Sociedade

Petrolíferas avançam com dinheiro e com produtos de limpeza para STP vencer Covid-19

As companhias petrolíferas que estão a operar nos diversos blocos de petróleo da Zona Económica Exclusiva de São Tomé e Príncipe, responderam ao apelo lançado pelo Governo no sentido de financiar as diferentes acções de luta contra o novo coronavírus na ilha de São Tomé.

Olegário Tiny, Director Executivo da Agência Nacional de Petróleo, anunciou que as companhias petrolíferas BP, Shell e Total já contribuíram em conjunto com mais de 500 mil dólares. O valor será colocado a disposição do Governo para financiar as acções de prevenção e controlo da doença.

A petrolífera portuguesa GALP, e a sua parceira no bloco 12 a Equator Exploration também já avançaram com um donativo em produtos de limpeza, para combater a Covid 19 na ilha de São Tomé. São 4 mil litros de lixívia e 700 barras de sabão azul.

Abel veiga

    9 comentários

9 comentários

  1. Seabra

    3 de Maio de 2020 as 23:42

    Bravo a ZONA ECONÔMICA PETROLÍFERA de STP…é de louvar este gesto pois que o país bem precisa.
    A propósito deste da zona petrolífera de STP, trouxe-me à memória que o economista mestiço Jorge Pereira dos Santos, foi um dos altos funcionários nesta cooperação , em Abuja (Nigéria ),provávelmente que voltaria a poder dar o seu contributo se não tivesse sido assassinado bárbaramente há 2 anos ( 3/6/2018), no seu domicílio em ST,num GUET-APENS onde participou a empregada da casa dele , Marlene, uns tantos outros criminosos conhecidos na praça de STP. Até a data presente, a PJ nada fez para fazer avançar este dossiê…tudo está parado, que até surgem -nos certas questões do PORQUÊ de bloquear este caso crime, ora que se conhecem os participantes (ainda livres)deste horrível ATO. Outros crimes que foram cometidos há apenas 2 meses ( ex.o da malograda portuguesa Catarina ),e já os criminosos foram presos e talvez mesmo, já julgados ou então à espera do julgamento.
    Houve, no entanto , muitos RUMORES sobre o atraso da resolução deste dossiê atribuído ao governo ditador do Patrice Trovoada ( à esclarecer ). E agora ? O que é que impede que o procêsso ou seja que o inquérito deste crime não tenha uma continuidade para que justiça se faça. Atualmente, quem é que se sente compremetido neste dossiê criminoso, a PJ, um parente de um dos assassinos que trabalha junto da justiça sãotomense ? Temos que DESVENDAR este MISTÉRIO que já começa a tomar uma outra dimensão e possibilidade de RESOLUÇÃO por nós os amigos e parentes. Até um animal nosso que aparece morto , MASSACRADO queremos saber quem foi o criminoso. BASTA de SEGREDO desta ATROCIDADE…já lá vão 2 anos.
    QUEREMOS JUSTIÇA URGENTE !!! 👮

    • Anonimo

      4 de Maio de 2020 as 14:33

      Que gesto caríssima(o)?

      Estão a pagar a migalha que foi estabelecida no âmbito dos compromissos de responsabilidade social das empresas para o Bloco 12 da Zona Económica Exclusiva (ZEE) de São Tomé e Príncipe.

      Pelo que não se trata de nenhuma oferta, se não fosse nestes moldes seria em outros.

      Relativamente às suas observações, quanto aos casos de assassinatos, partilho da opinião.

  2. Frederico de Oliveira

    4 de Maio de 2020 as 0:06

    Só agora? Vamos moreer todos e deixar o petróleo para estes ladrões petrolíferos
    Só agora e que contribuem com 500 mil dólares? Falsos, invejosos e jucosos.
    Opção A: Deveriam
    manter os santomenses em.quarentena em Portugal, França, China etc até que STP reunisse condicoes para testagem de todos, logo a chegada no aeroporto. Os que confirmassem positivos seriam mantidos em quarentena. Os negativos seriam liberados.
    Opção B: Todos passageiros que chegaram de Portugal, França, China, etc, deveriam ser postos na quarentena institucional até que STP reunisse condições te testagem de todos eles. Os positivos seriam mantidos em quarentena institucional os.negativos seriam liberados. O
    Após a situação epidemiológica de todos passageiros terem sido clarificada, passar-se-ia para a testagem na comunidade.
    Cada teste custa 70 a 80 dolares, 2000 testes custariam 160 mil dólares. Estou teria sido feito logo em Finais de Marco a fim de pelo menos fechar o cerco de contaminação. Agora que o vírus está dessiminado em todo país vêem com ajuda de Judas de 500 mil dólares. Para que servem 500 mil dólares num combate de vírus em transmissão comunitária? Desde janeiro, Fevereiro que os turistas entravam e saíam, passeavam sem controlo nem desconfiança pelo país a dentro. Portanta, o turismo também contribuiu em grande medida na dessinacao do vírus pela.comunidade.
    Agora a lendidao do Governo, da OMS, dos.parceiros pPetroliferos agravou de que maneira a situação.
    Não e admissível que passageiros de meados de Março sejam.testados apenas em.finais de Abril. A quarentena domiciliária não e edição para cortar a a cadeia de dfftransmissão. A quarentena domiciliária só alivia as despesas do estado no combate a transmissão mas já ficou provado em vários pontos do mundo que uma boa parte de indivíduos não cumprem as riscas a quarentena domiciliar. Como resultado a contaminação e exponencial e a economia e as famílias e que sofrem.
    Este Governo, estes parlamentares estes grupos científicos de meia tigela, os parceiros petrolíferos, e mesmo a OMS, foram simplesmente patéticos na.forma.como lidaram com este assunto aqui na nossa terra.
    1. Como liberar os passageiros da quarentena sem saber os resultados.das.colheitas feitas??
    Será que houve uma intenção institucional e política deliberada para dessiminar o vírus na.ilha de STP? Só pode.
    2. Como liberar passageiros para ilha do Principe sem antes saber os resultados das colheitas feitas? Será que houve uma intenção institucional e política deliberada de dessiminado o vírus na ilha do Principe? Só pode. Não se pode repetir o mesmo erro por duas vezes. Não, não, não. Os profissionais sempre foram justos a favor da ciência. Os políticos e que sempre agem na base da vingança, da mentira, da aldrabices. Não posso acreditar no que fizemos aos nossos irmãos da ilha do Principe. Será que.foi para vergar o Cassandra ao ponto de ele ajuelhar-se aos políticos da nossa ilha pedindo apoios para combate ao Corona?
    A ilha do Principe deve re-encaminhar todos infectados para quarentena na ilha de S.T.P. está e a minha sugestão ao Sr.Cassandra. Desta forma.os.politicos patetas de São Tomé querem virar o povo contra o Cassandra. Isso não se faz.

  3. Ralph

    4 de Maio de 2020 as 8:34

    Isto faz todo o sentido. Estas companhias querem explorar um recurso não renovável e obter lucros dessa atividade, uma atividade que existe apenas à vontade do governo. É nos interesses das companhias pagarem um imposto ou benefício ao governo, e à sociedade, pelo privilégio de ganharem dinheiro ao serem permitidas extrair recursos nacionais não renováveis. Poderia ser considerado um pagamento social.

  4. Luis Manuel Alves

    4 de Maio de 2020 as 8:37

    Empresas petrolíferas estão a fazer a sua parte
    Mas se o Governo não faz a sua parte, será um esforço inglório
    Como é possível o Governo pedir sabão azul e lixivia às empresas petrolíferas, e o Ministro de Saúde, Director da Agencia de Petróleos e toda a comitiva governamental deslocar-se ao porto para receber sabão azul para combater o COVID 19. Quando o Hospital está numa calamidade, os serviços de saúde estarem numa calamidade, o Governo está a fazer passagem de modelo na realização de testes contra COVID 19. Primeiro os testes foram mandados para Portugal e não houve positivos e o Governo saiu a rua a bater palmas, depois mandou para Franceville e vieram 4 positivos, então mudou a música. Os positivos foram obras do Dr. Patricio que mandou alterar o resultado dos testes. Depois foi a Guiné Equatorial, não houve positivo e começou de novo a festa, e a acusação de que no Gabão foi mesmo o Patricio que mandou alterar. Depois vieram os testes rápidos. O Patricio não estava em S.Tomé, então não se podia alterar os resultados, e os números foram subindo de 4, 8, 12, 19 etc. Agora vamos a Gana. Dos 213 casos 161 são positivos. Se fizermos a proporcionalidade, isto é se em 213 casos 161 são positivos, então em 200 000 habitantes no país, cerca de 151 000 são positivos.
    É para dizermos e agora?
    Agora devemos todos arregaçar as mangas. O mal está feito, vamos todos remediá-lo.
    Neste sentido, a minha proposta e conselho ao Governo é o seguinte:
    Vamos transformar a pandemia de COVID 19 em algo positivo para S.Tomé e Príncipe.
    Vamos declarar este 2020, como ano de Saúde em S.Tomé e Príncipe.
    Peguem em todas as ajudas que vamos receber e invistam no sector de saúde.
    Vamos construir rapidamente mais um edificio dentro do Hospital com a capacidade para 500 camas.
    Vamos construir um verdadeiro laboratório de análise que não só irá servir a atual pandemia mas que irá servir para outras doenças. Pode-se dizer que estas propostas não podem ser materializadas, mas se o governo quiser e se estiver preocupado com o povo pode ser feita sim.
    Os milhões que o Banco Mundial pôs a disposição, os milhões do FMI, as ajudas das empresas petrolíferas, vão permitir realizar bons investimentos na saúde.
    Mas se o objectivo for pegar nestes momentos para inventar obras para camaradas comerem dinheiro, como está a ser feito com muitas obras lançadas por este Governo, então o povo está lixado.
    Vemos obras das pontes junto da EMAE no valor de um milhão de euros, onde uma empresa fantasma do Director da INAE está a mamar a massa e as obras não andam nem desadam. Daqui a bocado vão apresentar adendas.
    Vemos obras de passeio de S.Pedro onde o Camarada com uma sua empresinha esta a mamar os 100 mil dólares.
    Vemos obras de mercado de Bobo Forro, onde uma empresa de um camarada funcionário da DOPU é que está a gerir, com cerca de 2 milhões de dólares.
    Assim nunca mais
    A COVID irá nos vingar pela nossa má fé.
    Luis Alves

  5. Como será

    4 de Maio de 2020 as 13:30

    Pois caro; biblia nos diz que a malicia , ganancia e a corupcao quando chrga ao extremo, o homem fica cego de entendimento, motivo pela qual os nossos givernantes estam a cometer estes erros barbaros, é bem verdade que no pais ja existe aproximadamente 300 casos, isto porque o governo perdeu a noccao do nivel de contaminacao. Agora ja se diz que os medicos e os enfermeiros estam contaminados!!🤔🤔 quem ira tratar os doentes se no pais existe poucos quadros. Mas uma vez senhores governante aproveitam esta pandemia para investir no sistema nacional de saude, bem como saneamento basico. Emitem um pouco as coisas boas dos paises que voces visitam. E ouçam tambem a opinião pública . Porque estamos todos unidos no combate a covid19.

  6. Vanplega

    4 de Maio de 2020 as 15:04

    E com esse dinheiro que os politicos, querem fazer mais uma casa, depois de tantos que ja tenhem

    Lancam-se dinheiro em covid-19, mais a sociedade chora, os enfermeiros/as choram com falta de materiais basicos para o tratamento. Hospital e unico, sem condicoes, esta assumido a culpa das doacoes e, a saude reclama nao ter visto a cor do dinheiro ou doacoes.

    Quem e que paga, doentes com as mortes que ja comecaram e ainda ao de vir

    Faca justica covid-19, sei que nao vais escolher, nem pobre, nem Rico. Quanto mais, Essex orgulhosos ladroes

  7. Fuba cu bixo

    4 de Maio de 2020 as 16:23

    Pois é várias instituições internacionais estão a avançar com ajudas finaceiras mais não sabemos para onde vai todo esse dinheiro estas ajudas não estão a refletir na vida do povo povo não esta a ver nada e o governo não esta a fazer nenhum investimento para o combate a esta pandemia todos materiais que estamos a receber é tudo ofertas.

  8. Coronavirus

    4 de Maio de 2020 as 16:47

    A vida vai torta
    Jamais se endireita
    O azar persegue
    Esconde-se à espreita
    Nunca dei um passo
    Que fosse o correto
    Eu nunca fiz nada
    Que batesse certo
    Enquanto esperava no fundo da rua
    Pensava em ti e em que sorte era a tua
    Quero-te tanto…(quero-te tanto)
    Quero-te tanto…(quero-te tanto)
    De modo que a vida
    É um circo de feras
    E os entretantos
    São as minhas esperas
    Nunca dei um passo
    Que fosse o correto
    Eu nunca fiz nada
    Que batesse certo
    Enquanto esperava no fundo da rua
    Pensava em ti e em que sorte era a tua
    Quero-te tanto…(quero-te tanto)
    Quero-te tanto…(quero-te tanto)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo