Política

Operacional Peter revelou na CPI o que diz ser instinto sanguinário de Patrice Trovoada

Peter Lopes (na foto), ex-mercenário  ao serviço do extinto Batalhão Búfalo, prestou declarações à Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga os contornos da autoria moral e financeira do Golpe de Estado do ano 2003.

O ex-operacional que combateu em vários palcos africanos nomeadamente em Angola e na Serra Leoa, é cidadão são-tomense. Amigo fiel do ex-Primeiro Ministro Patrice Trovoada, Peter Lopes, e mais 11 outros são-tomenses que integravam o extinto batalhão búfalo, assaltaram o quartel general das forças armadas em Julho do ano 2003.

Os membros do então governo de união nacional, liderado por Maria das Neves do MLSTP, foram detidos e aprisionados no quartel general. O então procurador geral da República Adelino Pereira também foi encarcerado no quartel general.  O então Presidente da República Fradique de Menzes, escapou ileso, porque se encontrava ausente do país, numa visita repentina à Nigéria.

No ano 2012, o escritor nigeriano David Oladipupo Kuranga, denunciou no seu livro “The Power of Interdependence”,  Patrice Trovoada foi o autor moral do Golpe de Estado de 2003.  Na altura o Téla Nón foi o único meio de comunicação social que deu a notícia :

“The Power of Interdependence” – Livro de escritor Nigeriano pode relançar polémica sobre o Golpe de Estado de 2003 em São Tomé e Príncipe

 

No entanto no ano 2017, Peter Lopes, o ex-operacional do batalhão Búfalo da África do Sul, surpreendeu a sociedade são-tomense denunciando o então Primeiro Ministro Patrice Trovoada, como sendo o autor intelectual e financiador do Golpe de Estado.

Uma denúncia que ficou por esclarecer. Em 2019, com a abertura da nova legislatura, a Assembleia Nacional, composta maioritariamente pelos antigos partidos da oposição, decidiu criar uma comissão parlamentar de inquérito para esclarecer a denúncia.

Peter Lopes confirmou para a Comissão Parlamentar de Inquérito, que « O cidadão Patrice Trovoada, deu-nos ordens para matar Pinto da Costa, Fradique de Menezes, e Óscar Sousa. Essas 3 individualidades sabem que é verdade. Tragam o Patrice Trovoada para ele diante de mim, dizer que não é verdade», afirmou.

O ex-operacional insistiu com a Comissão Parlamentar de Inquérito. « Vão buscar o homem e traz ele aqui, eu insisto».

A CPI, já pediu a comparência do ex-Primeiro Ministro por três vezes consecutivas, mas até agora Patrice Trovoada, não apareceu em São Tomé e Príncipe.

Peter Lopes diz ter sido elemento chave da operação dos 12 operacionais do batalhão Búfalo, que assaltaram o quartel das forças armadas e tomaram o poder em São Tomé e Príncipe. «Quem é que entrou com o armento aqui em São Tomé?Foram eles? Mas usaram-me para entrar com armamento aqui em São Tomé. Hoje vem dizer que fui subalterno. Hoje vêm dizer que não sabiam do Golpe?».

Garantiu à CPI, que os 12 operacionais, eram sustentados por Patrice Trovoada. «Eu é que ia na casa do Patrice Trovoada no campo de milho, enquanto ele era ministro dos negócios estrangeiros, buscar sacos de dinheiro para sustentar os 12 elementos do batalhão búfalo?».

Chamou a atenção da CPI, para o facto de a presença dos 12 operacionais no território nacional, não ter sido obra do acaso. «Não foi a minha intenção nem a intenção dos outros elementos subir avião e vir fazer golpe de Estado aqui. Alguém nos recrutou. Alguém prometeu-nos alguma coisa, é por isso que subimos o avião e viemos cá. Agora vem dizer que o Patrice não sabe?».

Revelou alguns factos que na sua perspectiva provam que tinham um comandante supremo. «Nas primeiras horas do Golpe de Estado qual foi o dirigente que apareceu no quartel? Não foi Patrice Trovoada? Como se não sabia de nada. Mas foi o Patrice Trovoada. Temos que falar a verdade».

Peter Lopes revelou ainda o que considera ser o instinto sanguinário do ex-Primeiro Ministro Patrice Trovoada.

Durante a campanha para as eleições presidenciais de 2016, o então Primeiro Ministro, terá ordenado os ex-búfalos que na altura eram aliados do ex-Primeiro Ministro, e apoiavam a campanha do candidato adversário do então Presidente Pinto da Costa, a provocar algum derramamento de sangue. «Na campanha para as eleições presidenciais de 2016, Patrice Trovoada mandou-nos ir partir as pernas do ajudante de campo do ex-Presidente Pinto da Costa. E se fizéssemos isso? O que diriam hoje?», Pontuou.

Peter Lopes, concluiu parte da sua intervenção, dizendo que «hoje ele vem dizer que sou marginal? Marginal é ele, que abandonou as suas tropas aqui e está em Portugal na boa vida», concluiu.

O leitor é convidado a ouvir na íntegra às declarações do ex-operacional Peter Lopes ;

Abel Veiga

    19 comentários

19 comentários

  1. ANCA

    19 de Junho de 2019 as 12:02

    Não tomem os São Tomenses como parvo, se o Sr Peter Lopes, sabia desde primeira hora em 2003, se se diz ser um cidadão com moral e de bem como quer fazer parecer, porque nunca abriu o jogo na altura????Passados estes anos é que vem falar????

    Se se prestou um serviço a mando de alguém recebeu algum dinheiro por isso.

    Este cidadão é um mercenário como próprio afirma…

    Como é que algum que participou numa operação, vem ser juiz em causa própria??? Se se tivesse ocorrido banho de Sangue, era também inocente e bom cidadão, como quer fazer transparecer???

    Está desempregado??? Não tem sustento???

    Diz que é traficante de arma, num estado de direito deveria ser imediatamente detido.

    20003-2019, quantos anos passaram????

    Este governo quer caçar bruxas, mais seria bom começar dentro do próprio MLSTP, do PCD primeiro, tantos casos recentes por resolver….envolvendo dirigentes destes partidos, não que defenda aqui algum, pois que nem do ADI, nem de raios que os partam servem ao País, cada um somente quer saber do seu umbigo, enquanto o povo morre a fome e na miséria, característico de ÁFRICA.

    Esta comissão de inquérito não faz sentido, volvidos estes anos, a menos que seja para queimar terra ao adversário politico…mas não nos atirem areia ao olhos.

    País(Território/População/Administração), tem enormes problemas sociais, culturais, ambientais, desportivos, políticos, económicos e financeiros, ai sim deveria haver comissão de estudo e programas para o solucionar,…tenham vergonha na cara gente.

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tome e Príncipe

    • ANCA

      19 de Junho de 2019 as 12:07

      Querem saber duma coisa…

      Das dez moedas que nada valem no mundo, a de São Tomé e Príncipe consta entre elas…que nem o papel onde está impresso o valo vale.

      Sabem porquê?

      Pesquisem, vejam quão motivos existem para estarmos preocupados enquanto povo e comunidade.

      Vejam se este senhores se preocupam com isso.

      Por isso vão todos dar uma volta.

  2. Sam Ponha de Ponta Mina

    19 de Junho de 2019 as 12:05

    Em vez de estarem nestas trapalhadas todas, deveriam mas é ir trabalhar e ajudar o Governo a trabalhar. Ja chega de confusões e intrigas. O país é de todos nós e todos devemos nos envolver para o seu desenvolvimento e bem estar de todos. Vamosm parar com as intrigas, com acusações com o disse que disse, enfim, vamos nos embrenhar no Trabalho sério. Acho que o overno tem ja dado alguns sinais de ajudar a colocar o país nos carris. Há realizações sim e ha também noticias boas para os proximos meses. Tenho a felicitar as acções ja vistas a olhos de todos dos ministros Osvaldo Abreu das Obras Publicas, Julieta Izidro da Educação, Adelino Lucas da Comunicação Social e Francisco Ramos da Agricultura. No meu entender todos os outros precisam ligar o motor de arranque e colocar a primeira na caixa. O senhor primeiro ministro Jorge Bom Jesus tem dado provas de ser um chefe que produza consensos. Espera-se que o envolvimento de todos possa ajudar a governação e as acções dos demais orgaos de soberania. O país esta no bom caminho, mas precisa-se de paz e tranquilidade nom verdadeiro sentido da palavra.
    Outro aspecto a se tomar em consideração é que o Governo através do Ministério que tutela as camaras possa de facto chamar a atenção dos responsaveis camararios para uma verdadeira entrega ao trabalho e a causa do exercício do poder local. Ajudarem a manter os distritos limpos, evitar colocação de viaturas velhas ou em reparação nas estradas, ajudar na limpeza das bermas das estradas, na limpeza das praias, na limpeza dos mercados, em taparem os primeiros buracos que vao surgindo e nao estarem ai apenas a espera que seja o governo central a fazer tudo.

  3. Mixa

    19 de Junho de 2019 as 12:56

    Brincadeira tem hora. Comessem por prender este Peter

  4. ANCA

    19 de Junho de 2019 as 13:14

    Há dias ouviu-se falar do conselho de Estado, hora aqui temos uma comissão de inquérito que vai agravar ainda mais o clima de ódio, e divisão no seio da comunidade de irmãos São São-tomenses, sobre factos que se passaram em 2003, depois vão quer falar em dialogo?

    Como??? Se há um clima instalado de perseguição e ódio, ao longo dos anos e de legislatura, o problema está na cultura(modo de ser estar pensar) do São-tomense médio, há que pensar mais além, ter a capacidade de andar para frente, trabalharmos em prol do bem estar comum.

    Que efeito e beneficio depois destes anos desde 2003, desta comissão de inquérito, e de esta denuncia, que beneficio vai trazer ao povo de São Tome e Príncipe???

    Deixar de dividir para reinar, deixar de rivanchismo, vinganças e ódios, coisas que nos levará a auto destruição como povo como comunidade, como já vemos acontecer a nível social e cultural e politico…

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tome e Principe

  5. ANCA

    19 de Junho de 2019 as 13:23

    Isto só vem alimentar ainda mais o clima de ódio, de vingança, a disseminação de arrogância, tribalismo, guerra pelo poder, ambição desmedida, a ganância, factos da realidade cultural São São-tomenses que devido a pobreza moral e material que existem dentro do lar ou instituição familiar São-tomenses, que faz aumentar isto ainda mais nas instituições, por isso temos instituições fracas e pobres…

    Esta comissão de nada vai contribuir para melhorar e consolidar a cultura de paz e bem, que tanto necessita a sociedade São Tomense, ainda mais sobre factos acontecidos em 2003…

  6. ANCA

    19 de Junho de 2019 as 13:37

    Perante tais realidades é que existem países e povos mais evoluídos social e culturalmente e outros como o casos da nossa comunidade do nosso povo e administração que são poucos evoluídos ou de nada evoluem,… pois que isto é o exemplo de ódio e vingança que se espelha na sociedade, com está comissão de inquérito de factos acontecidos em 2003…

    Outra forma de organização, de evolução, visão espectro e abordagem se requer…sobre os problemas que afectam a realidade social, cultural, ambiental, desportivo, politico, económico e financeiro, presente para inverter o quadro degradante nacional em São Tome e Príncipe…

    Pouco espectro politico para se perpetrar no poder é falta de visão e estratégia… de quem nada tem para oferecer em termos de alternativa de sustentabilidade.

  7. ANCA

    19 de Junho de 2019 as 14:07

    E o MLSTP, que tanto atropelo cometeu ao longo de um período da governação deste País, com perseguição, prisões arbitrárias, deportação, opressão e falta de liberdade, sobre tudo após o colonialismo, em que o povo já tanto tinha sofrido,…

    Devia hoje ter outro comprometimento com o desenvolvimento social cultural deste povo, o que revela que ainda está pouco preparado para assumir alternativa,…necessário se torna que a sociedade civil se desperte, necessário outro perfil de Homens de governação mais evoluídos, mais instruídos e preparados, for a das instituição políticos,…uma classe nova de geração bem preparada, com qualificações de excelência…pois que reparem jamais a comissões parlamentares com pareceres técnicos para resolver os diferentes problemas que afectam o País(Território/População/Administração), por exemplo o isolamento Interno/Externo, as consequências da dupla insularidade no nosso contexto social, económico e financeiro, local como Ilhas, os naufrágios de navios, os problemas ambientais, lixos, o fraco sistema e instituições de educação, saúde e Justiça, a falta de diversificação e produção, os deficit de balança de pagamentos, etc, etc… a realidade a instituição familiar São-tomense com consequências de violência domestica sobre as mulheres e crianças….

  8. Sae

    19 de Junho de 2019 as 17:20

    Credo isso è de Mas ainda tem Pessoa que quer o pinta cabra devolta ao Pais. Policia de Portugal pj pego o filho de pi tacabra pela manha todo bebado saindo da descoteca Com 30 mil euros dentro do carro um garoto que nao trabalha o de ele vio este dinheiro ai da tem Pessoa em Sao tome a passar Mal fome e responded ainda Para o pinta cabra credo povo abri olho.

  9. EX

    19 de Junho de 2019 as 18:50

    OHh credo, ainda há gente a querer prova.
    Querem o quê uma declaração PT a dizer que foi ele sim, ou querem gravações?
    Basta convocarem o resto dos elementos do Batalhão para fazerem confrontação das informações e declarações prestadas pelo Peter Lopes. e Se assim for devem reabrir o caso e suspender a tal amnistia. e Mandar esse PT para Tribunal.

  10. Windows 11

    19 de Junho de 2019 as 20:54

    O MLSTP e os seus estão a vender alma ao diabo para aniquilar o Patrice Trovoada politicamente este individuo Peter fez parte do grupo de mercenários que veio a S.tome praticar golpe de estado veio para matar pessoas veio para matar Santomenses só não aconteceu porque estes mercenário foram travados por nossos exército, por outro lado o Péter confirma que entrou com arma em S.tome e o carregava sacos de dinheiro.
    Pergunto ele como Santomense porque aceitou vir a S.tome matar Santomenses, porque resolveu vir agora fazer o famoso vidio e fazer estas acusações? Por isso o Pinto da Costa não compareceu nesta comissão de faxada.
    Esta comissão foi criada com um único objetivo claro aniquilar Patrice Trovoada.

  11. Separação de poderes violada

    19 de Junho de 2019 as 21:10

    O plano do MLSTP para perpetuar no poder passa por controlar os tribunais prender dirigentes do ADI e o mercenário Péter para acabar com Patrice Trovoada .
    O mercenário Péter esta em missão em S.tome desta vez ao serviço do MLSTP.

  12. Dogmar Ayres

    20 de Junho de 2019 as 7:58

    O Peter é um MERCENÁRIO, para todos os efeitos e pelos seus actos e acções perante o cenário, deveria ser uma matéria a ser estudada à nível do Ministério Público. Por este ter participado na desestabilização do país, recebendo ou não dinheiro de quem quer que fosse, se este fosse uma pessoa mais coerente, deveria negar na altura e denunciar. Pelo contrario conteve-se, motivo para se desconfiar dele.
    É um indivíduo de quem não se deve confiar, nem nas suas palavras, pois sabe-se lá o que lhe vem na alma? Se ele era muito ligado ao individuo e se por razões pessoais ligados a zanga de CUMADRES, no meu ponto de vista, ninguém deveria meter a colher.
    Um MERCENÁRIO( TERRORISTA) como é o PETER, não tem sangue, age em função do vento, é um psicopata, es5tá hoje comigo amanhã estará contra mim, não é digno de confiança, abram os olhos e acautelem-se mais…
    Se repararem bem, as comadres se zangaram depois do negocio de Gás proposto pelo Peter ao Governo cessante, rebentou todo esse ódio.
    Povo de S.Tomé e Principe, abram os olhos.

  13. Militar descalço

    20 de Junho de 2019 as 9:13

    Jorge Bom Jesus,Santomenses, cuidado.
    Esse Peter Lopes e um mercenário,ele hoje esta convosco porque quer trazer seus negócios escuros para São Tomé e Príncipe. Este homem é traficante. Ele devia é estar preso.

  14. Principe

    20 de Junho de 2019 as 9:45

    Num Estado de Direito, o lugar dos Mercenários é na cadeia.

  15. Sotavento

    21 de Junho de 2019 as 8:23

    Sé realmente esta figura foi un mercenario é un mercenario fracasado.Normalmente esta clase nao fala nao expoe públicamente o que fez ou deixou de fazer.Este él um iluminado mais que aparece para sacar dividendos.Los orgaos de informacao não deberían dar lhe tanta cobertura.O ministerio público sin debería actuar.

  16. luis santos

    21 de Junho de 2019 as 8:45

    Escrevam aquilo que estou a dizer….hoje o Peter está convosco amanhã vai virar contra vocês…o mesmo é um preguiçoso que não quer fazer nada mas apenas chular-vos como anda a fazer com Chinha Cão…

  17. Dogmar Ayres

    21 de Junho de 2019 as 14:47

    Mais uma vez aconselho, abram os olhos com o PETER LOPES, é um monstro, e se continuar a ser protegido,ele há-de virar contra os próprios protectores, quem avisa, amigo é.

    Indo mais longe, o PETER LOPES é um autêntico PITBUL e quando este se degenera, o dono não escapa, aí que o lugar ideal para ele é JÁULA DE ALTA SEGURANÇA, se não há, que tratem de construir especialmente para ele.Prendam-no.

  18. Vedé

    27 de Junho de 2019 as 9:26

    STP é um país de nome santo, tudo de má fé que estiver escondido um dia saber-se-á. O Patrício é aliado dos sanguinários. Esse homem nunca gostou dos santomenses só quis é servir-se de STP para se enriquecer. E agora a justiça de Deus está vindo pouco a pouco.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo