Política

PM felicita a Polícia Judiciária pela rapidez na detenção do homicida de Mucumbli

Jorge Bom Jesus, primeiro ministro de São Tomé e Príncipe, visitou a Polícia Judiciária nesta sexta feira. Uma visita que aconteceu no mesmo momento em que os agentes da Polícia Judiciária ultimavam os procedimentos, com vista a entrega do presumível assassino da Catarina de Barros, ao Ministério Público.

«Felicitação ao trabalho da Polícia Judiciária relativamente ao caso da luso-santomense que foi barbaramente assinada. Algo que não é comum, que não condiz com a idiossincrasia do santomense, com a nossa forma de ser e de estar», declarou Jorge Bom Jesus.

Nas escadarias do edifício da Polícia Judiciária, o Chefe do Governo, reforçou as felicitações a Polícia Judiciária pelo facto de ter cumprido com o ultimato lançado pelo executivo.

«Tínhamos pedido a PJ, celeridade máxima, que pudesse chegar ao infractor em 72 horas, e estão no bom caminho…», frisou Jorge Bom Jesus.

Após várias horas de reunião com todos os funcionários da Polícia Judiciária, Jorge Bom Jesus, prometeu resolver os problemas antigos e várias vezes, reclamado pelos profissionais da PJ.

«Eu vim para aqui, para começar a resolver esses problemas. Alguns dissemos que vamos resolver já e agora, porque são inadiáveis. Problemas de transportes por exemplo. Acredito que vamos resolver nos próximos 15 dias», afirmou.

Falta de condições de trabalho e actualização dos salários, são outras reivindicações antigas e repetitivas da Polícia Judiciária.

«Outros problemas vão levar mais algum tempo para serem resolvidos. Já no que se refere aos problemas salariais estamos a trabalhar no reajuste salarial a nível nacional. Em relação a PJ, vamos resolver rapidamente. Este governo pretende ser pragmático», pontuou Jorge Bom Jesus.

Abel Veiga

    18 comentários

18 comentários

  1. Joaquina

    6 de Março de 2020 as 19:51

    Eu condeno violência e toda a forma de criminalidade.

    É preciso de dizer que os brancos/ europeus gestores de hotéis abusam e homilia cidadãos Santomenses nos respectivos hotéis, o pior é que o Governo não faz nada.

    • Preto Africano

      6 de Março de 2020 as 22:29

      Jaquina, como governo vai fazer algo si preto/africano humilia proprio preto/africano?

      • SEABRA

        9 de Março de 2020 as 14:32

        PEDRO Africano , excelente resposta.Você Jaquina é perigosa, você é tipo a Marlene ASSASSINA que participou na morte do Jorge Santos.

    • negrinho Galhardo

      6 de Março de 2020 as 23:21

      Tu mereces cadeia igual a ele .
      Isto é um acto desumano ,
      E triste.
      Ainda tens coragem de escreves estas coisas …

    • José Bom Bom

      7 de Março de 2020 as 8:35

      Vergonha! Comentário racista tal como matar uma branca a catanada. Problemas laborais não são tratados a catanada, a não ser que São Tomé esteja a regredir. O tela-non não deveria publicar esse comentário racista. Enfim e depois querem todos ir a Portugal….

      • Socorro

        9 de Março de 2020 as 10:23

        ”José Bom Jesus”, o seu comentário é desprezível e ultraja a memória do ser humano maravilhoso que foi Catarina Sousa. ”Comentário racista como matar uma branca à catanada”? E se a vítima fosse chinesa, negra ou esquimó? Teria sido ”apenas” um acto de inqualificável crueldade e barbaridade? Agente provocador. E há oito ”gostos” neste seu vómito.Tristeza.

    • Nita

      7 de Março de 2020 as 14:01

      Você é tão cruel como ele. Nojo!

    • Bunzu de mato

      10 de Março de 2020 as 10:07

      Os são-tomenses sabem disso, Joaquina. A começar pelo Grupo Pestana. Mas acham que misturar isso com o assassinato da senhora Catarina não cola.

  2. Socorro

    6 de Março de 2020 as 20:31

    Pena máxima. Pena máxima para ser cumprida até ao último ano, até ao último mês, até ao último dia, até ao último minuto, até ao último milésimo de segundo.

  3. Vanplega

    6 de Março de 2020 as 20:41

    Eu nao felicitarei a PJ pela rapidez que esclareceram este caso.
    Afinal de contas, para que serve a PJ?

    Como a PJ nao e rapido a solucionar o casos de roubos de colarinho branco?

    Como esta policia nao resolve os roubos dos politicos que deixaram o pais nesse estado que se encontra.

    Como esta policia nao foram rapido em apreender PINTA CABRA e OS senhores do ADI, que ficaram ricos com o dinheiro do povo?

    Como esta policia ( PJ) nao esclarece como os politicos compram casas em Portugal?

    ATENCAO: nao quer com isto dizer que o assassino da senhora, nao pague pelo seu crimes.

  4. negrinho Galhardo

    6 de Março de 2020 as 23:13

    Tu mereces cadeia igual a ele .
    Isto é um acto desumano ,
    E triste.
    Ainda tens coragem de escreves estas coisas …

  5. WXYZ

    7 de Março de 2020 as 1:11

    “Algo que não é comum, que não condiz com a idiossincrasia do santomense, com a nossa forma de ser e de estar», declarou Jorge Bom Jesus”. Sinceramente esse primeiro ministro não parece viver em San Tomé nesses últimos 25 a 20 anos. Se não é comum aos Santomenses pois já tornou Sr. primeiro ministro. Você se lembra do episódio diante do edifício da comissão eleitoral do distrito de água grande em que vocês juntados com os vossos capangas iam comendo vivo a jovem juíza, que ficou cheia de medo e toda tremula. Pois vocês pareciam “Lion pálido” cheio de fome. Oh Sr. primeiro ministro, Sr. não se lembra do assassinato do Sr. Jorge, do assassinato de uma mãe e suas filhas na cidade da Trindade, do assassinato de uma moça “afoiuú” pelo irmão da Sra. Maria das Neves ocorrido aqui no lucumi, do assassinato do Sr. PT através da sua esfinge, das coisas que aconteceram contra as igrejas da IURD, etc etc. Não dá agora para transcrever tudo que é barbaridade que tem estado a acontecer desde Outubro de 2018 que vocês tomaram poder a força e carregado de ódio.

  6. Enfim

    7 de Março de 2020 as 8:34

    Espero que a policia judiciária utiliza mesma proeza para descobrir o autor da Bárbara morte de dr Jorge Santos.
    Devo dizer que contrario o sr. Primeiro ministro e afirmo que o são Tomense está muito mau. E tudo isso incentivado por vocês políticos quando mandaram queimar viatura de uma juíza. A partir daí ficou o caos em São Tomé. Este país deixou de ser tranquilo.

  7. sem assunto

    7 de Março de 2020 as 8:39

    Jorge Bom Jesus?
    É sério isto? A polícia está de parabéns porque prendeu um SUSPEITO ?
    E se a perícia vier a constatar de que o individuo nada tem a ver com o caso? Lembrem-se do jovem de Cantagalo que foi brutalmente espancado, e destruido, pelos gajos da PIC, aonde o mesmo era inocente ? Suspeito não é culpado, ter um suspeito preso não encerra as investigações, sendo assim deixe as felicitações para quando for oportuno.
    Esta pronunciação pode influênciar nos normais trabalhos subsequentes ao caso.
    O Senhor gosta de falar, como um linguista e politico, é natural que assim seja, todavia a contenção é necessario.

  8. Enfim

    7 de Março de 2020 as 10:28

    Incendiaram o carro da juíza e quase mataram a coitada que conseguiu fugir pelas traseiras da comissão eleitoral. Até hoje esse caso não foi esclarecido.

  9. observador atento

    9 de Março de 2020 as 6:56

    Dr Jorge Santos foi selvagemente assassinado em STP ha dois anos atras. Ate agora nada foi feito pela PJ e os senhores no poder. Fico contente que tenham elucidado o assassinato da Catarina! Mas o que eh que estao a fazer pelo Dr Jorge Santos?

    • SEABRA

      9 de Março de 2020 as 14:42

      …estàmos ainda à ESPERA da justiça para o economista Jorge Pereira dos Santos, assassinado desde a madrugada do dia 2 para 3 de junho de 2018, cuja cùmplice é conhecida, sua empregada de casa ; MARLENE. Todos os criminosos ainda estao livres. O governo do fdp do Patrick Trovoada nunca fez nada pelos crimes, visto estar envolvido.

  10. Paulo

    16 de Março de 2020 as 22:55

    Crime é crime e não se justifica com nada, irmãos é uma pessoa como nós um ser humano igual a min ou a qualquer outro, devemos condenar estes atos. Fazer sentir a lei em stp, meu governo sejamos mas humanos e paremos de nós portar como animas irracional, quei santome virados a ganância a cada dia que passa não damos o braço a torcer pra melhorar a nossa conduta que está péssima

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo