Política

Guiné Equatorial envia oxigénio para salvar vidas em São Tomé

O país vizinho e membro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, é solidário com São Tomé e Príncipe, mesmo em momento que a desgraça bate a sua porta.

Pois a Guiné Equatorial, registou fortes explosões num dos seus paióis de armamento, na cidade de Bata, na mesma semana que enviou ajuda para São Tomé.

Explosões que provocaram vários mortos e dezenas de feridos. Mesmo assim o vizinho despachou um navio para trazer oxigénio de uso hospitalar, para salvar vidas no hospital central Ayres de Menezes em São Tomé.

São 50 botijas de oxigénio que foram entregues pelo embaixador da Guiné Equatorial “a Ministra dos Negócios Estrangeiros Edite Tem-Jua. A ajuda que vem suprir carências de oxigénio no hospital Ayres de Menezes, resulta de um SOS lançado pelo Governo santomense.

Desde o ano 2019 que a unidade de produção de oxigénio do hospital Central Ayres de Menezes, deixou de funcionar. A unidade instalada no ano 2016 pela cooperação japonesa, sofreu uma avaria no ano 2019.

O Governo do Primeiro-ministro Jorge Bom Jesus, decidiu emprestar à ilha do Príncipe a peça que está a faltar para a Unidade de Produção de oxigénio do hospital central voltar a funcionar.

A unidade de produção de oxigénio do Hospital Manuel Quaresma Dias da Graça na ilha do Príncipe, também instalada no ano 2016 pela cooperação japonesa, era a única fonte de fornecimento de oxigénio para o hospital central em São Tomé.

Príncipe emprestou a peça da sua unidade de produção de oxigénio, e agora é abastecido com o oxigénio ofertado pela Guiné Equatorial.  A Ministra dos Negócios Estrangeiros Edite Ten Jua, anunciou no porto de São Tomé, que parte das botijas de oxigénio que chegaram da Guiné Equatorial, vai ser enviado para a ilha do Príncipe.

Note-se que para além da Guiné Equatorial, também o vizinho Gabão veio  em socorro de São Tomé, com botijas de oxigénio. Há cerca de duas semanas um navio da marinha do Gabão atracou no porto de São Tomé, com cerca de 40 botijas de oxigénio, em resposta ao SOS lançado pelo Primeiro-ministro Jorge Bom Jesus, ao Governo gabonês.

Abel Veiga

    3 comentários

3 comentários

  1. Mario Rosário

    15 de Março de 2021 as 10:40

    Pouca Vergonha. Vergonhice. Caras de pau. Pedintes. Mãos estendidas. Até quando???
    Vocês falam mal do Governo anterior. Mas numa legislatura o Governo anterior construiu duas fábricas de oxigénio, sendo uma em S.Tomé e outra no Príncipe. Vocês em metade da legislatura, estragaram as suas fábricas e andam a pedir a torta e direita. Só sabem pedir. Até o coitado do país que teve uma grande catástrofe, onde morreram dezenas de pessoas, vocês não perdoam em chatiar. Quando vocês é que deviam enviar alguma ajuda para aquele país, vocês ainda pedem ajuda apesar da situação em que tal país se encontra.
    POUCA VERGONHA

  2. Mepoçom

    15 de Março de 2021 as 15:24

    Embora não beneficio, como cidadão nacional, agradeço do fundo do meu coração este gesto de apoio à este povo em naufrágio. Senão invertermos este paradoxal governativo que tomou conta do país durante este lapso de tempo da independência, jamais acertaremos o passo. Continuar a preencher os quadros por via de partidarismo, clientelismo, paga de favores, com ou sem capacidade para o desempenho da função, continuaremos num caminho tenebroso sem esperança para o povo, e em especial, para as gerações futuras. Não se compreende como é que um equipamento de capital importância para a saúde da população, avariado desde 2019, ainda que não houvesse verba orçamentada para sua manutenção, que se conseguiram desbloquear uma verba extraordinária para a resolução do problema, e o mesmo continua inoperavel, comentando uma desgraça sanitária para toda a sociedade. O oxigénio é preciso durante 365 dias do ano para salvar a vida, e não só por causa de covid-19. Uma das minhas filhas que entrou em coma traumático em1973, no tempo da velha senhora,felizmente hoje está viva graças a este produto. Senhores mudem paradigma governativa, se de coração estão a trabalhar em prol duma Nação. Bem haja a todos.

  3. Fuba cu bixo

    16 de Março de 2021 as 17:24

    É só assim mãos estendidas só ofertas depois de 4 anos camaradas vem dizer que governarão cadê governar?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo