Política

Governo processa criminalmente a autora da história de alcoolismo infantil contada em Portugal

O governo de São Tomé e Príncipe decidiu mover uma queixa-crime contra Isabel Santiago por “danos irreparáveis a imagem do País” como consequência de um “infundado” inquérito, dando conta que “ crianças são-tomenses bebem mais álcool do que leite”, informou hoje o porta voz do executivo, Adelino Lucas, Secretário de Estado para Comunicação Social.

Num comunicado lido a imprensa, Adelino Lucas, sublinhou que o governo “exige que a mesma peça desculpas públicas aos são-tomenses, principalmente às inocentes crianças e anuncia que face a gravidade da situação, vai apresentar uma queixa-crime contra a senhora Isabel Santiago por danos irreparáveis à imagem do País e dos seus habitantes”.

“Repudiando comportamentos de pessoas com interesses inconfessáveis, políticos, de politiquice ou de estudos de investigação”, Adelino Lucas adiantou que “ governo vai remeter uma carta à reitoria da Universidade de Medicina de Lisboa, bem como a revista “Acta Médica de Portugal” a informar que a dita investigadora não cumpriu as formalidades exigidas pelas leis da República Democrática de São Tomé e Príncipe e que não se deve dar credibilidade”.

“ O dito inquérito de Isabel Santiago cai em saco roto, quando os dados estatísticos referem que nunca se importou e se tem vindo a consumir tanto leite e refrigerantes como nos últimos tempos” – disse o porta-voz do governo sublinhando tratar-se de “ publicação propagandista, claramente, assente numa atitude de alguém que vive num emaranhado de ambições políticas desmedidas e de pseudo-investigação”.

“ Se a dita investigadora quisesse ser séria, responsável e se assumir como uma agente de produção de estudos, no mínimo, deveria primeiramente apresentar o seu dito estudo em São Tomé e Príncipe para ser devidamente analisado e validado, segundo as regras que se observam em qualquer parte do mundo, para só depois “dar o seu show off” na imprensa estrangeira” – diz o comunicado.

O documento fez ainda referência que “ também em Portugal, País de que é originária a Senhora Isabel Santiago, tem igual suas regras para que algum estudioso possa desenvolver trabalhos e serem publicados. Também aí, a dita investigadora ignorou as tramitações legais e num ápice, como que em cumprimento de alguma missão encomendada, publica o seu trabalho que é traduzido numa autêntica e vergonhosa mentira, denegrindo as crianças são-tomenses e todo um povo”.

“Lamenta-se como a imprensa portuguesa, minimamente conhecedora das realidades da sua ex-colónia, se possa prestar a publicação de notícias ou estudos duvidosos e produzidos em condições metodologicamente pouco sérias e eticamente reprováveis” – acrescenta o comunicado do governo.

O documento acrescenta ainda que “ao que tudo indica Isabel Santiago teria pulado em São Tomé e Príncipe, de um lado para o outro, com ajuda de alguns escuteiros, sem qualquer equipa técnica credenciada e capacidade para um inquérito que se preze, aliás como já referimos, o Instituto Nacional de Estatísticas em momento algum foi tido ou achado neste processo”.

“ Para qualquer esclarecimento sobre esse tema, os dados da OMS e os resultados do MICs 2014 desmentem categoricamente os resultados apresentado por essa senhora”, diz o comunicado acrescentando que o Estado São-Tomense é um Estado aberto a quaisquer tipo de estudos, sejam eles públicos ou privados, de natureza científica ou outra, mas para o feito existem regras e princípios sacrossantos que devem ser cumpridos e respeitados”.

Atenção – Conteúdo do Comunicado do Governo divulgado na página oficial do facebook

    25 comentários

25 comentários

  1. Ilhéu

    8 de Janeiro de 2020 as 8:57

    Ato idiota e sem qualquer sentido e responsabilidade. Se cada vez que aparecesse um estudo sobre a realidade do país que fosse negativo e o governo procedesse deste modo então tinha que andar a processar muitos investigadores. Parece que não têm nada para fazer nos gabinetes.

  2. Antonio Nilson

    8 de Janeiro de 2020 as 9:10

    Eu não gosto dessa:””senhora Isabel Santiago porque em alguns casos ela fala atoa
    Ve o que está passando no Ocidente
    Entretanto, depois de ser processadora severamente, o governo Santomense, na minha opinião humilde, deveria lhe deixar navegar no país e lhe deixar fazer jornalismo mesmo se descordamos com a opinião dela
    Um governo democrático representa abertura de diálogo sem preconceitos, e não existe nada melhor do que desmascarar aqueles ou aquelas que não sabem exercer a função que necessita reconhecimento intelectual

  3. Boinal

    8 de Janeiro de 2020 as 9:30

    O governo tem de fazer algo urgentemente, as crianças não podem consumir bebidas alcoólicas dessa maneira.

  4. Antonio

    8 de Janeiro de 2020 as 10:40

    Basta fazer viagens ao ocidente; Europa e aos EUA para ver as crianças “pulas” todas destruídas com substâncias; drogas
    Está situação nunca fez parte da cultura Africana, mas sim dos pulas que jexperimentam quase tudo no corpo e alma deles, nós Africanos devemos navegar no nosso destino que Deus nos deu, e evitar a tentação diabólica dos pulas
    Não é em vão que a China proíbe o alcoolismo e as drogas na China. Resultado: devido a ordem na sociedade Chinesa, todos os países e empresas querem fazer negócios na China
    A ditadura tem bem e mal, mas a África não está suficientemente preparada para receber democracia

    • José

      9 de Janeiro de 2020 as 10:40

      Bela maneira de se expressar….. enfim

  5. Lucas

    8 de Janeiro de 2020 as 10:49

    Só não vê quem não quer

  6. Antonio Nilson

    8 de Janeiro de 2020 as 10:50

    O governo deve se preocupar em criar condições em STP Para promover os investimentos e dar segurança que os investimentos serão respeitados e lucrativos aos investidores e aos contribuintes
    O nosso governo Santomense deveria se preocupar mais com aquilo que promote o desenvolvimento e ao mesmo tempo não deixar passar as calúnias, acusações falsas fazem denigrir a imagem do país
    Qual foi a motivo e a intenção daquela senhora em sujar mais a imagem frágil do nosso país?

  7. Antonio Nilson

    8 de Janeiro de 2020 as 11:00

    A Thailandia e a Costa Rica estão a fazer muita grana com o turismo
    São Tomé e Príncipe tem o potencial de ultrapassar esses dois países e Enriquecer-se somente com o turismo se o governo organizar bem bem e preparar o povo e eliminar o paludismo e criminalidade que não existia. STP são países pequenos e lindos, nós temos uma boa oportunidade de transformar STP para acolher os turistas. Somos um povo calmo e pacífico
    Os turistas querem encontrar um lugar de repouso e de tranquilidade e paz para se repousarem
    Nos temos de fazer planos para materializar os objetivos turísticos que São Tomé e Príncipe oferece

    • TJ

      8 de Janeiro de 2020 as 20:05

      Amigo, não esqueça do lado negativo do Turismo! Prostituição, homossexualidade, drogas! Muito cuidado é preciso!,

  8. Antonio Nilson

    8 de Janeiro de 2020 as 11:11

    Uma outra ideia positiva: se todos nós no estrangeiro continuarmos a enviar algum tostão para STP e criar uma associação para contribuir na publicidade de STP nas televisões na Europa, Estados Unidos e em África sobretude a Referência sobre a existência turística e paz que STP oferece, se calhar teríamos mais famílias dos países estrangeiros a visitar o nosso país e moedas estrangeiras a entrar no cofre do estado Santomense. STP precisa de apoio financeiro para obter energia independente para manter o turismo

  9. Antônio Nilson

    8 de Janeiro de 2020 as 11:48

    Aqui numa festa, os Americanos e os Brasileiros lembraram-me par escrever que é necessário ter as pessoas formadas com conhecimentos de línguas estrangeiras sobretudo o Inglês,Francês, Arábe, Chinês, Português, etc sobretudo o domínio na língua inglesa e outros idiomas para facilitar a comunicação e guias necessárias para o turismo
    Existem muita gente com curiosidade de aventurar em São Tomé e Príncipe mas têm muitas incertezas
    Nos temos de encontrar um veículo de fazer transparecer oportunidades de tranquilidade e bom descanso e boa transição em São Tomé e Príncipe PODERÁ SER UM PAÍS MUITO RICO SO COM BOA OFERTA DE UM TURISMO BEM FIXE PARA as FAMÍLIAS ESTRANGEIRAS, de outros países onde procuram tranquilidade e paz para se descansarem e tirarem férias agradáveis

  10. Marito Trovoada

    8 de Janeiro de 2020 as 12:10

    Felicito o Governo pela sua reação. Assim é que é governar, agir em defesa do seu povo. Os governantes americanos não admitem que se abuse dos seus cidadãos e os governantes santomenses têm também que sair em defesa da sua população.
    O Comunicado do Governo foi grosso e era necessário porque essa senhora Isabel Domingos manchou o nome e a honra dos filhos de S.Tomé e Príncipe.
    Nós os santomenses, sobre as grandes questões teremos que ser todos por um e um por todos, nutrindo um verdadeiro espirito nacionalista, um verdadeiro espirito de santomensidade. Se os anti-cristos como Augerio Amaro Vaz, Geronimo Moniz, Abilio Neto, Óscar Medeiros, Patrice Trovoada e uns tantos outros não quiserem entrar para a roda que visa dignificar o bom nome dos santomenses, eles que fiquem por la e nos deixem em paz. A nossa secular história nunca foi feita com bajuladores contra-nacionalismo, mas sim por pessoas de espirito contributivo para a união, paz e defesa da honra da santomensidade.
    Por isto, e face ao seu Comunicado, viva o Governo de S.Tomé e Principe.

  11. Vanplega

    8 de Janeiro de 2020 as 13:36

    O que foi disto e escrito, tudo mundo ja leu e ja sabe.

    Cabe ao governo, tomar as medidas e apresentar um estudo que diga contrario daquilo que se escreveu.

    Nao basta dizer que e mentira, qual e prova que o governo tem?

    Mais voces todos nao sabem que povo bebe? Agora, nao podemos meter todos no mesmo saco.

    Chie… paga uma tampa de buli…..

  12. Fuba cu bixo

    8 de Janeiro de 2020 as 14:09

    Este governo não sabe lidar com críticas e com voz incômoda olha como impediram os Anda Pligo de saírem do pais podemos até não gostar do estudo da senhora mas um governo não procedia desta maneira.
    Agora o governo de Jorge bom Jesus meteu la seus Juízes com o seu advogado pago a preço de ouro e agora é queixa crime atoa.
    E quando vejo este Secretário de estado a ler estas queixa crime parece-me aquela jornalista de televisão do regime da Correia do Norte.

  13. Zé de Neves

    8 de Janeiro de 2020 as 14:39

    Desconheço o estudo, apenas quero que se registe o que sei para dar o meu contributo a quem quiser pensar pela sua cabeça:

    No meu Distrito e arredores há muito consumo de álcool por crianças SIM, é uma desgraça o que se assiste aos fim-de-semana.

    É evidente que todo este rebuliço institucional por parte do Governo, apenas serve para ilibar a incompetência e inoperância da Comissão de Protecção de Menores que não sinaliza, o Ministério Publico que não formula acusação, do Tribunal de Família que não julga e sobretudo a Polícia que não protege os menores.

    O Governo sabe muito bem que mantém instituições de fachada que não fazem o seu trabalho. Mas também se o fizessem o estado seria o maior paizinho e mãezinha das ilhas porque muitos já teriam perdido os seus filhos por abuso de álcool, violência, abandono etc etc (ou estes problemas também não existem?)

    A abertura do país ao turismo internacional com a única intenção de sacar dinheiro aos turistas dá mau resultado. A maioria das roças são lugares imundos, insalubres, cheios de bêbados e isso nós não podemos negar, está lá para toda a gente ver.

    Não encaro estudos científicos ou relatórios como arma de insulto ou rebaixamento de uma inteira nação, mas sim uma oportunidade para olharmos para o problema público evidente e meter mãos à obra.

    • José

      9 de Janeiro de 2020 as 10:46

      Isso mesmo, nem mais….

  14. antonio martins

    8 de Janeiro de 2020 as 16:51

    boa tarde
    sera que o primeiro ministro vai mandar pagar o que foi roubado a minha pessoa designadamente a central do agostinho neto
    preocupam se quando se fala a verdade
    pais que tudo quer dado quando se diz a verdade ou se calam ou são prepotentes em vez de corrigir o que esta mal, não assumem uma postura arrogância
    isto demostra incompetência e falta de responsabilidade para governar um pais.

  15. Joni de ca

    8 de Janeiro de 2020 as 17:29

    Agora o grande problema que Stp tem é um dito estudo de alguém o qual manchou o nome de Stp.

    Claro que Stp é um país em que o povo vive bem tem tudo de bom!!

    A imagem de Stp internacional é má porque Stp vive de esmolas, o povo ganha ordenado de miséria, a saúde é abaixo de terceiro mundo, e para rematar Stp quando é condenado por tribunais internacionais nunca cumpre as penas de indemnizações, e quando um estado dito independente se comporta assim podem crer que não é um estudo qualquer que vai piorar a sua imagem.

    Sim os governantes desde a Independência é que destruíram a imagem de Stp.

  16. Smash

    8 de Janeiro de 2020 as 17:50

    É vergonhoso que o (dês)governo venha defender-se com um processo criminal (patetico).Esqueçam o titulo do estudo e atua em conformidade para mudar o paradigma da sociedade no que concerne ao consumo de álcoois no País. Deixem-se de politizar um caso que é deveras verdade e de conhecimento de todos. Só o fato de mencionar que houve baixa de imposto para bebidas alcoólicas importada reflete o estadoo de (dês)governo do executivo. Só a petulância do comunicado espelha bem a falta de conhecimento do comunicaro/relator/fretista.

    • Aleluia Girl

      9 de Janeiro de 2020 as 13:54

      Falou bem Sr.(a) Smash, estes boys armados em políticos têm mentalidade quadrada e obtusa.ora vejamos, se o outrora ministro de educação e atual primeiro ministro de STP tinha conhecimento do estudo. Porque não criar sinergias e focar no fundamental do estudo? Deixem-se politizar os temas e darem-se como virgens ofendidas. BASTA!!!

  17. Carlos Silva

    8 de Janeiro de 2020 as 23:00

    Vamos imaginar que tem alguém a tirar fotos, a fazer perguntas nos vizinhos, a entrar á sucapa na casa de um homem, a vasculhar a vida desse homem… Se for apenas para depois ir vender a sua investigação aos jornais, ao patrão desse homem, ou à mulher dele ! 😉 está errado, é ilegal está a mexer na vida privada desse homem sem autorização dele! Mas se for a mulher desse homem que lhe encomendou a investigação, aí o investigador está no lado certo da lei. E neste caso, acho que essa senhora fez o papel de “paparazzi”. O Governo, qualquer que seja a cor do partido que o elegeu, está a cumprir a sua função, de proteger todo o povo satomense, de averiguar onde ela foi recolher esses dados, e sobretudo COMO foi recolher esses dados! O Estado sãtomense precisa de validar o pedido de recolha de dados, ANTES que ele seja feito, e no final, analisar os resultados!!

  18. Adelino Carvalhal

    8 de Janeiro de 2020 as 23:32

    E preciso olhar primeiro para o nosso umbigo. Diz o ditado que o macaco só olha para o rabo do outro. Com tantos crimes económicos cometidos pelos Bolcheviques contra os cofres do estado Santomense, que ao serem processados, o estado teria recuperado Milhões.de Cabeças Grandes verdes para o país, querem processar o terceiros e a milhas de STP? Está e uma ardilosa estratégia para esvaziar os poucos milhões de dólares.que estão a entrar para o cofre do estado com despesas fúteis que serão inflacionadas com pagamentos de advogados de defesa que também serão escolhidos a dedo entre os Bolcheviques e tugas amigos e depois seguir-se-ao os dividendos lá nas tugas. Em vez de processarem os devedores do estado que até hoje não amortizaram as casas e os apartamentos do estado a fim de recuperar receitas para o estão, estão a criar condições ardilosamente para o estado gastar o pouco dinheiro que o Pinta Cabra conseguiu angariar com as suas infinitas viagens, em prol da venda da imagem do país além fronteiras. Já viram como meteram as mãos num fundo do petróleo para acções sociais com pagamento de um advogado da colmeia num processo superfulo? E este caso ficou enterrado no cemitério de São João Da Vargem. Foram logo sessenta mil verdinhas para o bucho do dito advogado e companhia. A história vai se repetir e vão gastar milhões inflacionados com os advogados, com as custas judiciárias e outros milhões com a indeminizacao a senhorita. Estamos.recordados.que.STP nunca ganhou nenhuma batalha judicial internacional: nem.com a Sinergy, nem com o barco apreendido, nem nem.com.”HRC”, nem com ninguem. Os.pulas são como Barcelona: atacam em bloco e defendem em bloco. Vão só sugar o pouco que está entrando agora. Dão com a.mao direita e tiram com a.mao.esquerda. São conselhos dos Conselheiros tugas não e? Os Bolcheviques nunca quiseram a reforma.da justiça em STP. Agora estao a recorrer a justiça além fronteiras por ela star bem organizadas e ser imparcial e inspira confiança. Mabecos! Deveriam sim, processar o Melo Xavier pela fuga ao fisco de 2007 a 2009. Isto sim teríamos a.certeza que.a.batalha seria ganha, pois a razão estava do lado do estado santomense. Agora, kutukar a leoa com palito de fósforo, só porque ouviram que a Belita ousou processar a Anita em Porugal? Agora virou moda processar portugueses? Isto vai dar Zebra. E quem vai pagar as despesas será a Dona IVA sobre o povo pequeno. Bom conselho de amigo: se ainda não deram entrada do processo crime no tribunal, congelem-no. Se já deram entrada,.retirem a queixa. O dinheiro que gastar com essa trapalhada ( custas de advogados, custas processuais, indemnização a ré, etc) invistam em compra de sulfatos, adubos, alfaias, etc, em quantidade e qualidade e distribuam aos agricultores, horticultores e produtores de cacau, pimenta a.fim de aumentar a captação de Divisas para o país que tanto precisa. Nao disperdissemos nem um centavo do dólar do estado com futilidades, mas.sim criermos para ganharmos. O lema deve ser: ganhar, ganhar e ganhar. Mabecos de casacos e garvatas.

  19. Cristo da Silva

    9 de Janeiro de 2020 as 6:04

    Para provar a nossa boa fé, a nossa firme convicção de não existe alcoolismo cronico no nosso querido São Tomé e Principe, processemos o autor da música “CACHARRAMBA SO”. Só para começar.

  20. Tony

    9 de Janeiro de 2020 as 16:05

    Caros senhores pelo que me foi dado a conhecer é que este relatório foi efectuado em 2015, e a pedido do então ministro da educação JBJ e que lhe foi entregue na dita altura.

    Se calhar não o leu, não deve ter tido tempo, como parece que agora não tem tempo para colocar o seu governo a governar.

    Políticos de Stp no seu melhor!!!!!

  21. SEMPRE AMIGO

    10 de Janeiro de 2020 as 16:16

    Pelo o que consta, o INQUERITO teria sido encomendado pelo Governo em 2015,portanto com o conhecimento do então ministro de Educação,o,actual l(2019-2020)primeiro ministro.Se este facto se confirma, não dá para entender ,sem adequada explicação do senho primeiro ministro,a actual reacção do Governo.A publicação do referido relatório teria sido interditado, e por que ENTIDADE,e quando?Gente(GOVERNO),por favor, o país já tem problemas que chega! Daí que concordo com a passagem do comentário do senhor(a?) Adelino Carvalho quando aconselha o GOVERNO:”Se ainda não deram entrada do processo crime no tribunal, congelem-no.Se já deram entrada, retirem a queixa……..Não desperdicemos nem um centavo de dólar do Estado com futilidades, mas sim criemos para ganharmos.O lema deve ser :ganhar e ganhar”. O comentarista Marito TROVOADA, ao felicitar o GOVERNO,pelo comunicado,só está semeando vento, talvez inadvertidamente,para depois sermos nós todos a colher as tempestades.Minha GENTE já chega.MARITO(A)! Governar é gerir, e na maior parte do tempo,é gerir conflitos de , todo género, não é incentivar-los nem, muito menos,provocá-los,MARITO!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo