Política

BASTA rejeita Papá que veio, e contesta filho da Roça ingrato

O Movimento BASTA decidiu sair da “clandestinidade” eleitoral, na quinta-feira 22 de setembro. O Movimento que integra a sociedade civil e cidadãos oriundos de diversos partidos políticos, desenvolveu uma campanha quase sigilosa, baseada essencialmente em contacto porta a porta com o eleitorado.

Na quinta-feira, BASTA realizou o primeiro grande cortejo eleitoral, e comícios, nas localidades do distrito de Lobata. Distrito onde Delfim Neves, Presidente da Assembleia Nacional é cabeça de lista do BASTA para as eleições legislativas.

Aliás foi na concentração com os apoiantes na Roça Boa Entrada, que Delfim Neves, anunciou a sua entrada efectiva nas acções de campanha eleitoral para as eleições de 25 de setembro.

Depois da intervenção do coordenador do BASTA, o embaixador Salvador dos Ramos, Delfim Neves tomou o microfone para esclarecer a população da Boa Entrada sobre a história do Papá que veio.

«Papá veio…fome acabou», é um dos slogans que os apoiantes da ADI e de Patrice Trovoada estão a utilizar nas comunidades rurais e nas cidades.

«Papá é aquele que está sempre presente. Quem não está presente não pode ser papá. Papá não pode estar longe, e quando precisa de vocês, vem dizer Papá chegou. Tem que estar presente para ajudar as pessoas a trabalhar, a conviver, a tratar da saúde, da educação, e tratar da família. Esse é que é Papá», declarou Delfim Neves.

Potó localidade do interior da ilha de São Tomé, na freguesia da Madalena, e próximo da Roça Boa Entrada, foi o berço de Delfim Neves durante a infância e a juventude. Delfim Neves cresceu entre as Roças Monte Macaco e Boa Entrada. Diz que nunca teve vergonha de dizer que é da Roça. Mais importante, mesmo tendo se transformado em homem de negócios na cidade de São Tomé, nunca desligou da Roça.

«Eu nunca tive vergonha de dizer que sou homem da Roça. E sempre estive com as pessoas da roça. Não somos como aqueles que depois de crescer na vida esqueceram  da roça», referiu na tribuna da concentração de apoiantes do BASTA no terreiro da roça Boa Entrada.

Delfim Neves chamou a atenção dos filhos da Roça, para o aproveitamento político que alguns filhos da Roça ingratos, querem tirar nestas eleições de 25 de Setembro.

«Agora como precisa de vocês, vem dizer que é da Roça. Porquê que antes não vinha para aqui conviver com as pessoas da Roça?», interrogou.

Durante o cortejo e comício pelo distrito de Lobata, o ainda Presidente da Assembleia Nacional, e militante do PCD, partido que se integrou ao Movimento BASTA, alertou o eleitorado, para a necessidade de fiscalizar as mesas de voto.

Segundo Delfim Neves, BASTA não vai aceitar batota eleitoral, como alegadamente aconteceu nas eleições presidenciais de 2021. «Se virem que há batota, a urna não sai. Isso para que a recontagem dos votos seja feita aqui mesmo», apelou.

BASTA, está a orientar o eleitorado a manter-se vigilante no dia das eleições. «Eu tenho muitas dúvidas que alguém vai conseguir maioria absoluta nessas eleições. Mas há quem fala em maioria absoluta, então pode ter batota para fazer», reforçou Delfim Neves.

O eleitorado é sensibilizado a acompanhar todo processo de votação. «Tem que ver toda gente que vai votar se é mesmo eleitor. Estão a comprar cartão de Arlindo, para Manuel ir votar no lugar de Arlindo. Temos que ter muita atenção», replicou.

BASTA quer que os eleitores sejam os fiscalizadores de todo o processo de votação. Se acontecer irregularidades promete que tudo vai parar.

«Desta vez nós não vamos permitir recontagem lá em baixo (na cidade, Comissão Eleitoral). Se não concordarmos com as actas e editais, aqui mesmo voltamos a abrir as urnas. Esta é a nossa exigência e já comunicamos isso a Comissão Eleitoral Nacional. Ou é tudo com transparência e lisura, ou então não há nada, paramos por aqui», pontuou Delfim Neves.

Embaixador Salvador Ramos, intervenção política no palco da campanha do BASTA ladeado por Delfim Neves

O embaixador Salvador Ramos, coordenador do Movimento BASTA, explicou para o eleitorado, a essência do Movimento que nasceu para mudar o paradigma político em São Tomé e Príncipe.

«Não queremos que haja discriminação entre os são-tomenses. Queremos paz, amizade e solidariedade entre todos os são-tomenses. Queremos pôr um BASTA a tudo que nos divide, que nos separa», precisou Salvador Ramos.

Movimento BASTA exige transparência nas eleições de 25 de setembro. Papá que veio, e filho da roça ingrato, foram contestados e rejeitados pelo Movimento.

Abel Veiga

5 Comments

5 Comments

  1. stp

    23 de Setembro de 2022 at 9:42

    “PAPÁ CHEGOU FOME ACABOU… Xêeeeeêêee, boooooraaaaaaaa, isso é q? são-tomense não passa fome, São Tomé e Príncipe não tem fome, isso é abuso, insulto, mentira. sinceramente, fala outra coisa, bandos de bandido, São Tomé e Príncipe não é associação de PT, esse gaju está abusar de algumas pessoas de São Tomé e Príncipe, esse país tem espaço para cultivar e a sobrar, nós aqui não passamos fome, ok, Patrice Trovoada, bandido, arrogante, mentiroso… (vem com outra política, vi nos dizer que este país pessoa passa fome, brincadeira tem hora, sinceramente. Poderias dize pobreza, mas qual país do mundo que não tem pobreza? Qual país do mundo que não tem analfabeto? Diz….

  2. Andorinha

    23 de Setembro de 2022 at 10:06

    Dlfim Neves é teimoso Papa chegou sim e povo esta feliz com papa Patrice.
    Vocês da nova maioria é que faz Patrice ser famoso e admirado pelo povo porque quando vocês estão no poder só rouba esquece do povo então povo não vos quer gatunos.

  3. Basta

    24 de Setembro de 2022 at 11:03

    Estão a procurar deputados para nova coligação? Sujo no rabo…

  4. Ainda Restam Dúvidas?

    24 de Setembro de 2022 at 12:16

    Esse senhor não tem vergonha na cara. S.Tomé tem fome sim. Damos graças a Búzio, mas uma pessoa come búzio todos os dias? Vocês da NM é que são ladrões, ingratos e gozaram com o povo sofredor de STP como disse o outro senhor. Esse Delfim já um bandido do caraças. Vosso tempo chegou ao fim. O que vocês têm do PT é Ciúmes, inveja. Gostariam ser como ele mas não conseguem, porque vocês são ladrões demais e povo deu conta que foram enganados por vós seus desgraçados, bandidos. Puseram o povo na miséria pra viverem vossas vidas. O homem que vocês tanto odeiam é que o povo quer. Já não restam dúvidas. Vossa maneira de governar com mentiras e corrupção fez o povo de STP, reparem bem e Príncipe, fizeram com que o povo apaixonasse por PT. Comparem, chegada de PT em São Tomé e Chegada ontem na ilha Irmã do Príncipe. Passeata pelo Mercado de Bôbo Forro na manhã de ontem, onde o Jorge nem pisou os pés. Que vergonha e Humilhação! Agora vem com promessa de Dez mil emprego. Onde estão as 20.000 casas que prometeram? Bandidos e Mentirosos.

  5. Célio Afonso

    24 de Setembro de 2022 at 14:23

    “Papá chegou, fome acabou” é passar um atestado de ignorância ao eleirorado soatomense. Isto é manipulação e demagogia. Coitado do povo saotomense!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

To Top