Política

Contra-almirante dos Estados Unidos da América visitou São Tomé e Príncipe

O Contra-almirante Ben Reynolds visitou São Tomé na última sexta-feira, 12 de novembro, juntamente com assessores da United States Africa Command(AFRICOM) e representantes da Aditância de Defesa dos Estados Unidos da América (EUA) no Gabão e São Tomé e Príncipe.

EUA, Portugal e Brasil são os principais países colaboradores com São Tomé e Príncipe (STP) no domínio da Defesa. Em conjunto com a OTAN, os EUA vêm anualmente conduzindo o exercício “Obangame Express”, como propósito de promover a interoperabilidade e o treinamento combinado entre Marinhas e Guardas Costeiras amigas, visando incrementar a segurança marítima na região do Golfo da Guiné.

Nesta visita o almirante e sua equipe se encontraram com o Brigadeiro General Idalécio Pachire, Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas de São Tomé e Príncipe, visitaram o navio NRP ZAIRE e as instalações da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe. Também reuniram-se com as assessorias portuguesa e brasileira, separadamente, na sala de reuniões do Ministério da Defesa e Ordem Interna.

Na reunião com a Missão de Assessoria Naval do Brasil em São Tomé e Príncipe, o Comandante Teixeira, chefe da missão, teve a oportunidade de apresentar ao grupo estadunidense os componentes de sua equipe, sua organização no âmbito nacional e internacional, as principais ações realizadas nos últimos meses em STP e a participação dos Navios da Marinha do Brasil nos três principais exercícios internacionais realizados no Golfo da Guiné: Obangame Express 2021 –Navio Patrulha Oceânico “Araguari”; Guinex I – Fragata “Independência” e Gran African Nemo 2021 – Navio Patrulha Oceânico “Amazonas”.

A reunião serviu para estreitar os laços de amizade, parceria e conhecimento sobre as atividades realizadas por ambos os países em STP e estima-se que proporcionará uma maior coordenação entre as assessorias internacionais no âmbito da defesa e, consequentemente, melhorias para as Forças Armadas do país.

Fonte : Missão Naval do Brasil em São Tomé e Príncipe

    2 comentários

2 comentários

  1. Cupertino Silva

    17 de Novembro de 2021 as 7:49

    Estes gajos só sabem visitar, e depois?
    Quere-nos trazer a instabilidade?

    • Ericwolff

      17 de Novembro de 2021 as 12:55

      Acho q é bem ao contrário…
      Ajuda nunca é demais, para quem tem bem pouco então…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo