Política

Visto de entrada em Portugal pode “acelerar” em 2020

O embaixador de Portugal em São Tomé Portugal, Luís Gaspar da Silva(na foto), preencheu boa parte do seu discurso por ocasião do dia de Portugal de Camões e das Comunidades portuguesas, com a polémica em torno da emissão de vistos para cidadãos são-tomenses que pretendem se deslocar à Portugal.

Segundo o embaixador de Portugal, o seu país está empenhado na promoção da mobilidade no seio da Comunidade de Países de Língua Portuguesa. Por isso mesmo, há um projecto conjunto com Cabo Verde que preside a CPLP, no sentido de dinamizar a mobilidade no espaço de língua portuguesa. «Sabemos que um acordo desta natureza não vai vigorar amanhã. E a insatisfação do cidadão comum são-tomense na obtenção de visto para se deslocar a Portugal, vai ainda perdurar algum tempo», afirmou o embaixador Luís Gaspar da Silva.

Enquanto a insatisfação não for satisfeita, o representante diplomático de Portugal em São Tomé e Príncipe, prometeu que a secção consular da embaixada, «continuará a envidar todos os esforços para dar a resposta mais célere possível aos requerentes de vistos».

O falta de concessão fluída de visto de entrada para cidadãos nacionais, em Portugal, motivou a organização, no entanto, fracassada de uma concentração popular diante da embaixada de Portugal no dia 10 de Junho.

O embaixador de Portugal, detalhou a situação actual de emissão de vistos, e admitiu a possibilidade da situação vir a conhecer alguma melhoria apenas em 2020. «Adianto haver intenção de instalar na cidade de São Tomé no próximo ano, um espaço comum de vistos no espaço Schengen que irá melhorar grandemente a resposta aos pedidos de visto», precisou Luís Gaspar da Silva.

O aumento da procura por parte dos cidadãos são-tomenses, de visto para zarparem da sua terra natal, rumo a Portugal ou a Europa, colocou os serviços consulares da embaixada de Portugal, sob uma pressão nunca antes vista. «Pedidos estes que nos últimos 3 anos, mais do que duplicaram principalmente no que respeita aos vistos de estudo e aos vistos por razões de saúde», concluiu o embaixador de Portugal.

Abel Veiga

    8 comentários

8 comentários

  1. Alligator

    14 de Junho de 2019 as 8:32

    E enquanto isto o cidadão comum vai sofrendo humilhações, espera interminavel e outras mazelas na secção consular da embaixada Portuguesa.Enfim, parece que o São Tomense nasceu mesmo para sofrer, e volta e meia os Portugueses vão entrando em STP, como se a “casa da mãe Joana” fosse.

    • Rapaz de reboque

      19 de Junho de 2019 as 17:52

      Que seria de vocês sem os portugueses e outros estrangeiros?

  2. Adeliana Nascimento

    14 de Junho de 2019 as 13:23

    Esta embaixada é uma brincadeira. Como é possivel que duas pessoas, ou seja uma familia marido e esposa, pedem um visto a mesmo tempo, e entregam os mesmos documentos solicitados, um recebe visto hoje e outro 3 dias , ou uma semana e mesmo 1 mês? Isto també acontece com mãe/pai e filho/a. o filho recebe visto hoje e o pai/mãe só 1/2 semanas depois? O que é isto gente?

    Este embaixador pode nos explicar isto?

    • Rapaz de reboque

      19 de Junho de 2019 as 17:54

      Correram com os brancos agora matam-se para ir para a terra dos brancos

      • Balon Clé-clé

        13 de Setembro de 2019 as 9:26

        Os “brancos”,para alé se saquearem as colónias, deixaram lá dívidas e sequelas “mulatas”…

        • Balon Clé-clé

          13 de Setembro de 2019 as 9:28

          Dizia, os “brancos”,para além de saquearem as colónias, deixaram lá dívidas e sequelas “mulatas”…

    • Clara

      17 de Setembro de 2019 as 19:52

      Senhora na embaixada de Portugal em Cuba acontece pior, a demora e negativa de VISA a os Cubanos para viajar a Portugal e frequente, além do trato e as humilhações que dan para as pessoas que frequentam a embaixada. U governo de Portugal tem que revisar muito bem isso é colocar pessoal eficiente e respeitoso.

  3. Rapaz de reboque

    18 de Junho de 2019 as 18:55

    Alguns mandam os brancos para a terra deles e estão com tanta polémica por causa dos vistos para virem para a terra dos brancos , cantsm de galo mas sempre precisam dos estrangeiros porque sem eles que seria de nós

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo