devoradores todo o poder de volta, para se ver que voltariam a fazer tudo e muito mais do que fizeram nesses quatro anos.
    -Pestes perniciosas!!!!

  15. Vanplega

    20 de Março de 2019 as 19:14

    Organizem meus senhores. O país precisa do ADI, como partidos e acima de tudo, somos Santomense.

    Organizem meus Senhores. O Agostinho Fernandes, já demonstrou quem é a pessoa e pode ser um bom lider

    – varrer os corruptos todos do partido

    – Devolver tudp que tomaram do país

    – Ter a consciência que o povo de São Tomé e Príncipe, merece o melhor

    – Obrigar o Pinta Cabra, a fazer contas com o país

    – Denociar todos os contratos assinado pelo governo do ADI, legível ao país e responsabiliza-los por isto

    – Não se pode aceitar que o Pinta Cabra, foge sempre que é momento de faz transição da pasta. Já é segunda vez.

    – O ADI, não pode aceitar ter um presidente fugitivo e comandar o partido apartir do exterior. O pais não está em guerra

    Que o ADI, organiza e veja a luz do dia

  16. Fernando Fernando

    20 de Março de 2019 as 21:10

    Considero que nenhum verdadeiro militante do ADI seria capaz de vir a praça pública fazer declarações que possa por em causa o próprio partido. Considero que todos estes lacaios do Partido Geração Esperança que não conseguiram manter aquele partido vieram para ADI apenas com um objetivo. O de procurar o tacho e resolverem os seus problemas pessoais. Enquanto o Patricio estava no poder os mesmos estavam nos galhos como macacos comendo as bananas que o Patricio lhes dava e estavam todos contentes e defendendo com unhas e dentes o patrão. Mal o partido deixou de governar e deixou de haver galhos e bananas os mesmos transformaram em autênticos leões esfomeados procurando o domador para se vingar.
    Todos os partidos marcam congressos e adiam as datas. Isto não pode constituir um problema. Falta apenas o dialogo. O Senhor Livy fala que vai marcar o congresso. O Congresso de qual o partido. Os verdadeiros militantes do ADI não o reconhecem com legitimidade para marcar o congresso do ADI. Entrar no ADI à alguns anos atrás não lhe dá o direito de querer mandar em tudo e em todos. Se vocês estão a sentir mal no ADI e se consideram que o ADI não está de acordo com a vossa ambição, porque é que não voltam dde novo para a Geração Esperança. Porque é que não organizam o Congresso da Geração Esperança e levem convosco os militantes que querem ir e reforçam o vosso partido e deixem o verdadeiro ADI se organizar com os seus verdadeiros militantes que já estão a décadas no partido.
    Por favor meus caros. Deixem o ADI se organizar. Tenho a absoluta certeza que estes elementos da geração esperança estão a receber grojetas dos barões que estão no Governo para safarem a vossa vida e destruírem o partido.
    Meus caros. Mais uma vez, se são na realidade politicos, então tratem de buscar a reconciliação e tratem o ADI com respeito e deixem de cuspir no prato que comem nele. Tenham a vergonha na puta da cara. Esta é uma grande vergonhice o que estão a fazer.
    Bem haja o nosso belo país e bem haja ADI
    FF

    • Vanplega

      21 de Março de 2019 as 11:23

      Se você diz.

      Então, com ferro mata, com ferro será morto

      Xau eeeeeeee ADI

  17. franciscoassis

    21 de Março de 2019 as 8:32

    Muito bem, despertem essa ala de dissidência no ADI. tem que haver uma oposição forte a bandalheira que está a acontecer com essa actual governação…Acredito no Agostinho é alguém que tem carácter e carisma para ser alternativa ideal…tem todo o meu apoio…
    Agora quanto ao Levy fico satisfeito que se tenha ressuscitado….Fui

  18. Adeliana Nascimento

    21 de Março de 2019 as 10:45

    Também, estes gajos nunca deram um tostãozinho para o Partido. Andaram a mamar do Patrice, e agora querem assaltar o ADI. Corjas de oportunistas

  19. Windows 11

    21 de Março de 2019 as 10:58

    Não podemos esquecer a confusão que aconteceu a pouco tempo no MLSTP com intensas luta de fação com brigas e tudo em qualquer partido do mundo a momentos como este por outro lado estamos a falar de um oportunista como Levy que encontrou o seu tacho neste governo a revelia do seu partido o ADI sabera resolver isto e encontrar o seu caminho com união.

  20. Antonio Pinto Mendes

    21 de Março de 2019 as 16:26

    Meus companheiros do ADI. Vocês não pensam que é facil assegurar o ADI. Vocês são corja de ambiciosos e tachistas, onde é que vão buscar pé de bota para sustentar o ADI?
    Vocês não são carismaticos, muito menos este olho Viló de Agostinho Fernandes.

    O povo que tem ADI hoje, não é vosso, mas sim gente atraida pelo Lider e não vocês.
    Como perderam a têta, e não podem continuar a mamar, estão contra o Lider.
    Ingratidão

    • sotavento

      25 de Março de 2019 as 9:30

      Creio que ninguém quer nascer com um olho viló, como diz o sr. António Pinto Mendes.O telanon tem que por um ponto final nisto.Vir aqui para evidenciar fisicamente os outros pejurativamente é de uma pessoa reles , mal educado, inculto de baixo nivél etc etc.Estamos em democracia e nao compadece com esses modos.Cada um tem o aspecto fisico que tem e há que respeitar.

  21. stop

    22 de Março de 2019 as 16:59

    Mal, mal mal!!!
    Insultar alguém referindo aos seus defeitos físicos é uma atitude retrógrada, baixa e símbolo de analfabetismo político-social.
    O valor das pessoas não se medem pela aparência física, mas sim pelo seu carácter. E nisto desafio a qualquer um, que se no nosso país, pelo menos um quarto dos governantes tivessem o carácter e a postura do Doutor Agostinho Fernandes, São Tomé e Príncipe não seria hoje este antro de desorganização, corrupção e miséria. Refiro-me apenas ao mesmo por não gostar da forma como este é aqui tratado pelo senhor Antonio Pinto Mendes.
    Note-se que:
    1- Eu não me identifico com o modelo de governação apresentado pelo ADI nos últimos 4 anos, nem com a atitude criminosa de muitos dos seus militantes;
    2 -Conheço o Dr. Agostinho Fernandes apenas de vista. Não sou seu familiar ou amigo.
    3 -Sou apenas um cidadão atento, conhecedor do país e dos santomenses; Contra todo o tipo de incoerência.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo