Política

Projecto de Canábis : Esclarecimento do Ministério da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural

Num comunicado de imprensa que entregou ao Téla Nón, o Ministério da Agricultura Pescas e Desenvolvimento Rural, diz que recebeu, « através da agência de promoção do comércio e investimentos(APCI), um projecto de investimento para efeitos de parecer».

Segundo o Ministério da Agricultura, porque a nível nacional não existem competências nesta matéria, e em segundo lugar pelo possível impacto que este cultivo pode trazer para São Tomé e Príncipe, « após análise do projecto este foi submetido ao governo que por sua vez e agindo com as cautelas que esse processo merece, orientou o ministério da agricultura para realizar uma auscultação das populações ao nível nacional».

Ainda sem citar o nome do projecto, o comunicado de imprensa do ministério da agricultura diz que foi criada uma comissão técnica multisectorial coadjuvada por um corpo de consultores internacionais, especialistas na matéria de produção da canábis para fins medicinais.

O Ministério da Agricultura, acrescenta que «a comissão técnica percorreu todo o país e com o contributo das câmaras distritais realizou encontros com as populações de Caué, Lobata, Cantagalo, Mé-Zochi e incluindo a Região Autónoma do Príncipe».

Para além do contacto com as populações, a comissão técnica reuniu-se com membros do governo, assim como juízes do Supremo Tribunal de Justiça, os magistrados do ministério público, as ordens dos médicos e dos advogados, a polícia judiciária, o instituto da droga e da toxicodependência, o conselho nacional da juventude e por fim a sociedade civil liderada pela FONG STP. «O relatório desta auscultação está a ser finalizado para ser entregue ao Governo», garante o Ministério da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural.

O Ministério liderado pelo engenheiro Francisco Ramos(na foto) esclarece que «as legislações necessárias para sustentar o desenvolvimento desta cultura está a ser produzida para posterior discussão e aprovação pelo Governo».

No comunicado o Ministério da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural, dá exemplo de 40 países do mundo que «já adoptaram a produção da canábis com fins medicinais, para o fornecimento à indústria farmacêutica de matéria prima para produção de medicamentos para o tratamento e cura de diversas patologias».

Segundo o Ministério da Agricultura, a Organização Mundial da Saúde, propôs ao comité das nações unidas para o controlo de drogas e estupefacientes, a mudança da canábis da lista onde está inserida, para a lista onde o manuseamento para fins farmacêuticos e científicos é mais facilitado.

«Como se pode constatar está-se no meio de um processo no qual o governo ainda não tomou uma decisão final», precisa o comunicado de imprensa.

O Comunicado conclui que  « todas as notícias que saem deste âmbito são meras especulações, mentiras e divagações. Por outro lado, chamamos a atenção da população para não embarcar neste jogo que é muito pouco dignificante para os seus autores».

Note-se que o partido MLSTP que lidera o governo de coligação, denunciou o projecto que pretende desenvolver o plantio da Canábis em São Tomé e Príncipe. O MLSTP disse que se distancia deste processo, e exigiu que o Governo fizesse um esclarecimento público sobre o assunto.

Abel Veiga

    24 comentários

24 comentários

  1. Fuba cu bixo

    5 de Julho de 2021 as 22:22

    A conclusão que tirei é que este governo de Jorge bom Jesus não entrou para servir os interesses do país.
    E si não foce o Jorge Amado e a internet poderíamos assustar só e ja estava tudo plantado e consumado.
    Quando foi do aumento de regalias para deputados a internet denunciou e depois veio o MLSTP dizer que não tinha nada a ver com isso,agora com canábis mesma coisa MLSTP vem sacudir a água do capote então parece que o MLSTP não faz parte do governo e que o Jorge bom Jesus é de um outro partido, não valem nada.

  2. XYZ

    5 de Julho de 2021 as 22:44

    Muito mal explicado. Outro problema mais. Enfim.

    • rapaz de Boa Morte

      8 de Julho de 2021 as 23:29

      Senhor ministro o que não é dignificante é querer estragar uma sociedade

  3. Andorinha

    5 de Julho de 2021 as 22:52

    É caso para dizer Patrice Trovoada volta estas perduado, em um país onde não se tem controlo de nada e nada funciona vem esta nova maioria encabeçada pelo MLSTP trazer droga para S.Tomé e acabar de vez com a nossa juventude por ganância.
    Esta nova maioria liderada por Jorge bom Jesus querem tornar S.tomé e Príncipe uma Cracolândia.
    Quero perguntar cadê aqueles ativistas que se intitulavam Santomenses de jema cadê eles andam todos escondidos e calados perante tanta atrocidades cometidas por essa nova maioria.

  4. Vexado

    5 de Julho de 2021 as 23:58

    Esse ministro um autêntico desgovernado. Só pensa em si.

  5. Sem assunto

    6 de Julho de 2021 as 4:57

    Aparta te disto Chico Pardal, sob o risco ainda de vires cair no ridículo.
    Prova de que nem tudo que é oferecido e proposto deve ser aceite.
    A pergunta que resiste é: A quem interessa o plantio de cannabis em São Tomé?
    Foi uma proposta vinda do exterior ou algum alto dirigente envolvido em jogadas lhes propôs virem fazer isto cá?
    Um Estado pequeno como nosso com sérios problemas socias e vício generalizado na população deve evitar correr estes riscos, pois a introdução desta cultura por mais rigor que venha a ver na produção e na transformação, pela natureza e valência do produto, dará sempre em caos.

  6. Baguide

    6 de Julho de 2021 as 7:17

    Senhor Pardal, essa desculpa não convence seus malandros. Vão criar Estado narcotráfico na bunda da vossa mãe bandidos. Era só o que faltava.
    Obrigado Jorge Amado embora não vote em si mas devo dizer que prestaste um bom serviço a nação denunciando o Delfim e o Jorge bom Jesus por essas desgraças que estão a fazer ao povo.
    Apelo ao povo a ir às urnas e escoracar essa gente toda do poder. Já não aguentamos mais. São muitos males ao mesmo tempo.

  7. Paulo santos

    6 de Julho de 2021 as 8:41

    Finalmente essa maioria está a cavar a sua própria supultura.
    Traficantes de droga e bandidos.

  8. Manuela Pedroso

    6 de Julho de 2021 as 8:43

    Deveriam ter vergonha.
    Canábis??? Droga??? Isto é mesmo do PCD. Recordo que quando o Delfim Neves esteve como Ministro das Obras Públicas, ele trouxe para o país, mais de 20 barcos carregados de lixos tóxicos para serem depositados em S.Tomé, argumentando que iria dar muito dinheiro. Graças aos técnicos nacionais que lutaram contra isso, impediu que estes lixos tóxicos fossem descarregados no país. Não conseguiram introduzir lixos tóxicos, agora pensam cultivar drogas. Qualquer dia, quando souberem que a prostituição está a dar muito dinheiro, então vão criar leis para que as meninas santomenses prostituam pois irá dar muito dinheiro.
    Esta é a classe de dirigentes que estamos a criar no nosso país.
    O Ministro de agricultura diz que consultou ao público. Qual público??? Sou membro da Federação Santomense das ONGs e faço parte da Sociedade Civil Santomense organizada, e nunca eu nem os meus colegas foram consultados. Então quem é que o senhor consultou? Foi para algumas roças enganar algumas pessoas desenformadas para dizer que consultou a população?
    Se ainda não foi aprovada, como é que já puseram a disposição das empresas hectares de terreno para o cultivo desta porcaria. Isto era a pressa para garantir o desbloqueamento da verba para que o seu chefe pudesse estar por aí a distribuir para a compra de votos.
    Diga ao seu chefe senhor Ministro, que nós estamos a comer o dinheiro da droga, mas vamos lhe dar uma lição no dia 18. BANDIDOS…..

    • Seabra

      7 de Julho de 2021 as 1:59

      Ô minha senhora, prostitutas em STP sempre existiram…quanto as miúdas, temos muitas safadas, vagabundas que desempenham DESCARADAMENTE BEM o papel das prostitutas com nomes camuflados em QUATORZINHAS & BOQUITAS.Estas VAGABUNDAS são bem piores que as ditas PROSTITUTAS clássicas, porque as safadas quatorzinhas e boquitas destroêm casamentos, lares com os maridos/homens fracos e desgraçados que deixam as suas espôsas para estas bandidas e no fim acabam como homens CHIFRUDOS ou seja CORNUDOS…temos muitos deles nas praças de STP,e muita s destas destruidoras de lares hoje dão uma de mulher séria na aparência.
      Estas prostitutas com as tetminologias de QUATORZINHA & BOQUITA nos chegam suficientemente…basta de estragos!

    • santola

      7 de Julho de 2021 as 2:57

      Tambem fiquei admirado com essa “consulta às populações”!!
      E se ainda não há resultado desse “estudo” porque já estão a preparar alterar a legislação??
      Espero que o Presidente a ser eleito tenha como 1º acto publico, pôr ordem nessa vergonha de Governo, e se essa corja não obedecer, demitir e convocar eleições antecipadas!

  9. Tiberio

    6 de Julho de 2021 as 9:41

    Sr. Ministro,
    As perguntas são simples e diretas: na sua consciência, lá do fundo da sua alma, acha que em São Tomé e Príncipe haverá condições para controlar a venda ilegal dessa droga? Acha que as pessoas afetas a essa produção não vou vender a droga no mercado nacional? Acha que em STP conseguem controlar desvio da droga para destruir o futuro dos jovens numa sociedade que a problemática de delinquência juvenil já começa a assustar? Se não conseguimos estagnar roubos de cacau, banana, baunilha, pimenta, galinha, porco, e até de boi, não conseguimos estancar o aumento de roubo às residências, instituições publicas e não governamentais. A policia nacional não consegue por cobro a esses e outros problemas não citados aqui. Os tribunais não conseguem julgar os delinquentes… qual é a sua ideia? O Sr. quer acabar de uma vez com o nosso país por causa de uns troquitos.
    O Senhor desde que entrou neste Governo, tem somente tentado resolver os seus problemas pessoas e dos seus comparsas, perseguindo os outros, afastando aqueles que não aceitam as suas ideias e ações corruptas para tentar ficar sozinho e fazer todas essas asneiras.
    Por favor, basta de olhar para o seu próprio umbigo e pense no país como um todo, um país de todos os São-tomenses.

  10. GRAVANA

    6 de Julho de 2021 as 9:51

    vocês os políticos, já de algum tempo sonegaram os nossos jovens o direito de sonhar, por uma pátria justa e DE igualdade social, agora querem lhes transformar em autentico ” zumbis “…. sim porque são tomé e principe é vosso, é dos vossos filhos, netos, e parentes, têm bolsas DE ESTUDO, boa condição de vida melhores empregos, melhores casas e carros, viajam quando bem entender, têm vida de luxo vivem como autentico rei, príncipes e pricesas.
    enquanto os cuitados filho do povo estão ai, sem perspectiva, sem horizonte e sem alternativa, mesmo quando pretende abrir a mão da pátria amada, são impedidos, mesmo fazendo de tudo pra serem visto, cortes de cabelos escandalosos, calça a sair fora do ” cû “, loucura, frustração paternidade precoce, delinquente assassinos,… mesmo assim não são vistos, não são tidos nem achados… Agora isto, o governo quer plantar a droga pra lhes foder ainda mais a vida já de é si fodida. Façam alias os vossos interesses são outros, que não seja o bem estar do povo, isso já se sabe…. OBRIGADO, QUE DEUS VOS ABENÇOA.

  11. GRAVANA

    6 de Julho de 2021 as 9:54

    …..a vida que já é de si fodida …….quis dizer

  12. Pereira

    6 de Julho de 2021 as 10:01

    BANDIDOS, uma corja de traficantes! Tal ministro, tal presidente do partido PCD! DESGRAÇADOS! Já não basta a desgraça que temos! Um país que nem tem água e energia, estão a sonhar tráfico de drogas…! BANDIDOS

    • Seabra

      7 de Julho de 2021 as 2:12

      Pereira , a ideia de plantação de canabis para comercializar veio do contacto que o governo de STP teve com o grande leader do tráfico de droga, o SIMBÓLICO presidente usurpador do poder na Guiné Bissau, na pessoa do maliano Umarou Sissoko.
      Na sua viagem á STP deve ter levado o seu braço direito chefe do tráfico Braima Camará, que foi expulso da Espanha por razões dos negócios ilícitos ( droga dura). Este último ficou muitos anos na prisão na Espanha e em Portugal devido a este AFFAIRE ilegal…muitos deles ficaram pelo caminho por AJUSTOS DE CONTAS.
      Que Deus Nosso Senhor livre STP de tal desgraça.

  13. Oscar

    6 de Julho de 2021 as 10:47

    Estranha me muito ver ministros do mesmo doverno contra dizendo, como se fosse ministros de pais diferentes. Muitos ministros desse governo parece que caiu de cima de planta de malagueteira. Ou devem estar usando muito canábis. Vejam pronuciamento do ministro agricultura e tiram sua conclusão.

    https://youtu.be/x_6FZ70MbtQ

  14. Anjo do Céu

    6 de Julho de 2021 as 11:28

    Certamente esse tal Ministro de Agricultura está fazer confusao com plantação de Pimenta com Canabis.
    Só querem desenvolver algo que tem muito dinheiro pra cair nas suas contas no exterior.
    Esses gangues de PCD tem muito truques e endomentaria de comer dinheiro e todos vêm cá pra Portugal fazer as divisões. Soriso amarelo.é muito perigoso
    Abrem olhos Povo se STP

  15. Célio Afonso

    6 de Julho de 2021 as 12:41

    Malditos e bandidos, corruptos, nepotistas paridos pela independencia e abertura politica.
    É lamentável o que esses filhos da …. andam a fazer com aquele pobre pais. Por que razão nao investem nas áreas de turismo, telecomunicações, energias, saúde, educação etc, etc? Querem transformar o país num narco estado? Querem acabar de vez com o país? Mas Deus escreve certo em linhas tortas e os vossos filhos e parentes serão os primeiros a se afundarem no vício da droga.

  16. Matabala

    6 de Julho de 2021 as 13:03

    Então Pardal não acatou ordem que saiu da reunião de Conselho de ministros????kkkkk …abuso muito….Vocês do Governo são bobo nas mãos deste ministro???
    Explicação desse ministro não convence ninguém…Bandidos. Já receberam dinheiro para vender país aos narcotraficantes?

  17. Carlos Oliveira

    6 de Julho de 2021 as 15:09

    Boa tarde,
    Sou Engº Agronomo, trabalho hoje em dia com produção hidroponica.

    Em 2017, acompanhei um cliente a São Tomé no sentido de verificar as possibilidades de implementar uma plantação de abacate, dado que o clima é extremamente propicio, e trata-se de um produto muito procurado mundialmente, também esta intenção era por paixão por São Tomé devido a razões do passado familiar deste investidor/cliente. No entanto, trata-se de um empresário que negoceia e produz muitas Toneladas de frutos e leguminosas, enfim alguma apresentação !!

    Então, tivemos algumas reuniões com o Ministério da Agricultura, não me lembro os nomes seja do Ministro seja dos técnicos, mas de facto a preocupação era de quem poderia ser socio, i.é., socio de quê, mas pensamos que seria ultrapassavel !! Enfim.

    Após analise das condições para o possivel desenvolvimento do negócio, verificamos a ausencia de instalações de frio no aeroporto (fruto tem que ser transportado em 48 horas e refrigerado) e o aeroporto não oferece estas condições assim como não tem autorização internacional para realizar carga aerea, também , estranho para nós , a exportação paga taxas á alfandega !! Na Europa quem exporta não paga taxas á Alfandega dado que se trata de entradas financeiras para o Pais, mas em São Tomé é ao contrario. Também, o fornecimento de energia é muito deficitário podendo por em risco sistemas de conservação e até de rega controlada, mais uma vez não existem estruturas logisticas para a evacuação de produção, isto mata tudo !! No entanto havia muitos candidatos a socios.

    Agora, o tema é a produção de Canabis (até papoila) para fins farmaceuticos, produção que já existem em Portugal e noutros Paises Europeus, normalmente feitos em estufas de produção continua, as quais obedecem a regras muito restritas pelo Infarmed, Alfandega, Policia Judiciaria, isto em Portugal, com envio de registos de produção quase diarios e inspecções pelas entidades praticamento quinzenais, dado que é possivel saber a produção de cada planta e qualquer abate de planta tem que ser efectuado na presença das autoridades. Dado estes termos, questiono quem está a induzir este projecto em São Tomé, que não tem tem condições logisticas nem legais de escoar e de controlo da produção, será que existem socios !?

    In the end of the day, o investidor adora São Tomé para passar uns dias e colocou a produção de abacate no Senegal que funciona muito bem.

    Isto, é São Tomé a ser gerido !!!

    Boa sorte

    • santola

      7 de Julho de 2021 as 3:15

      Sr. Engenheiro devia escrever isto tambem nas redes sociais de São Tomé e Principe, Voz de São Tomé, Divulgação da Corrupção em São Tome, para que mais pessoas fiquem a saber. Eu nunca tinha ouvido falar desse projeto Abacate, que sim, é um bom investimento. Como seriam outras frutas da terra, mas alem da camara de frio, o governo devia instalar uma central de recolha e embalamento para escoar a produção local…. mas isso vai beneficiar a população, a economia, e fica mais dificil de roubar! Qualquer investimento só avança se a empresa investidora aceitar um socio que não vai trabalhar, não vai entrar com capital, so vai mandar uns bitates e receber lucros!! É uma pouca vergonha, uma roubalheira institucionalizada.
      E se não conseguem controlar os assaltos nas residencias, nas insituições publicas, os roubos de cacau, matabala, cabras, porcos, vão conseguir controlar roubos de plantas ou de sementes de canabis?Brincadeira, só pode!
      Partilhe sua experiencia e conhecimento nas redes sociais, por favor. As pessoas precisam de saber.
      Bem haja

  18. Zeca araujo

    7 de Julho de 2021 as 7:37

    Definitivamente sr Carlos Oliveira este país não está a procura de investidores serios mas sim de dinheiro fácil para os políticos comerem.
    Agora já sabemos quem são os Traficantes de droga, o sr Delfim Neves e seus camaradas.
    Patrice estás mesmo perdoado.

  19. rapaz de Boa Morte

    8 de Julho de 2021 as 23:24

    Meu Deus ,eu teria vergonha de querer “evenenar “todo o prestigio do meu povo por um punhado de Euros. Chegamos ao fundo do tacho. Gostaria de ser psiquiatra ou psicólogo para perceber esta mente doentia do Senhor Ministro que vive em STP,mas que não consegue ver que a nossa Sociedade , não esta estruturalmente capaz de produzir Liamba ( Canabis) em segurança ! O Senhor quer produzir óleo ? Quer continuar no Comercio Colonial : onde se produz a matéria- prima que não se come , não se bebe ,não se usa na economia local e que os preços são ditados pelos compradores? Simplesmente ,politiquices à parte , não não queira vender os pais ( mãe +pai ) para ser endinheirado. Nós passamos e a Terra e o prestigio ficam … Felicidades e tenham Juízo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo