Política

Arranque do projecto de 3,5 milhões de dólares para apoiar 2570 famílias pobres

O Banco Privado “BISTP”, e a Agência Fiduciária de Administração de Projectos(AFAP), são as duas instituições que vão executar o programa de apoio às famílias mais vulneráveis de São Tomé e Príncipe.

O Banco Mundial, é o financiador do novo programa de protecção social em São Tomé e Príncipe. Um programa avaliado em 3,5 milhões de dólares e que para o Governo, inaugura a experiência de implementação do rendimento social de inserção.

«Espera-se que aproximadamente 2.570 famílias recebam transferências em dinheiro, incluindo 850 agregados familiares que já fazem parte do programa Mães Carenciadas, mais outras 1.720 famílias distribuídas pelos 6 distritos e a Região Autónoma do Príncipe …» diz o projecto executado pela AFAP.

 

A assinatura do acordo na quinta – feira, entre o BISTP entidade bancária, por onde o dinheiro vai circular, e a AFAP organismo administrador do projecto, permitiu segundo o ministro do Trabalho Solidariedade, Família e Formação Profissional, Adlender de Matos, dar o ponta pé de saída, na implementação do programa de apoio às famílias mais vulneráveis, financiado pelo Banco Mundial.

Segundo o governo o programa tem como objectivo aumentar o rendimento a cerca de 2.570 famílias mais vulneráveis de São Tomé e Príncipe, através de financiamento directo por pagamento bimensal feito pelo Banco Internacional de São Tomé e Príncipe.

O acordo assinado, define que os beneficiários usufruam do cartão rede dobra 24 com objectivo de facilitar e agilizar o acesso ao subsídio.

Abel Veiga

    2 comentários

2 comentários

  1. J . Fernandes

    10 de Agosto de 2019 as 9:57

    INCENTIVO AO MENDIGO

    SEGUNDO O PROVERBIO CHINES

    nunca devemos dar o peixe …DEVEMOS ENSINALO A PESACAR

    Essa cultura de incentivar pessoas a pregueca
    quanto ao meu ponto de vista e totalmente perigosa .
    O que STP precisa mesmo e Criar postos de trabalho para que as pessoas
    podessem com as suas proprias maos ajuda a construir um pais deferente .

    Ao envez desse governo emprestar dinhero para envistir na prequica e criar maus Habito e mais ladrois
    deverian ter um projeto Serio porque STP nao tem condecoes,,,
    para esse tipo de programa com unico proposito de propaganda
    politica …

    Poeque nao criarem um projeto serio junto ao Banco Mundial ,criar condicoes para criacao de postos de trabalhos para a populacao sao tomense

    Ao meu ver esta a se confirmar o projeto para aniquilar todo o tecido empresarial .
    matar a economia do pais o sonho de um pais prospero .
    Quem nao tem nao pode dar…
    Sera que daque para futuro a comunidade Internacional tem que pagar para que os sao tomenses andem de maos estendedas?
    Nao trbalham mais tehem sempre salarios ?
    E esse o desemvolvimento que o pais precisa ?
    E esse projeto que ira levar pais para frente salvar a economia o chamado de desemvolvimento sustentsvel?

  2. Vugu cu ubuê

    11 de Agosto de 2019 as 13:05

    A ideia é interessante.O que importa saber é como o governo irá garantir a sustentabilidade deste programa para várias gerações.
    Bem hajam

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo