Política

COVID-19 sob controlo provoca desagravamento das medidas restritivas

Desde 1 de Outubro(quinta – feira) que São Tomé e Príncipe, abandonou o Estado de calamidade, e evoluiu para a situação de Alerta face a pandemia da Covid-19.

A doença que foi diagnosticada no país em Março passado, viu a sua progressão contida, pelas medidas de restrição e de segurança sanitária, impostas no quadro dos sucessivos decretos de Estado de emergência, que antecederam o Estado de Calamidade.

O Governo que anunciou o desagravamento de algumas medidas de restrição, através do decreto da Situação de Alerta, apresentou dados que confirmam o controlo da Covid-19 no país.

Registo de 15 mortes. A última morte por Covid-19 aconteceu no mês de Julho. Os dados divulgados pelo sistema nacional de saúde, indicam que até 1 de Outubro, São Tomé e Príncipe, acumulou um total de 911 casos positivos de Covid-19. Deste total, 886 pacientes recuperaram. O número de casos positivos em isolamento domiciliar, era de apenas 10.

Nos últimos dias, o sistema nacional de saúde não tem registado casos positivos de Covid-19, e o hospital de campanha vocacionado para atender os pacientes, não regista qualquer internamento.

O Governo apresentou mais dados estatísticos, que sustentam a sua decisão de desagravar o cenário de combate a Covid-19, evoluindo do Estado de Calamidade para a situação de Alerta.

Desde Junho passado, altura em que entrou em funcionamento o laboratório PCR em São Tomé e Príncipe  2.548 pessoas foram testadas. Registou-se apenas 187 casos positivos de Covid-19.

«Constatamos com alguma satisfação que a ilha do Príncipe mantém até agora sem registo de nenhum caso oficial de Covid-19», destacou Wando Castro, o novo Ministro da Comunicação, do Governo Remodelado de Jorge Bom Jesus.

Dados que indicam que São Tomé e Príncipe tem controlo sobre a pandemia da Covid-19. «O governo decidiu declarar a partir de hoje, 01 de Outubro e para os próximos 15 dias a Situação de Alerta em todo território nacional nos termos da lei 4/2016, a lei de base de Protecção Civil e Bombeiros», informou Wando Castro, o novo ministro da Comunicação do Governo Remodelado de Jorge Bom Jesus.

Dentre as medidas desagravadas, o Governo anunciou a autorização para a prática dos desportos colectivos. No entanto durante a situação de Alerta, para sair ou entrar em São Tomé e Príncipe, os passageiros são submetidos a testes PCR, para diagnóstico da COVID-19. O uso obrigatório de mascaras em lugares públicos fechados, continua a ser uma exigência de segurança sanitária, a que se junta a higienização das mãos, e o distanciamento físico.

A par das medidas de prevenção anunciadas pelas autoridades sanitárias, para evitar a transmissão e o contágio pelo vírus SARS-Cov-2, o Téla Nón não pode ignorar o facto de parte importante da população santomense, ter retomado o hábito de uso regular de chás a base de folhas, cascas e raízes de muitas plantas da terra, com reconhecida capacidade curativa.

Abel Veiga

    5 comentários

5 comentários

  1. Crisotemos Café

    2 de Outubro de 2020 as 15:13

    Ok, o Governo ajustou-se a desordem imposta já por uma franja significativa da população.
    O desagravamento das medidas já se notava a muito ao nível do país

  2. Púmbu

    2 de Outubro de 2020 as 19:02

    Viva São Tomé. Viva Santo Tomé e Santo Antônio.
    Graças a Deus!
    Agora quero ouvir os que andaram a ladrar nas redes sociais especulando contra o governo e as medidas por ele tomadas.

  3. Lima

    3 de Outubro de 2020 as 22:06

    Olha nao gritem vitoria.vejam o que esta acontecendo na Europa.O virus continua e bem.Se voces pensam que ja estao salvos estao bem enganados.Se deixarem as pessoas invadirem denovo a capital,com vendas selvagens por todo canto,sem distancia entre as pessoas,fazendo festas etc,olha os2000000 que sao vai ser reduzido a zero.Pouco cuidado sera um sinal de catastrofe para voces

  4. Como será

    11 de Outubro de 2020 as 11:23

    Realmente meu caro Lima, aqui as pessoas ja nao estao a cumprir as medidas de prevencao alegando que ja combatemos a covid, é melhor olharem para mundo inteiro como esta doenças tem muitas taticas. Fiquemos atentos e vigiar.

  5. Tomas Mendonça

    11 de Outubro de 2020 as 17:20

    Fico muito feliz por termos o vírus sob controlo e mais feliz ainda de que estamos em estado de alerta. Meus parabéns porque foi uma situação conjunta entre todos os Santomenses (O governos com as suas medidas e também o povo em geral com a integração de chás de ervas e raízes nas nossas dietas).
    Mas fiquei com algumas dúvidas na medida de alerta: O desporto coletivo voltou, mas na notícia, ficamos sem saber se voltou atividades culturais como Tchiloli, Danço de Congo, Socópé, Fundão, Discotecas, etc.

    Obrigado

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo