Sociedade

Covid-19 diagnosticado apenas por testes rápidos saltou de 7 para 10 em São Tomé

Nas últimas 24 horas o número de casos da Covid-19, saltou de 7 para 10. Feliciana Sousa Pontes, directora dos cuidados de saúde de São Tomé e Príncipe, fez o balanço do comportamento da doença a luz dos testes rápidos recentemente importados pelo Governo.

«Destes 10 pacientes, 8 encontram-se internados no serviço de sintomáticos respiratórios, e dois encontram-se no isolamento domiciliar», explicou a Directora dos Cuidados de Saúde.

A chegada pela primeira vez a São Tomé, dos testes rápidos para diagnóstico da Covid -19 provocou uma explosão de casos da doença no país. Em apenas uma semana, o país que não tinha qualquer meio de diagnóstico da doença, testou cerca de 20 pessoas, e registou 10 casos positivos.

«Temos 4 pacientes suspeitos no serviço de sintomático respiratório…Serão rastreados ainda esta tarde», acrescentou a Directora dos Cuidados de Saúde na sua comunicação de quarta – feira.

Segundo ainda Feliciana Sousa Pontes, pelo menos 67 pessoas identificadas como sendo contactos dos doentes estão a ser seguidas pelo sistema nacional de saúde.

A ilha do Príncipe é a única região do país que até agora continua livre da Covid-19. «Na região autónoma do Príncipe neste momento não temos qualquer sinal de Covid. Falei com o delegado de saúde no Príncipe, que me disse que não há, nem suspeitos nem qualquer caso de Covid na região autónoma até a presente data», pontuou a Directora dos Cuidados de Saúde.

A Direcção dos Cuidados de Saúde anunciou que está a realizar neste momento, uma colheita massiva de amostras, que serão enviadas esta quinta-feira para realização de testes no laboratório de referência no Gana.

Abel Veiga

    6 comentários

6 comentários

  1. Ralph

    30 de Abril de 2020 as 7:13

    Estou receoso pela situação que São Tomé e Príncipe poderia estar prestes a encarar. Como se tem sido visto em volta do mundo, o coronavírus espalha-se a um ritmo assustador e coloca os sistemas de saúde de até os países mais ricos sob enorme pressão. Agora é a hora para fazer todos os esforços para assegurar que a sociedade pratique o isolamento social e que, também, as autoridades rastreiem e testem todos os contactos das pessoas confirmadas como positivas.

  2. Cantina Amarela

    30 de Abril de 2020 as 12:04

    Somos mesmo desorganizados. Quem sabe trabalhar e tem conhecimento e maturidade técnica e científica, é relegado para invisibilidade. Está prática é transversal a todas áreas de actividades em S.Tomé e Príncipe. Pois, é contraproducente o país estar a gastar recursos financeiros com formação de quadros, e depois preferir trabalhar com “gente” desqualificada…isto está tudo ao contrário. Prova disso, é vacuidade dos briefings diários do ministério ou melhor “mistério” da saúde . Às pessoas especializaram-se em fazer briefings de marcas de carros e telemóveis etc…uma vergonha!

  3. Vanplega

    30 de Abril de 2020 as 19:26

    As coisas estao a complica. Ja houve um morto e 14 infectado, que autoridades diz. Pode ser muitos mais.

    Eles( politicos) brincaram, agora vai sair-nos muito cara.

    Ainda bem, que Europa, tem portas fechadas. Nao da para esses macabros politicos fugirem. Vao pagar caro. De certeza que esses politicos, eram amigos do outros que morreu da Camara de Cantagalo.

    Se voces pensam que safam, estao enganados.

    Senhores politicos, pratiquem o bem, Sao Tome e Principe e de todos nos.

    Aja covid-19

  4. Coronavirus

    30 de Abril de 2020 as 20:44

    Olha lá… Vocês não tem fronteiras fechadas?
    O coronavirus vem de Portugal,é fazerem o test obrigatório a todos os Portugueses de Portugal dentro de São Tomé and Principe, a tendência de mudança de cor ficar vermelho a informação é temperatura alta e tendo temperatura alta tem coronavirus,e os sintomas é febre e alta temperatura,e tendo alta temperatura a sua cor muda.

    Se fecharam as fronteiras não existe motivo para tal,é controlarem a temperatura de toda a gente,e espero que não confundem coronavirus com o palodismo,morrer de palodismo é uma coisa não é informar que morreu de coronavirus, eu coronavirus assim fico preocupado,eu e palodismo temos os mesmos sintomas,temperatura alta e tosses,agora eu coronavirus que sou o culpado???

  5. Como será

    5 de Maio de 2020 as 20:20

    Acho que o senhor coronavirus esta brincar um pouco com coisa seria, este nao é o momento para humores. Da a sua contribuicao duma forma mais responsavel.

  6. Coronavirus

    8 de Maio de 2020 as 12:36

    Eu coronavirus ando a brincar? E queres tu momentos sem sentido de humor?
    Na doença deves ter sentido de humor para animar a pessoa em causa,mesmo sabendo tu que a pessoa vai morrer deves ter sentido de humor,e quem sabe com a alegria e o sorriso na sua cara a pessoa fica contente e passa a sorrir… E esquece por alguns momento o que está a sofrer.
    E essa psicologia se aprende na escola fora de África.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo