Política

Edifício emblemático foi reabilitado após dois incêndios

O Primeiro-ministro Jorge Bom Jesus, reinaugurou o edifício emblemático da capital São Tomé, onde desde 1975 funciona o Ministério da Saúde. O edifício construído pelo regime colonial português, nos finais da década de 40 do século XX, foi inaugurado no ano 1951. Renasceu das cinzas após ter sofrido dois incêndios.

Na Avenida Kwame Kruma centro da capital São Tomé, destaca-se o edifício que desde a década de 70, albergou todos os serviços do ministério da Saúde.

Em 1951 quando foi inaugurado, recebeu o título de dispensário tuberculoso. O edifício foi construído na base do plano de fomento do governo colonial português, que fez nascer avenidas, e novos edifícios na cidade de São Tomé.

O edifício que segundo os registos históricos, mereceu honras militares na sua inauguração em 1951, acabou por reduzir-se a cinzas no ano 2015.

«Em Fevereiro de 2015 foi vítima de um incêndio que o deixou parcialmente inoperante. Acidente que voltou a acontecer em Novembro, do mesmo ano, que então o deixou totalmente inutilizável», explicou o ministro da saúde Edgar Neves.

Na cerimónia de reinauguração, as individualidades presentes no Ministério da Saúde, puderam testemunhar as melhorias realizadas, sobretudo no interior do edifício, que agora conta pela primeira vez com uma sistema de video-vigilância.

O Primeiro Ministro Jorge Bom Jesus, que reinaugurou a infra-estrurtura reabilitada, chamou a atenção da ministra da cultura, para a necessidade do edifício entrar para a lista do património material e arquitectónico do país.

Uma lista que segundo o Chefe do Governo, está a ser preparada para dar forma as pretensões de São Tomé e Príncipe, na busca junto a UNESCO, do estatuto de património mundial para os edifícios históricos que constituíram a cidade de São Tomé, que é uma das mais antigas do espaço lusófono em África.

«É único edifício colonial desta envergadura, e com este formato barroco. Nós somos muito bons a construir a inaugurar, mas muito maus a conservar», denunciou o Primeiro Ministro.

Ao Ministro da Saúde Edgar Neves, foi atribuída uma grande responsabilidade. «Espero que abramos uma nova página e que o senhor ministro cuidará desta jóia que estamos a colocar em suas mãos», concluiu Jorge Bom Jesus.

No entanto a ajuda de parceiros internacionais, como a OMS foi determinante para o renascimento do edifício que alberga o ministério da saúde.

Claudina Cruz, em representação da OMS, assegurou o apetrechamento do ministério da saúde. «Contribuindo com alguns equipamentos imprescindíveis ao funcionamento dos serviços do ministério, entre os quais kits informáticos e mobiliários que estão para chegar», precisou.

O cenário da avenida Kwame Kruma na cidade de São Tomé, ganhou mais luz e vida, com o ministério da saúde reabilitado.

Abel Veiga

    5 comentários

5 comentários

  1. Vanplega

    2 de Dezembro de 2019 as 21:17

    Chie, tambem tem video-vigilancia tambem, xi gente nao tem energia mesmo.
    E coisa pra bi dormir

  2. Adeliana Nascimento

    3 de Dezembro de 2019 as 10:01

    Muito bem, mas este negocio de tudo envidraçado, não sei se é bom para STP com o clima que temos. É certo que os documentos vão se estragar tudo devido a humidade( será uma estufa autentica).

    Ainda mais, vidros baratos. Devia ser pelo menos duplo.

  3. Smash

    3 de Dezembro de 2019 as 11:44

    Informação mais relevante é que o edifício conta com sistema de vídeo vigilância? Pelase God…
    reparem bem no tamanho das crateras na estrada… Enfim

    Saúdo as ONG´s e a OMS pelo presenteado ao POVO.

  4. pedro santos

    4 de Dezembro de 2019 as 9:48

    País de brincadeira com muitos buracos na capital tudo está caro e ainda ainda por cima andar a cortar salário aos funcionários públicos. Com tanta chuva que há, cortam água quase todos os dias que não se percebe porquê.
    A vida está muito dificil nesta terra…..e o pior é que o governo anda a brincar a governação.

  5. Assunção

    5 de Dezembro de 2019 as 11:22

    Dispensário Anti-Tuberculose

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo