Sociedade

Contas recentes sobre a penetração do vírus “SARS-CoV-2” em STP

A Directora dos Cuidados de Saúde de São Tomé e Príncipe, Feliciana Sousa Pontes, anunciou na terça – feira que em 24 horas, foram realizados 10 testes rápidos a pacientes que estavam a ser acompanhados no Hospital Ayres de Menezes.

Testes que resultaram em 3 casos positivos para Covid-19 e 7 negativos. Segundo a Directora dos Cuidados de Saúde, o número de casos diagnosticados através dos testes rápidos importados pelo Governo, subiu assim de 4 até o último fim de semana, para 7 no total.

O sistema nacional de saúde, garantiu que em consequência dos casos registados nos últimos dias com base em testes rápidos, pelo menos 67 contactos de tais pessoas diagnosticadas com a Covid-19, estão a ser seguidos pelo pessoal clínico.

Médica de profissão, Feliciana Sousa Pontes, garantiu que até agora não há registo de mortes em São Tomé e Príncipe por causa da Covid-19.

Abel Veiga

    6 comentários

6 comentários

  1. Fuba cu bixo

    29 de Abril de 2020 as 1:20

    Nos outros países o confinamento e proibição de circular é dia e noite mas em S.tomé o nosso Covid-19 só contamina anoite a partir das 19horas quer dizer que estamos perante um corona-vírus Vampiro é morcego.

  2. Ralph

    29 de Abril de 2020 as 7:54

    Parece que o vírus está instalado na comunidade. Ficam cada vez mais importantes as medidas de isolamento social, além de administrar tantos testes possíveis e rastrear os contactos de cada pessoa confirmada como positiva ao COVID-19.

  3. Maria Alberta

    29 de Abril de 2020 as 8:43

    Segui a noticia ontem e disseram que agora existe 11 casos e quatro dos quais foram curados.
    Para melhor esclarecimento da situação e poder tranquilizar a população deviam dizer qual o produto ou medicamento que curaram aqueles 4 casos com ele. Será que foi com a cloroquina? Foi com quinino? foi com cacharamba?
    O Povo tem direito a saber com que tipo de tratamento as autoridades estão a praticar para curar os doentes. Só assim pode-se acreditar que foram mesmo curado ou se estão a divertir com o povo.
    Pude assistir no Hospital Dr. Aires de Menezes, dois indivíduos que estavam hospitalizados com COVID 19 a circularem a vontade entre o local de internamento até a sala de raios x para fazerem raios x. Estavam os dois sozinhos a caminharem e a conversarem juntos e o profissional de saúde que estava a falar comigo, apenas comentou o seguinte: Este nosso país é especial.
    Penso que a falta de responsabilidade no sector de saúde ultrapassou os limites.
    Não é de se aceitar. Se quisessem fazer raios x eles deviam estar acompanhados de profissionais de saúde e em condições de segurança.
    Mesmo assim, depois de fazerem o raio x, outras pessoas inocentes vão também fazer os mesmo exame no mesmo local e estamos a espalhar a doença por todos.
    Outra questão. O Banco Mundial, FMI e outros parceiros estão a dar dinheiro para a luta contra COVID 19. O Governo não tem um plano para a utilização deste dinheiro. Deveriam é reforçar a capacidade dos serviços de saúde, nomeadamente na aquisição de novos aparelhos de análise e de laboratórios, reabilitação de alguns edifícios que mais parecem casas de comboio nas roças, em vez de proporem comprar mais viaturas e mais computadores como têm estado a propor.
    Senhores membros do Governo. Não basta tapar o sol com a pineira. Não basta vir todos os dias dizer que prenderam 80 e 100 pessoas e levaram para ministério público. Estas pessoas não estão a cumprir com as medidas do governo, porque não estão a tomar a sério as coisas que o governo tem feito. Deixar as pessoas acumuladas uma em cima de outra durante todo o dia em todas as parte do país e depois andarem na caça das pessoas a partir das 19 horas. Parece não fazer sentido, pois os vírus circulam tanto de dia como de noite.
    Por isso o governo devia aproveitar as ajudas que têm estado a receber para produzir 200 ou 300 mil máscaras e distribuir para toda a população e obrigar a população a utilizar as mascaras. Isto iria promover aos costureiros e costureiras nacionais a ganharem algum dinheiro e também contribuir para proteger a população.
    Basta já de blá blá blá.
    O Povo está cançado de blá blá e blá
    MA

  4. Pedro Costa

    29 de Abril de 2020 as 11:09

    É preocupante.
    Por este andar e dá forma como as pessoas vivem e encaram este problema vai ser muito difícil não haver multiplicação dos casos.
    Esta falta de educação generalizada, o não saber lidar com as coisas, inclusive um ou outro médico que nem sequer sabe passar a mensagem para educar a população ignorante infelizmente, espero que não venha a ser um caos neste país.

  5. Vanplega

    29 de Abril de 2020 as 11:28

    Contas recentes digo eu.

    Aonde parar milhoes doados pela OMS, para compras de materiais para covid-19?

    O governo que explique? So andam de agua boca so

  6. marlene

    29 de Abril de 2020 as 13:25

    a minha dúvida é: o que significa estão a ser seguidas? ficaram om o nº de telefone e as pessoas continuam circulando por aí? estão em quarentena profilática? como as autoridades garantem que estão a cumprir um eventual isolamento social? Cada informação do governo só traz mais dúvidas. Enfim

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo