Sociedade

ISEC vai formar professores em São Tomé e preparar profissionais da indústria do petróleo

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra – ISEC vai formar professores da Universidade de São Tomé e Príncipe – USTP, dando-lhes formação avançada em áreas de engenharia, no âmbito de um protocolo de cooperação assinado ontem em São Tomé e Príncipe. O ISEC vai também capacitar profissionais para a indústria do petróleo, em parceria com a Universidade e a Agência Nacional do Petróleo de São Tomé e Príncipe.  Está previsto para 2021 o inicio de atividades de prospeção petrolífera nas águas territoriais de São Tomé, pelo que haverá oportunidades de trabalho para alguma mão-de-obra local.
As primeiras formações serão na área de engenharia mecânica, mais especificamente nos processos de ligação de materiais. 
 
A área de engenharia informática é uma das que tem mais procura em São Tomé, seguida da engenharia mecânica. “O ISEC está profundamente empenhado na transmissão de conhecimento nas diferentes áreas de engenharia em que é especialista, o que contribuirá, decerto, para desenvolver São Tomé e Príncipe a nível tecnológico e criar mais riqueza no país”, afirma Mário Velindro. 
“O ISEC irá transmitir aos docentes e investigadores de São Tomé o seu novo modelo de ensino da engenharia: um ensino mais digital, menos passivo, mais dedicado à experimentação e à inovação, com maior estímulo à criatividade. A investigação deverá ser feita de uma forma mais interativa, em parceria com as empresas”, acrescentou. 

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra – ISEC vai dar formação avançada a professores da Universidade de São Tomé e Príncipe – USTP nas áreas das engenharias Civil, Eletrónica, Mecânica e Informática : as ações de formação irão iniciar-se já em outubro, estando prevista a sua realização tanto em Coimbra como em São Tomé. Para além dos projetos de formação para professores, a parceria entre estas duas instituições irá também dar origem a formações específicas para profissionais da indústria do petróleo em São Tomé e Príncipe.

A parceria foi formalizada no dia 23 de Julho, através da assinatura de um protocolo de cooperação entre o ISEC e a Universidade de São Tomé e Príncipe – USTP. Tendo como signatários Mário Velindro, presidente do ISEC, e Peregrino Costa Sacramento, reitor da Universidade de São Tomé e Príncipe, o protocolo tem como objetivo “desenvolver uma ampla e eficaz colaboração em temas de interesse comum, tendo como particular enfoque o processo de transmissão de conhecimento em matérias da competência de ambas as partes”. Para atingir esses objetivos, o ISEC e a universidade são-tomense irão organizar simpósios, conferências e workshops – para além de ações de formação a estudantes, professores, investigadores e profissionais da indústria. “Programas relacionados com a investigação e o desenvolvimento” estão também previstos no protocolo.

A Universidade de São Tomé e Príncipe e a sua Faculdade de Ciências e Tecnologia têm boas condições, tanto para ensinar, como para iniciar alguns projetos de investigação”, defendeu Mário Velindro. “A intervenção do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra será, em primeiro lugar, de contribuir para a qualificação do corpo docente, orientando a conclusão de mestrados que já estão iniciados e que já têm algum trabalho de campo”. detalhou.

A área de engenharia informática é uma das que tem mais procura em São Tomé, seguida da engenharia mecânica. “O ISEC irá transmitir aos docentes e investigadores de São Tomé o seu novo modelo de ensino da engenharia: um ensino mais digital, menos passivo, mais dedicado à experimentação e à inovação, com maior estímulo à criatividade. A investigação deverá ser feita de uma forma mais interativa, em parceria com as empresas” precisou.

Ensinar programação informática às crianças são-tomenses

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra, em conjunto com a USTP, irá também preparar um plano de formação especializado para os técnicos da indústria petrolífera, formação essa que será dada de acordo com os programas de formação da Agência Nacional do Petróleo de São Tomé e Príncipe, o órgão público regulador e de promoção das atividades da indústria do petróleo e gás no país. Está previsto para 2021 o início de atividades de prospeção petrolífera nas águas territoriais de São Tomé, pelo que haverá oportunidades de trabalho para alguma mão-de-obra local. As primeiras formações serão na área de engenharia mecânica, mais especificamente nos processos de ligação de materiais (técnicas de soldadura).

No âmbito do protocolo de cooperação vai ser também implementado um programa de iniciação à informática, que preparará alunos do ensino básico a criar conceitos matemáticos e computacionais básicos através da linguagem de programação “Scratch”. Numa primeira fase, este programa irá envolver cerca de 500 crianças.

Esta é, para o presidente do ISEC, uma ação com um enorme potencial para o país: “Há muitos jovens em São Tomé e Príncipe, os quais precisam de ser direcionados para formação em áreas profissionais com procura no mercado global”, afirma Mário Velindro. “O ISEC vai ajudar a USTP a passar essas competências digitais aos mais novos desde muito cedo, envolvendo nessa aposta toda a sua comunidade académica.”

Fonte : ISEC

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo