Economia

REINA está mais fortalecida para criar novos empreendedores

A incubadora central de São Tomé e Príncipe, foi inaugurada nesta semana. É mais um polo da REINA, a Rede Nacional das Incubadoras e Aceleradoras de Negócios.

A REINA resulta da parceria directa entre o Governo e os parceiros internacionais, com destaque para o PNUD.

Na cerimónia de inauguração da incubadora central, edifício anexo ao Palácio do Povo, a representante do PNUD Katarzyna Wawiernia, anunciou para os próximos dias a inauguração da incubadora da ilha do Príncipe.

Segundo o PNUD no ano 2019 São Tomé e Príncipe registou grande impulso de empreendedores. Mais de 3 mil pessoas manifestaram interesse em participar no projecto de empreende – jovem lançado pelo PNUD a favor do sector privado.  

Incubadora Central

«São programas em prol da juventude, das mulheres empreendedoras, do sector do turismo, do sector agro negócio», declarou a representante doPNUD.

650 pessoas já beneficiaram  do programa de empreende-jovem. Um programa que para além de estimular e patrocinar as oportunidades de negócios forma os beneficiários em gestão de negócios, estratégias de crescimento, subvenções para criação de negócios entre outras áreas.

Katarzyna Wawiernia, disse na ocasião que a incubadora central, é um espaço dinâmico, criactivo e de oportunidades.

O primeiro-ministro Jorge Bom Jesus que inaugurou o pólo de promoção de iniciativas empreendedoras, considerou que está criada a oportunidade para reabilitação e restauração das empresas.

Incubadora Central

«Penso que esta incubadora vai permitir a restauração da economia dos cidadãos, ajudar o governo a reabilitar as empresas, e esse espaço interactivo de ideias, de uso das tecnologias, vai nos permitir», precisou o Chefe do Governo.

Segundo o PNUD a partir do dia 17 de Março, quinta feira a incubadora central, vai oferecer ao público um conjunto de serviços :

1 – Apoio técnico individualizado a empresários e empreendedores, independentemente da fase em que o negócio ou a ideia de negócio se encontra. Este serviço inclui mentoria e acompanhamento no desenvolvimento e crescimento dos negócios, análise do negócio e planos de crescimento estratégico.

2 – Cursos e sessões de formação adaptados às necessidades dos empreendedores e empresários, que poderão ir desde o desenvolvimento de atitudes e capacidades para o empreendedorismo, o desenvolvimento de ideias de negócio, elaboração de planos de negócio até cursos mais avançados para empresas que queiram fortalecer as suas capacidades em áreas específicas do negócio.

3 –  Actividades de partilha de conhecimento e experiências, eventos e actividades de networking, que serão momentos para reunir membros do ecossistema empreendedor, promover práticas colaborativas e dinamizar a existência de sinergias.

Abel Veiga

2 Comments

2 Comments

  1. Antonio Martins

    28 de Março de 2022 at 0:00

    Grande oportunidade
    Foi o que disseram a nós atrás para investir em São Tomé na energia
    Afinal era tudo mentira e roubalheira bom povo
    Mas a classe política não presta salvo raras exceções
    A mim roubaram tudo
    Por isso não acredito em nada que esteja ligado ao setor público
    Quem quiser perder vá atrás da fantasia que em São Tomé tem futuro

  2. Marcio Neves

    12 de Abril de 2022 at 22:53

    Coisa maravilhosa isso! Sou Marcio Neves, Brasileiro, nacionalidade Portuguesa, formador, palestrante e escritor. Sou produto do empreendedorismo português e vivo hoje no Brasil com um projeto inovador no âmbito do conhecimento. Parabéns ao projeto Reina pelo trabalho belíssimo realizado.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

To Top