Política

Obras para modernização do aeroporto internacional iniciam-se em 2020

Uma missão técnica da República da China que se encontra no país para ultimar os estudos com vista a ampliação da pista do aeroporto internacional apresentou na quarta feira ao Primeiro Ministro Jorge Bom Jesus, o projecto de modernização do aeroporto.

O Chefe da equipa técnica chinesa, garantiu a imprensa que as obras de reabilitação e ampliação da pista vão começar no início do ano 2020. Segundo o porta da voz da delegação técnica chinesa, as obras vão demorar 4 anos. Tudo porque os trabalhos serão executados, sem por em causa o funcionamento normal do aeroporto internacional.

Quanto ao financiamento, o porta da voz, garantiu que a República Popular da China já tem o pacote financeiro para dar a São Tomé e Príncipe um aeroporto mais moderno.

A equipa técnica da China que se reuniu com o ministro das obras públicas, Osvaldo Abreu, foi surpreendida com a presença do Primeiro Ministro Jorge Bom Jesus, que se deslocou ao ministério das obras públicas, para conhecer também o projecto do futuro aeroporto modernizado. «São projectos estruturantes do aeroporto e do porto. Trata-se de um projecto de reabilitação e extensão da pista do aeroporto de forma a que possamos ter cerca de 2800 metros e podermos estar habilitados a acolher aviões de maior porte», declarou Jorge Bom Jesus.

Segundo o Chefe do Governo, o projecto de ampliação e modernização do aeroporto internacional de São Tomé e Príncipe está inscrito no Orçamento Geral do Estado para 2019. A sua presença na reunião técnica, foi prova segundo, Jorge Bom Jesus da importância estratégica que tem a cooperação entre São Tomé e Príncipe e a China.

Aliás o Primeiro Ministro acrescentou que durante a sua recente visita a China, apelou aos dirigentes chineses no sentido de acelerarem a execução dos projectos estruturantes, acordados com o arquipélago. «É chegada a hora de nós começarmos a materializar e concretizar, a arregaçar as mangas…», sublinhou.

O primeiro ministro considera que o Governo está envolvido num contra-relógio, numa corrida dos 100 metros. Até o mês de Outubro próximo os programas inscritos no Orçamento Geral do Estado devem ser materializados.

Segundo Jorge Bom Jesus, quem não tem pernas, vai ficar pelo caminho. « A exigência vai estar muito alto. Nós avaliaremos aqueles que estão de facto em condições e que têm pernas para concretizarem connosco estes 100 metros. A avaliação vai acontecer. E possivelmente algumas pessoas certamente, não estarão connosco na concretização do orçamento de 2020», frisou.

Abel Veiga

    9 comentários

9 comentários

  1. Alligator

    18 de Abril de 2019 as 16:10

    A ver vamos, estou como Santo Tome, ver para crer.E quanto a isto de avaliarem o desempenho do elenco governamental e dos colaboradores, e uma pura mentira, porque o “partidarismo” não deixara que isto aconteça.

  2. jordão fernandes

    19 de Abril de 2019 as 10:30

    Esta é a continuidade de Estado
    Os dois projetos foram negociados e tratados pelo governo anterior de ADI. Vivi e vivo em S.Tomé e acompanho sempre as informações. Tanto o Porto, como aeroporto, como a estrada nacional nº 1 como a requalificação da marginal, são projectos do Governo anterior. É bom e aplaudo que tenha havido continuidade.
    Por isso deixem de falar mal do Governo anterior e reconheçam que graças a ele vocês estão hoje a exibir coisas.
    Força S.Tomé e Príncipe

    • Vanplega

      19 de Abril de 2019 as 15:20

      E o que ADI, erdou do outro governo, não falas?

      Ainda bem que governo teve bom senso e sproveitar o que é de bom para o país.

      Não como fez o arrogante governo do ADI, que deicou cair muitos acordos assinados

      Ex, o que Pinto, tinha assinado com a China e o Taiwan

      Jordão fernandes, abre teu olho. O ADI,deve fazer o Pinta Cabra, regressar o país, dar explicações e passar a pasta.

      Só assim o ADI, ter paz

    • Eu sou a mensagem

      20 de Abril de 2019 as 19:39

      Shr Jordão Fernandes, com todo o respeito que tenho pela sua intervenção. Se é a continuidade dos projectos do governo anterior, eu quero lhe fazer uma pergunta. O partido ADI teve 4 anos de governação e não foram capazes de executar as obras porquê? O shr PT como não conseguiu executá-las, andou a fazer a sua propaganda para o povo conceder mais 4 anos. O shr pensa que o povo é palhaço? O PT não conseguiu tapar os buracos das estradas da capital e prometeu fazer de S. Tomé um Dubai. Tristeza. Conforme encontrou, assim deixou e de tanga. Vamos deixar de ilusões. O povo está farto disto, o que queremos são coisas concretas para o país.
      Um bem haja a todos.
      Que Deus abençoe STP

    • Vedé

      7 de Maio de 2019 as 13:31

      Sinceramente admiro como é que alguns cidadãos ainda respondem para o governo que roubou tanto ao povo? O porquê que os explorados defendem os exploradores? Certamente o coitado Jordão é um dos que vive a custa do seu suor e que ficou a saber que o governo q tanto defende devia ter muitos feitos com o dinheiro desviado e que esse dinheiro deveria resolver muitos problemas gritantes desse povo.
      Acho que o cego está defendendo que o cegou…

  3. Pedro Costa

    20 de Abril de 2019 as 7:17

    Se a intenção é modernizar é fazerem algo que vá de encontro a uma sala de visita realmente de um país. Somos pequenos sim, no entanto também podemos fazer algo também peque no e com “presença” e que seja digno desde nome (aeroporto internacional).
    Apliquem bem o dinheiro. Modernizar implica também mexer no aerogare. Neste contexto, dêem um jeito nisto.

  4. Adiloy Ba

    20 de Abril de 2019 as 9:57

    O aumento do comprimento da pista do aeroporto nao devia ser uma prioridade para STP neste moment. Neste moment a prioridade das prioridades deveria ser o saneamento de cidade de Sao Tome. Dar outra imagem mais acolhedora a cidade de Sao Tomé. Converso com turistas que visitam STP e todos reclamam do abandon a que a cidade esta votada: estradas com craters, edificios que nunca foram pintados desde 1975, lixos nas ruas, Praca de Taxis superlotada, desorganizada e com viaturas a cairem aos pedacos, etc, etc. A pequenas nao implica necessariamente o desleixo. A cidade de Sao Tome espelha bem o desleixo dos nossos governantes e dirigentes nos ultimos tempos. Porque que as viaturas dos governantes e dos dirigentes estao sempre limpos e a brilhar e a cidade esta assim tao por a r pidre? Quantos projectos, financiamentos e emprestimos existiram para melhoramento da baia Ana Chaves? Quantos milhoes precisa para retiram os escombros dos bateloes da falecida empresa LIMA & Gama diante do ex-Artes e Oficios? Se os outros construiram os seus aeroporto, nao deve os imita-los. Deve os fazer diferente. Fazer cousas pequenas, simples e de baixo custo, mas que fazem uma grande diferenca. Nao o sigo entender como e que STP recebe visits de alto nivel de gariad Organizacoes Internacionais Um cidade cheia de crateras e com predio a cairem aos pedacos. Quantos milhoes de dolares custam pelo menos pintar os edificios da marginal da Ana Chaves? Quantos milhoes de dolares custam reconstruir a prancha da Praia PM? Mas esta os a pensaer na extensai da pista que custam bilhoes e levam 4 anos a serwm implemdntados. Talvez porque ai sim a “Gasosa” sera pelo menos de milhoes. Meus senhores, Antes de atenderemos a vontade dos grandes avioes que nem sequer temos, deve os cuidar de aquilo que todos Santo menses (internment), benefeciriam no seu dia a dia. Os outros governors cuidaram das estradas no interior, agora este Governo deveria dar continuidade nas estradas da cidade. Um turistas disuse-me que unica estradas de Sao Tome, e apenas uma: a que vai para Pantufo e Praia Melao. Meus Senhores adiem a extensai da pista do aeroporto para depois e ataquem ja a imagem da cidade tornando-a mais acolhedora para os citadinos e para visitantes. A cidade esta uma lastima. Depois trataremos daqui a 2 a 3 anos daremo atencao os da extensao do aeroporto. Construiram apartamentos para beneficiar a meia duzia de sempre?

  5. Manuel do Rosário

    23 de Abril de 2019 as 14:04

    São Tomé e Príncipe, julgo ter o pior aeroporto internacional do mundo até ao momento. Caso este Governo consiga ampliar as pistas, permitirá a descolagem e aterragem de aviões de grandes portes e catalisará a um movimento frequente de aeronaves no nosso país, e consequentemente um local para absorção de mão-de-obra para muitos jovens e adultos que procuram desenfreadamente do emprego. Além da modernização e ampliação, deve-se melhorar outras infraestruturas afetas aos passageiros e seria tão bom colocar um autocarro ainda que seja do tamanho do transporte escolar, para transportar os passageiros, especialmente nos dias em que chove. A intervenção no troço que liga à cidade capital ao aeroporto é uma outra ação do carater urgente. “Renascer de São Tomé e Príncipe”

  6. Vaima Shamar

    23 de Abril de 2019 as 20:49

    A ampliação da pista do aeroporto de São Tomé é um elefante branco. Vai mobilizar uma larga fatia do dinheiro disponível para ajuda bilateral para um projecto sem qualquer rentabilidade. Há muita coisa urgente a fazer no aeroporto, mas ampliar a pista não é uma delas. Claro que para a China tanto lhe faz: tem um bolo disponível para São Tomé e deixa que o país defina as prioridades – será sempre uma companhia chinesa a executar os projectos, seja as estradas, seja o aeroporto, seja o porto. É-lhes pois indiferente. È óbvio que as negociações foram iniciadas pelo governo anterior e continuam com este, o que revela uma triste realidade: ninguém pensa, o que todos querem é obra de fachada. E assim vai São Tomé, de oportunidade perdida em oportunidade mal aproveitada. E o país de mal a pior.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo