Sociedade

Cidadã portuguesa detida por suspeita de tráfico de crianças e outros crimes

Através de um mandado de busca e apreensão, 3 procuradores e 2 inspectores da Polícia de Investigação Criminal, estiveram activos esta terça – feira, na operação que terminou com a detenção da cidadã portuguesa Mafalda Horta.

O Téla Nón apurou junto ao ministério público que a detenção da cidadã portuguesa, resulta da investigação lançada há algumas semanas.

É suspeita de pertencer a uma rede de tráfico de crianças e práticas de outros crimes. Mafalda Horta, está sob custódia da polícia de investigação criminal e deverá ser conduzida aos tribunais nos próximos dias.

Na última semana a ordem dos advogados de São Tomé e Príncipe, através da sua representante Celiza Deus Lima, denunciou publicamente o envolvimento da cidadã portuguesa em processos de adopção extremamente célere de crianças são-tomenses, com destino a Europa. «Há em São Tomé uma cidadã portuguesa de nome Mafalda Velez Horta. Esta senhora faz-se passar por advogada, mas não está inscrita na ordem dos advogados, e ela tem feito grande parte dos processos de adopção internacional. Em São Tomé esta senhora é simplesmente o elemento de o elemento de referência para adopções internacionais», afirmou Celiza Deus Lima, num programa da TVS.

Segundo a representante da Ordem dos Advogados, pessoalmente foi contactada por um casal de espanhóis que «me contou coisas assustadoras sobre esta cidadã Mafalda Velez Horta», sublinhou.

A advogada Celiza Deus Lima, admitiu no programa da TVS que São Tomé e Príncipe pode estar na rota do tráfico internacional de crianças. A advogada reconheceu também que os processos de adopção de crianças envolvendo Mafalda Horta, seguem os trâmites legais, ou seja, passam pelos tribunais. Estranhou sim a forma célere como são tratados.

Por sua vez Mafalda Horta, foi a TVS e desmentiu a representante da Ordem dos Advogados. «Refuto e reitero a minha inocência contra todas essas calúnias. Enquanto jurista já ajudei em 3 casos de adopção, os quais depois poderei mostrar como é que as crianças eram e como é que estão», pontuou.

Segundo Mafalda Horta, as crianças foram acolhidas em Portugal pelos pais adoptivos. Explicou que algumas estão no norte de Portugal, e outras residem perto de Lisboa. Mafalda Horta agradeceu por outro lado, a colaboração que tem tido dos magistrados do ministério público e dos tribunais, em todo o processo de adopção internacional de crianças são-tomenses.

O caso terá complicado esta semana, com o ministério público a avançar com mandado de busca e apreensão. Mafalda Horta está detida e deverá ser presente aos tribunais nos próximos dias.

Abel Veiga

    23 comentários

23 comentários

  1. luisó

    21 de Dezembro de 2011 as 17:17

    Nos próximos dias?
    Caro Abel a cidadã ou cidadão detido tem que ser imperiosamente ser presente a Juíz de instrução até 48 horas após a detenção que determinará se ficará em prisão preventiva ou em liberdade a aguardar julgamento com termo de identidade e residência. Se assim não suceder haverá excesso de detenção e terá que ser libertada sem dó mem piedade e poderá até meter um processo crime contra o Estado por “habeas corpus”.

  2. HLN

    21 de Dezembro de 2011 as 19:01

    Que coisa, se veio para fazer bem seja bem vinda. Se veio para traficar meus irmãos santomenses de classes mais vuneraveis cadeia e expulsão do país não podemos compactuar com este crime nem sonhando.

  3. Paracetamol 500mg

    21 de Dezembro de 2011 as 21:06

    Que seja condenada e que cumpra a pena em stp e posterior expulsão.
    Espero que não haja luvas para corromper a justiça santomense.
    Prendam-na…

  4. rapaz de riboque

    21 de Dezembro de 2011 as 22:39

    pronto vai ser tema de comentários e opniões por ser portuguesa a senhora cometeu um crime pois que seje julgada mas não misturem agora as coisas em relação aos que não teem nada a haver com o assunto

  5. Mimi

    22 de Dezembro de 2011 as 8:57

    O que consegui apreender da entrevista da Dra. Celiza foi que a Ordem dos Advogados já havia denunciado às autoridades os atos suspeitos desta cidada. Por quê entao é que só depois da denúncia ter sido feita publicamente na comunicacao social vem também a detençao da suspeita? Terá esta prisao sido só para Inglês ver?

  6. truquim deçu

    22 de Dezembro de 2011 as 9:51

    Apelamos os do ministerio publico, assim como os mgistrados, que façam tudo com trasparencia, e não esqueçam de informar a população o resultado final deste firme.

    • Dote

      22 de Dezembro de 2011 as 11:29

      Reitero as palavras do “truquim deçu”, e acrescento algo que estamos a espera do resultado do assalto a mão armada no Banco Central…

      • PedroCkrles@yahoo.com

        22 de Dezembro de 2011 as 12:36

        O assunto esta resolvido. Os assaltantes foram apanhados em tempo record e estao cumprindo as penas que bem merecem na cadeia central.

        • luisó

          22 de Dezembro de 2011 as 15:30

          Já agora pode-se saber quais foram as penas?

  7. luisó

    22 de Dezembro de 2011 as 12:17

    Acredito que todas as crianças têm direito a uma vida melhor, em STP ou noutro lugar qualquer do mundo, onde tenham todas as condições para se desenvolver e crescer como homens ou mulheres e daí que as adopções possam ser uma mais valia para essas crianças.
    Agora fazer disso um negócio…
    Se se comprovar que houve negócio nas alegadas adopções então a senhora que seja julgada como deve ser e aplicada a lei para estes casos e que sirva de exemplo para outros possíveis casos.

  8. Joao Batepa

    22 de Dezembro de 2011 as 14:32

    Esta senhora deve ser enforcada casa venha a ser provado que ela participou nisto.

    O Santomense Pintacabra foi morto a purada por roubar e pintar cabras, se esta senhora trafica crianças inocentes ele deve ir para forca.

    • Valentim Cravid

      23 de Dezembro de 2011 as 7:36

      ????????????

  9. João Bosco Menezes de Pinho

    22 de Dezembro de 2011 as 15:59

    Ela deve ter comprado os nossos Juizes eles tamb+em devem ser penalizads São Tomé fi sempre assim. Há um grupo de pretalhadas que se associam aos pulas para fazer mal aos nativos estou cansado disso. Pauladas para todos eles.

    • luisó

      23 de Dezembro de 2011 as 0:58

      Pretalhadas?
      credo você é santomense?

  10. MÉ SOLO

    22 de Dezembro de 2011 as 17:00

    A Drª Celisa só fez bem tornar público este assunto e o Ministério Público, mas vale tarde que nunca.

    O que me deixou um pouco intigrado é o facto de a dado momento a Drª Celisa ter dito que pais q da seu filho para ser adotado é porque gostam deste filho. SERÁ?

    O Tempo trás mudanças, mas este tipo coisas nunca se viu em STP, muitos de nós fomos educados com grande sacrifício dos nossos pais, vendendo carroço, cola, jaca,safú,manga,lenha,banana, lenha, azeite, etc, etc mas nunca negociavam os seus filhos, prefiriam tê-los todos aos seus pés, muitas das vezes compartilhando o mesmo quarto e dormindo na esteira.

    Muitos pais,davam sim os seus filhos para serem educados com padrinhos, padrinhas ou parentes mais próximos mas nunca encontravam alternativas para seus filhos através desta prática.

    Por esta razão as minha reserva.

  11. MÉ SOLO

    22 de Dezembro de 2011 as 17:01

    currijo, as minhas reservas em vez de as minha reserva.

  12. rapaz de riboque

    22 de Dezembro de 2011 as 19:12

    senhor joão batepa realmente a senhora cometeu um crime e deve ser julgada e punida mediante a lei em vigor, mas pedir enfocamento acho um exagero o senhor já viu nesta ordem de ideia quantos enforcamentos havia nesta terra? o tal advogado que mandou balear o pobre caboverdiano por causa de duas pinhas de banana também devia ser enforcado ou não? o tal sujeito que matou uma criança ano passado em agua arroz também devia ser enforcado? os curuptos que tem-nos tirado tudo para encherem as suas contas bancarias não deviam ser enforcados? os pedófilos da classe alta que andam por ai não deviam ser enforcados? para não dizer mais. Traficar crianças não esta senhora deve ser punida mas para algumas crianças da nossa terra uma adoção legar pode valer uma vida porque muitas cá servem de escravos e são exploradas sexualmente o que ninguém fala senhor joão tenha calma não exagere se existe justiça esperemos por ela um santo natal a todos.

  13. Digno de Respeito

    22 de Dezembro de 2011 as 20:12

    Bem visto senhor Rapaz do Riboque. Realmente , nessa condição seria a triplicar o numero de punição por essa via. Pois, nunca exagerar.

  14. Barão de Água Izé

    22 de Dezembro de 2011 as 20:32

    Cuidado com os boatos! Talvez…Dizem…Não será… Olha que… Parece que… Suspeito que… Deixem a justiça funcionar e que ela seja rápida, justa e transparente quer para Nacionais quer para estrangeiros.

  15. luisó

    23 de Dezembro de 2011 as 1:02

    já queriam matá-la com enforcamento e à paulada…
    afinal o tribunal soltou-a por falta de provas e sem fundamentos para acusação…
    Não é uma vergonha?
    tanta papagaio e não sabem do que falam…

  16. rapaz de riboque

    23 de Dezembro de 2011 as 10:20

    esta terra é uma terra de gente sem noção daquilo que pensão e dizem gostão muito de aparecer e dar opniões sem fundamento vaiam trabalhar os terrenos que estão abandonados para sairmos da miséria de deixemos os assuntos que não nos diz respeito falar não custa. eu sei de que a mães cá que são capazes de dar os filhos para ve-los fora desta miséria

  17. VALTER MONTEIRO

    23 de Dezembro de 2011 as 20:32

    rapaz de riboque eu estou do teu lado.

  18. pinta cabra

    31 de Dezembro de 2011 as 23:26

    tudo mentira também só eu é que roubava cabras mataram-me mas os ladrões dos dobras continuam

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo