Política

27 anos depois Marinha Mercante de STP tem novos oficiais

São Tomé e Príncipe e Brasil pelas pedras da cooperação arquitectam mais uma história no longo laço de amizade existente entre os dois países, engajando no compromisso com o futuro do mar e actividades marítimas, da nova geração e com a economia do arquipélago, através do Programa Ensino Profissional Marítimo para Estrangeiros (PEPME).

No quadro do PEPME, o auditório do Centro Cultural Brasil São Tomé e Príncipe foi palco na pretérita sexta-feira da cerimónia de recepção dos Jovens Finalistas da Marinha Mercante, formados no Brasil.

O evento organizado pela instituição brasileira em parceria com o Instituto Marítimo e Portuário (IMAP) foi presidido pelo Ministro das Obras Públicas, Infra-estruturas, Recursos Naturais e Ambiente, Osvaldo Abreu, que no uso da palavra sublinhou que a graduação dos novos oficiais vem reforçar o compromisso do país face as recomendações da Organização Marítima Internacional (IMO).

«Associando a responsabilidade do país perante a Organização Marítima Internacional (IMO), urge São Tomé e Príncipe estar preparado, dotado de quadros técnicos formados e capacitados para fazer face aos desafios que nos são colocados ao nível internacional», complementou Osvaldo Abreu.

O titular da pasta das Obras Públicas, destacou que « o Governo está convencido de que a conclusão do curso e a respectiva obtenção de diplomas por parte destes novos Oficiais constitui um marco de reforço das nossas capacidades humanas e institucionais e contribuirá para abrir mais janelas de oportunidades para Armadores que operam as nossas águas e nos países vizinhos que procuram Oficiais Navais formados m várias vertentes, devidamente treinados e qualificados».

ALeres Frank Mendes, director do IMAP, acentuou que a conclusão do curso de Ciências Náuticas por parte dos oito jovens santomenses, entre os mesmos, uma presença feminina, representa um novo marco para a Marinha Mercante Santomense, na medida em que, os mesmos vêm preencher o vazio que existe desde 1993, altura em que regressou ao país, o primeiro grupo de jovens Oficiais da Marinha Mercante formados na Ex-União Socialistas Soviética e na República Socialista de Cuba.

ALeres Frank fez questão de salientar que é urgente a capacitação dos novos quadros para o instituto, uma vez que os primeiros que formaram na Ex-União Socialistas Soviética e na República Socialista de Cuba, e que hoje estão todos na linha da frente, brevemente entrarão na idade da reforma.

«Este vazio geracional se assim podemos chamar, tem sido preocupação dos meus antecessores, que pese embora os sobressaltos, abraçaram sempre o desejo de formar, treinar e capacitar técnicos e quadros para o sector de transporte marítimo e portuário».

Em nome dos formandos, a primeira Oficial da Marinha Mercante Santomense, Sónia Conceição, sublinhou que a participação neste programa, foi a forma encontrada para servirem o país.

«Desde que tomamos o conhecimento do curso, vimos nele a oportunidade de darmos a nossa contribuição ao país. É uma área primordial para o nosso país, já mencionado aqui, somos um arquipélago».

O embaixador do Brasil, Vilmar Rogeiro Coutinho, no acto de boas vindas, felicitou e desejou aos novos oficiais, que ainda precisam de navegar por um período de um ano, com navios de tonelagem bruta superior a 500 toneladas ou nos navios de guerra, de modo a concluir o curso, muita sorte, sucesso e dedicação nos novos desafios.

Quanto ao cumprimento do período do estágio, Osvaldo Abreu foi bem categórico em dizer que o sector marítimo santomense é incipiente, e os meios disponíveis não permitem aos novos finalistas Oficiais da Marinha Mercante concluírem a última etapa do curso, de acordo com os regulamentos e os programas para o treino prático em navegação, por isso lança o apelo aos parceiros de modo a ajudar os oito jovens a cumprirem a referida etapa.

«Atendendo a nossa realidade, gostaríamos de contar com os países amigos e parceiros, por um lado, e parceiros comerciais privados por outro, como são os casos dos Armadores que operam com seus navios nas nossas águas, para ajudar-nos a levar a cabo esta importante actividade vital para a graduação dos nossos Finalistas Oficiais da Marinha Mercante».

O certame ficou ainda marcado pela abordagem sobre os Centros de Instrução da Marinha Brasileira pelo Comandante Rafael Zeque Monteiro, responsável pelo Núcleo Naval da Marinha Brasileira em São Tomé e Príncipe.

Martins dos Santos

    5 comentários

5 comentários

  1. Gilberto de Andrade

    11 de Fevereiro de 2020 as 11:12

    Desejo vos muita sorte no desempenho dessa nobre missao de servir o nosso Pais. Os desafios sao enormes mas voces vieram de academia. Nao se esquecam, uma vez na academia, academia. Responsabilidade, firmeza e determinacao serao sempre o vosso brazao. Viva a Ademia! Sejam felizes e sirvam o nosso Pais com distincao.

  2. Me Chinho Costa Alegre - L2F

    11 de Fevereiro de 2020 as 18:31

    Parabéns o país pelas conquistas alcaçadas até então após a independência. Paulatinamente estamos a chegar la´.
    Meus parabéns também para jovem Director Geral do IMAP, o Mestre Aléris Frank, quem tem trabalhado arduamente para desenvolvimento do seu sector, concretamente da Marinha Mercante em São Tomé e Príncipe. Este jovem Director Geral tem futuro, tem feito bons trabalhos a frente da instituição. Ele é um jovem muito dinâmico. Parabéns à si e a toda tua equipa de trabalho.

  3. Vanplega

    13 de Fevereiro de 2020 as 11:21

    Senhor ministro, quer com isto dizer, formamos e damos de borla.

    E essa janela de oportunidade que falas?

  4. WXYZ

    14 de Fevereiro de 2020 as 7:30

    Coisa para aumentar despesas com estado. E o povo pequeno ee que paga. Tanta burrocracia so para nada.

  5. Domingos Tremanti

    20 de Fevereiro de 2020 as 13:37

    Parabéns a esses jovens futuros oficiais!
    Desde minha época , 1973, já se formavam oficiais de outras nações. Na minha turma havia panamenhos tmb. Isso é bom para todos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo