Política

NRP Zaire participou no Obangame Express 2019

 O navio patrulha Zaire participou no maior exercício multinacional de segurança marítima do continente africano, o Obangame Express 2019 (OE19).

O OE19 visa a promoção da segurança marítima na região do Golfo da Guiné, através da fomentação da partilha de informação e troca de experiências entre os diversos atores da região, mormente os países atlânticos da Europa, América e África.

Ao longo da última semana, foram treinados diversos cenários, tais como: segurança energética, busca e salvamento marítimo, combate à pirataria, pesca ilegal, tráfego de drogas, armas e seres humanos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Neste exercício o NRP Zaire trabalhou com as mais diversas agências e entidades de São Tomé e Príncipe, pois a segurança marítima é da responsabilidade de todos.

O patrulha Zaire, encontra-se em missão de apoio à fiscalização dos espaços marítimos e de capacitação marítima da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe desde janeiro de 2018.

Fonte / Adido de Defesa da Embaixada de Portugal em São Tomé e Príncipe.

    1 comentário

1 comentário

  1. ANCA

    29 de Março de 2019 as 16:33

    Sendo nós um País(Território/População/Administração), insular com falta de recursos, devíamos dar devida importância a questão do mar, desde defesa e segurança interna, a economia do mar ou cluster do mar, ou economia azul.

    Hoje temos a nossa disposição por cooperação com Portugal, a disposição de um navio, de formação e patrulha, mas que no todo é insuficiente para a nossa dimensão marítima, e se quisermos vir a valorizar a nossa soberania defesa e segurança interna, dos recursos marítimos, do próprio mar como recurso partilhado.

    Há que fazer investimentos, procurar outras outros níveis de cooperação nesta área, mais meios de fiscalização e combate a marinha nacional, o desenvolvimento dos serviços marítimos(Portos, Cais, reparações de embarcações, pescas sem-industrial, etc, etc), o desenvolvimento do turismo e desportos autênticos(observação de baleias, golfinhos e outras espécies), investimento criação de laboratório de observação marítimo ou do oceano, catalogação das espécies nativas e migratórias no nosso mar, aprofundamento do conhecimento e potencialidades do nosso mar, da conservação a exploração, das vantagens económica, etc.

    Uma chave de oportunidades de emprego jovem

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tome e Prícipe

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo