Destaques

Taiwan deu a STP o mais moderno banco de urgências da sua história

“Parceiro exemplar e de grande utilidade para o país”. É assim que o Primeiro-ministro Gabriel Costa definiu a cooperação com Taiwan, quando reinaugurou na semana passada o Banco de Urgências do hospital Ayres de Menezes.

Nunca antes São Tomé e Príncipe teve uma unidade sanitária tão moderna. Composta por duas salas de cirurgia, uma farmácia, um laboratório de análises clínicas, salas de rx e ecografia, e foi instalada pela primeira vez no sistema nacional de saúde são-tomense, uma unidade de Tomografia Axial Computadorizada (TAC).

O Director Geral do Hospital Ayres de Menezes, confirmou a diferença que a cooperação taiwanesa, produziu no sistema nacional de saúde, através da modernização do banco de urgências do hospital Ayres de Menezes. «Com novas estruturas jamais antes tidas, com novos serviços imprescindíveis», referiu José Luís.

O Primeiro-ministro Gabriel Costa que inaugurou o novo banco de urgências, destacou a sua importância na melhoria do atendimento a população, através de novos meios de diagnósticos, nunca antes utilizados no país. «Representa sem dúvidas um ganho ao nível do sistema nacional de Saúde», pontuou o Chefe do Governo.

Jack Chen, embaixador de Taiwan em São Tomé e Príncipe, prometeu empenho do seu país em continuar a cooperar com São Tomé e Príncipe. «Este centro desempenha um papel importante para os utentes que recorrem a este serviço. Por isso, governo da China – Taiwan e o Governo de São Tomé e Príncipe, comprometeram-se no projecto de reabilitação do banco de urgência», declarou o diplomata de Taiwan.

O projecto de reabilitação e modernização do Banco de Urgências de São Tomé e Príncipe, foi criado e lançado pelo Governo de Patrice Trovoada. Foram necessários 3,5 milhões de dólares, financiados exclusivamente por Taiwan, para dar ao povo de São Tomé e Príncipe, um banco de urgências equipado com os mais modernos equipamentos de diagnóstico e tratamento.

O banco de urgências de São Tomé e Príncipe, atende mais de 37 mil doentes por ano.

Abel Veiga

    20 comentários

20 comentários

  1. Nem Mais

    30 de Junho de 2014 as 12:22

    Muito bom, agora é fazer manutenção e abastecimento deste espaço, porque não basta só ter….é necessário dar-lhe vida, porque afinal de conta é um banco de urgência!

  2. Homem Honesto

    30 de Junho de 2014 as 16:10

    Todos os intervenientes que estiveram na reinauguração viram que o banco de urgência é topo de gama.
    Mas esqueceram de elogiar o Patrice Trovoada que teve esta iniciativa quando era o 1º. ministro.
    Pergunto, O quê que o Gabriel irá fazer para o próximo governo inaugurar e que trará benefício e modernização ao País.
    Quem sabe, sabe. Quem tem gosto, tem. Quem conhece coisa fina, conhece.

  3. arroz podre

    30 de Junho de 2014 as 16:22

    Isto é que faz a diferença entre o ADI e os da troica.
    O povo faz esta leitura com ações que o ADI e Patrice Trovoada tem feito.
    Se nos deixa-se terminar o nosso mandato, São Tomé e Príncipe estaria uma maravilha.

  4. Saudoso Francisca

    30 de Junho de 2014 as 17:34

    O Senhor Gabriel encontrou a papa feita, mesmo assim não teve a humildade de convidar a ex-Ministra da Saúde ou outra personalidade do XIV governo para a reinauguração.

  5. mente purra

    30 de Junho de 2014 as 18:01

    Quei muito obrigado Tainwan ,olha caro amigo e por causa de pessoas como tu e que esse pais esá como esta paralem de papa fria tambem queres que te lavão a colher a boca , fica tu a saber que nenhun pais ten obrigacão de nada a outro ,levanta mão e agradece a,Deus selhor sangue suga .

  6. Dia

    1 de Julho de 2014 as 7:33

    Quando o povo elege um partido para governar ele tem que fazer coisas que realmente são necessários ao país, como este caso.
    Um gorno que vai a comunidade lançar 1ª pedra para reabilitação de estradas como temos vindo a observar.

  7. Antonio Costa Carlos

    1 de Julho de 2014 as 8:20

    Na verdade isto parece ser uma marca da ADI mas não é. na verdade o governo da ADI deu impulso ao projecto que era uma solicitação do então Presidente Fradique de Menezes. Aliás era intensão do ex-presidente da república a construção de raiz de um hospital de referencia, o que não foi possivel porque o governo de rafael Branco andou a criar mil e uma tranfurias e o processo morreu. Veio o Governo da ADI e sim senhor tentou fazer emergir o projecto e ao menos consegiu esse banco de urgencia. Muito bem e como disse alguém agora tratando-se de um ganho para todos os santomenses todos devem se por em acordo para garantir a sua longividade.

  8. António Silva

    1 de Julho de 2014 as 9:30

    Tudo bem e esta obra é de enaltecer. O país precisa e muito de ter uma coisa assim, mas nesta altura merecemos ter e continuo a bater na mesma tecla, ter uma unidade de saúde melhor. Seria melhor pensarmos num hospital novo e bem apetrechado.Houve modernização do banco de urgências do hospital. No fundo tratou-se da sala de visita da casa. E os quartos,a sala de jantar,os WCs a cozinha e a despensa? Dignificam uma sala de visita deste calibre?
    Antes isto do que nada.
    Outra mentalidade retrógrada que temos e achar que foi o partido A,B,C que fez isto ou aquilo. É por estas e outras que faz o país não avançar. Ninguém ou nenhum partido gosta de dar continuidade ao trabalho iniciado pelo outro.

  9. zito

    1 de Julho de 2014 as 10:34

    Deus ajuda a todos que nos ajudam, sobretudo para questão como esta (saúde),que curiosamente estamos a ser muito e muito bem servidos e atendidos ,por este parceiro ( China Taiwan) como exemplo é só ver-mos a situação que vivíamos relativo a paludismo anteriormente e como é que estamos tão aliviados desta maligna doença nestes últimos tempos . Mas não quer com isso dizer que noutras áreas também não estamos a ser servidos, com é o caso da energia elétrica, cuja a maior nossa central de Santo Amaro foi financiado por este parceiro estratégico e muitos outros projetos que se pode encontrar por todo lado do nosso país, enfim … Assim sendo só tenho a exprimir o meu sentimento de aprecio e agradecimento por tudo quanto tem vindo a fazer para este povo tão humilde e pobre e que esse agradecimento é extensivo a todos quanto veem dando seus contributos neste sentido. Mas é verdade também que já chegou o momento de identificar-mos o que mais precisamos para o desenvolvimento sustentado de S.T.P e submeter aos nossos parceiros,para ajudar-nos realizar e assim os pequenos projetos tais como Balneários públicos, fontenários nas estradas ,pequenos mercados nas estradas, reparação de casas comboios nas roças,enfim um conjunto de acções que podemos muito bem realizar através de nossos meios financeiros, isto é fazer melhor aplicação dos nossos rendimentos de OGE, isto é que podéssimos virar nossos olhos e encontrar alguma obra estruturante que tivesse sido feita com aplicação dos tais nove milhões de dobras, que já entrou no em S.T.P, anunciados pela diretora da Agencia dos Petróleos D. Cristina Dias, ultimamente.

  10. Peixe frito

    1 de Julho de 2014 as 13:27

    Com 40 anos de independencia nunca conseguimos fazer isto por nossa iniciativa e com nossos meios e nao foi por falta de verba.
    Foi preciso Taiwan fazer isto assim vamos nos sempre de mao estendida.

  11. Sama Bobô

    1 de Julho de 2014 as 15:03

    TAIWAN!! Mesmo assim o Presidente da República para denegrir, prefere a CHINA POPULAR.

  12. fodebudo

    1 de Julho de 2014 as 17:20

    So com ajudas…. tudo por causa de orgollho e de abuso de poder .
    espero bem o nosso gorverno tenha as condicois para manter esses equipamento .

  13. vio

    1 de Julho de 2014 as 23:28

    so vivem de esmola e nem sabem aprovitar

    • vio

      1 de Julho de 2014 as 23:29

      aproveitar

  14. ki

    2 de Julho de 2014 as 11:37

    Não interessa as opiniões negativas importante é olharmos para o futuro as pessoas não sabem fazer elogios

  15. de Ceita

    2 de Julho de 2014 as 14:20

    Inauguram o edifício com pompa e circunstância, mais como pau torto morre torto, uma urgência hospitalar sem água? Porquê que tudo que se constrói neste país tem imperfeições?

  16. PIDO MAMON

    2 de Julho de 2014 as 16:42

    A falta de humildade e de reconhecimento é um defeito que envergonha qualquer indivíduo enquanto pessoa humana. O que custava ao Gabriel Costa referir-se ao 14º governo na pessoa do ex 1º ministro Patrice Trovoada como expoente máximo desta conquista que hoje é uma realidade e algo que se inscreve como a melhor conquista no domínio da saúde nos últimos 40 anos.? Não quero com isso dizer que não tenha sido obrigação do Patrice Trovoada enquanto 1º ministro de fazer nada mais do que a sua obrigação. No entanto é por mérito que num país onde os dirigentes passam o tempo a tratar da sua vida, a fazer negócios de arroz e mais e mais, surgindo um qualquer que faça a diferença deve naturalmente ser diferenciado!

  17. pascoal de carvalho

    2 de Julho de 2014 as 18:36

    ufa, finalmente uma boa nova em stp. enfim é imperial a sua preservação e manutenção.

  18. Addon Tiny da Cruz

    9 de Julho de 2014 as 15:28

    Meus senhores essa coisa de dizer que tal partido ou personalidade é que fez tal projecto ou obras,para mim isto naõ tem relevancia seja de quem for iniciativa é sempre de lovar. Mais querer da protagonismo a este ou aquele por ser mentor do projecto para criação de obras sociais não é muito elegante,Se não pergunto eu. Que papel tem a classe dos dirigentes de um país? É justamente para criar o bem estar para o país,logo quem teve a iniciativa não estaria a fazer nada mais do que o seu dever e não favor,porque ele gosa de certas regalias e bom salario de estado para sentar e criar coisas beneficas para o povo, então não justificaria o povo confiar na pessoa dele quando ele faz o juramento no palacio do povo em nome do povo. É isto que povo quer como digo sempre não interressa quem teve a ideia nem quem vai inagurar porque não é coisa sua nem tão pouco é o seu dinheiro a fazer tais obras. O premodial aqui é obra feita para melhoria de vida das pessoas.

  19. Vargas Cardoso

    26 de Setembro de 2014 as 10:58

    Muito bem, boas notícias para aqueles que realmente precisam de recorrer a este serviço de saúde.
    Agora é necessário estimar e manter esta dádiva por muito tempo, com profissionais experientes, para que isto não seja só para funcionar meia dúzia de dias, e vimos mais tarde dizer que nada funciona.
    É preciso cuidar e valorizar aquilo que nos é dado ou ofertado, uma vez que o país até então não consegue obter certos e determinados serviços e infraestruturas pelos meios próprios, e pelo facto de o país contar com alguns dirigentes que só sabem governar em seu proveito próprio, e não em prol do bem estar do país e do seu povo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo