Sociedade

Guiné-Equatorial entre os novos membros do Conselho de Segurança

2018 começa com Cazaquistão na presidência do órgão no mês de janeiro, além de cinco países que passam a ocupar assentos não-permanentes pelos próximos dois anos: Côte d’Ivoire; Guiné-Equatorial; Kuwait; Peru e Polônia.

Sessão do Conselho de Segurança. Foto: ONU/Rick Bajornas

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.

O Cazaquistão ocupa a presidência do Conselho de Segurança neste mês de janeiro e o ano começa com cinco novos países ocupando assentos não-permanentes no órgão.

Um deles é a Guiné-Equatorial, país africano que tem a língua portuguesa entre os idiomas oficiais, além de ser membro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp.

Mandatos

De acordo com a página do Conselho de Segurança, outras nações que passam, a partir desta terça-feira, a ocupar uma cadeira no Conselho pelos próximos dois anos são: Côte d’Ivoire (também conhecida como Costa do Marfim); Kuwait, Peru e Polônia.

O Conselho de Segurança é formado por 15 países-membros, sendo cinco permanentes e com o poder de vetar resoluções: China, Estados Unidos, França, Reino Unido e Rússia.

Outros cinco países já integram o órgão desde o ano passado e vão cumprir mandato até dezembro: Bolívia, Etiópia, Cazaquistão, Holanda e Suécia.

A primeira sessão do ano do Conselho de Segurança ocorreu nesta terça-feira, uma sessão a portas fechadas onde os países-membros decidiram o programa de trabalho para o mês de janeiro.

Notícias relacionadas:

Debate sobre reforma do Conselho de Segurança completará 25 anos

Conselho de Segurança impõe novas sanções à Coreia do Norte

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo