Sociedade

Bastonário dá apoio moral aos médicos infectados pela Covid-19

O sistema nacional de saúde, indica ter registado até a passada sexta feira, 240 pessoas infectadas com o virus SARS-CoV-2 em São Tomé e Príncipe.

Dados de infectados que resultam dos testes rápidos realizados na capital São Tomé, e também por algumas análises laboratoriais PCR, realizadas em 3 institutos africanos, nomeadamente no Gabão, na Guiné Equatorial e no Gana.

Com a explosão do número de casos positivos, comprovada sobretudo após os testes PCR realizados no Gana,nos finais do mês de Abril, o país ficou também a saber que dezenas de médicos, enfermeiros e demais profissionais da saúde, tinham sido infectados com o virus que provoca a Covid-19.

Eduardo Neto, Bastonário da Ordem dos Médicos de São Tomé e Príncipe, reagiu a actual situação de ameaça a vida dos médicos e de toda a população.

Para o bastonário da Ordem dos Médicos, Covid-19, não pode vencer a guerra.

«Nesta hora de intenso combate enquanto líder da classe faltam-me palavras de consolo, de conforto e incentivo para todos os colegas ….», refere o bastonário da ordem dos médicos.

Aos colegas infectados e os que estão em fase de recuperação, o bastonário manifesta solidariedade, rápidas melhoras, «de forma a regressarem à frente de combate», pontua o Bastonário da Ordem dos Médicos.

O leitor tem acesso integral ao Comunicado do Bastonário da Ordem dos Médicos de São Tomé e Príncipe.

Abel Veiga

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo