Política

Acção de formação no âmbito da capacitação da guarda costeira

No âmbito do Projeto Zaire, projeto de capacitação da Guarda Costeira santomense, teve lugar de 01 a 12 de abril do corrente ano uma ação de formação no âmbito do Aperfeiçoamento da Limitação de Avarias.

No final desta formação, é esperado que os formando sejam capazes de: caracterizar a organização do serviço de limitação de avarias a bordo; revelar conhecimentos e perícias conducentes ao salvamento e sobrevivência no mar; demonstrar a forma correta de atuação nas várias situações de combate a incêndios; utilizar os diferentes meios existentes a bordo para tapar rombos de diversas dimensões, para efetuar escoamentos e para efetuar esgoto de compartimentos, nas várias situações de combate a alagamentos.

Para o efeito, deslocaram-se a São Tomé e Príncipe dois formadores do Departamento de Limitação de Avarias da Escola de Tecnologias Navais da Marinha Portuguesa, o 1º Tenente Jesus Rodrigues e o Sargento-Ajudante Garcia Costa, com o intuito de ministrar a formação em apreço.

Para avaliação dos conhecimentos adquiridos, foram efetuados diversos exercícios práticos entre os quais cumpre destacar: o combate a incêndios com fogo real; a simulação de incêndios e alagamentos a bordo do NRP Zaire, onde a guarnição são-tomense teve de ser capaz de suster ambos; a demonstração de abandono do navio; técnicas utilizadas no salvamento e sobrevivência no mar; bem como a realização de um teste teórico onde demonstraram os conhecimentos adquiridos nestas duas semanas de formação.

O NRP Zaire prossegue a sua missão de Capacitação da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe, ilustrando a importância da cooperação bilateral entre estes dois países lusófonos no âmbito da segurança marítima.

Fonte – Adido de Defesa da Embaixada de Portugal em STP

    1 comentário

1 comentário

  1. luisó

    18 de Abril de 2019 as 8:11

    Esta sim é a componente que deve ser maior, mais forte e grande capacidade porque é isto que faz falta a stp, uma guarda costeira com meios e capacitada.
    O resto das FASTP não é precisa.
    Em vez disso acabem com a guarda presidencial e a UPDE e tornem a policia mais forte e bem fardada, capacitada e melhor paga.
    Tenho dito……

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo