Política

MLSTP distancia-se da Cannabis e desafia o Governo

Em plena campanha para as eleições presidenciais de 18 de Julho, o MLSTP que governa São Tomé e Príncipe, em parceria com a coligação PCD-MDFM-UDD, denuncia o projecto proposto pelo Ministério da Agricultura ao conselho de ministros, para plantio da cannabis no país. O MLSTP exorta o governo a dar explicações públicas sobre o caso.

No actual governo de coligação, a pasta da agricultura pertence à coligação PCD-MDFM-UDD.

A Comissão Política do MLSTP, decidiu posicionar-se sobre o assunto, exactamente no dia do arranque oficial da campanha para as eleições presidenciais, 3 de Julho.

«Sobre a propalada informação de plantio de cannabis em São Tomé e Príncipe, a comissão política do MLSTP decidiu distanciar-se deste processo, e exortou o governo para que sejam feitos publicamente esclarecimentos sobre o assunto, tendo em conta a inexistência de legislação específica sobre esta matéria…», refere o comunicado da Comissão Política do MLSTP.

O Téla Nón apurou que o Ministro da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural, Francisco Ramos, propôs ao governo um projecto para plantio da Cannabis em São Tomé, com fins medicinais. O projecto segundo apurou o Téla Nón, visa a produção da flor de Cannabis, que é muito utilizada na produção de óleo medicinal.

O Téla Nón sabe que o projecto foi analisado e debatido no seio do conselho de ministros. O Téla Nón apurou que a maioria dos membros do conselho de ministros rejeitou a possibilidade de execução deste projecto, ainda mais, segundo a fonte «nesta altura, tão próxima a realização das eleições presidenciais».

No entanto, segundo dados recolhidos pelo Téla Nón, apesar de não ter tido a aprovação do conselho de ministros, o Ministério da Agricultura decidiu avançar com a adjudicação de alguns hectares de terras na ilha de São Tomé, para o desenvolvimento do projecto da Cannabis.

Note-se que o projecto para plantio da Cannabis em São Tomé foi denunciado pela primeira vez em público, por Jorge Amado, ex-Presidente do MLSTP e candidato às eleições presidenciais.

Foi numa espécie de entrevista aos candidatos presidenciais organizada pela TVS, que Jorge Amado denunciou os preparativos para o início do plantio de cannabis no país. Um negócio que segundo o candidato Jorge Amado, para além de viciar e arruinar a juventude santomense poderia gerar fundos para alimentar a campanha eleitoral, nestas eleições presidenciais.

Abel Veiga

    8 comentários

8 comentários

  1. Fuba cu bixo

    4 de Julho de 2021 as 15:54

    Como assim o MLSTP distância-se este governo da nova maioria não é chefiado por Primeiro Ministro do MLSTP e Presidente do MLSTP.
    Vocês e Delfim estão todo junto misturado queimaram carro da juíza queimaram diplomas bué de bôbo, agora não tem fugir não assume e aguenta gananciosos.

  2. Gregorio Furtado Amado

    4 de Julho de 2021 as 16:13

    Querem enriquecer de forma ilicita custe o que custar. Foi necessario levar essa decisão a comissao politica só porque o lider não assume nada e com isso lavar as suas mãos como Pilatos. Incompetente, medroso e cheio de má fé é o que ele é.

  3. Às de copas vs Solfão18

    4 de Julho de 2021 as 16:33

    Posser poderia facilmente ganhar essas eleições se o reajuste salarial fosse feito antes de 18/07/21. Perdeu o Às de copas e perderá as eleições…

    Muitos jovens e adultos do ADI,estão deambulando pelo país, com camisolas de Delfim Neves e Posser e dizem que é só para comer dinheiro e depois vão votar em Carlos Vila Nova.

    Abram os olhos que o choro vem aí….os trabalhadores mal pagos da administração pública vão fazer o reajuste de chicotadas em 18 próximo.

  4. Andorinha

    4 de Julho de 2021 as 16:46

    Agora eu dou o Patrice Trovoada razão e muitos agora vão dar também, o Patrice sempre disse que que nunca iria se misturar com uma pessoa como Delfim Neves o Delfim com 2 deputados conseguiu ser Presidente da Assembleia foi a Marrocos sozinho mamar dinheiro ja mamou 4 milhões de canábis e ele é que manda neste governo da nova maioria o thimbotô do Jorge bom Jesus não manda nada só fica ver navios a passar.
    Não vem que não tem porque vocês são governo da tal nova maioria que em três anos não têm nenhum resultado pára apresentar o MLSTP vai desaparecer.

  5. Matabala

    5 de Julho de 2021 as 7:03

    Mas Governo não é maioria MLSTP? Estou confuso. Com quase todos os ministérios /ministro na mão assumem estar reféns de 1 ministro e 1 Presidente Assembleia que ainda por cima está como candidato a PR?

  6. Beto t

    5 de Julho de 2021 as 8:53

    Vocês da nova maioria são um bandidos. Como é que querem plantar cannabis em São Tomé.? Se estamos a lutar contra droga.
    Ainda bem que não vão ganhar eleições.
    Isto não é um narco estado.
    Deviam estar todos na cadeia.
    Bandidos.

  7. Anjo do Céu

    5 de Julho de 2021 as 11:33

    Ja receberam dinheiro em baixo da mesa para este plantio.Eles andam muito calado com risos amarelos mas veem Portugal fazer cruzamentos e ao mesmo tempo em distribuição de bolos as escondidas.É uma quadrilha antiga.

  8. Lima

    5 de Julho de 2021 as 14:36

    Mais que miseria.Chegamos a esse ponto de querer plantar plantas para produzir drogas em STP?
    Por falta de dinheiro?Daqui a nada vao impor que todas as mulheres e mesmo os homens possam se prostituir simplesmente para terem dinheiro.O argumento que diz que o canabis trata doencas,mas que doencas?Pouca vergonha,descemos demais.Estamos no fundo e que nem essa droga podera nos salvar.Mas que miseria de espirito.Isso é um dos maiores escandalos para a nossa terra.Sera que a ideia veio mesmo dos filhos dessa terra?Sera que a corupcao do espirito chegou a esse ponto em SP porque fala-se do cultivo em Sao Tome.
    Sera que essa informacao é somente para a campanha mais que nao tera uma realidade?Espero ,e o povo de Sao Tome tambem espera que isso seje so um pesadelo e quando se acordar a realidade sera muito feliz.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo