Sociedade

Covid-19 em franca expansão em STP

441 pessoas infectadas com base nos testes rápidos e laboratoriais realizados sobretudo a partir do final do mês de Abril.

No país de 200 mil habitantes, a Directora dos Cuidados de Saúde, Feliciana Pontes, anunciou nesta terça feira, o registo de mais 12 novos casos de infecção pelo novo coronavirus.

A soma dos casos acumulados desde finais de Abril, juntou-se ao resultado dos testes PCR realizados em Portugal na última semana. O registo pelo Instituto Ricardo Jorge de Portugal, de pelo menos 184 casos positivos de Covid-19, num total de 623 amostras enviadas ao instituto português, fez explodir para 441, o número total de pessoas infectadas pelo vírus que provoca a Covid-19.

No relato feito pela directora dos cuidados de saúde,  ficou- se a saber, que dos 441 casos positivos, 349 pessoas estão confinadas em casa, alegadamente por ainda não apresentarem sintomas que suscitam intervenção clínica urgente.

A  directora fez saber que outras 12 pessoas com sintomas da doença estão internadas no hospital de campanha montado no centro da cidade de São Tomé.

O boletim informativo do ministério da saúde, explica que a Covid-19 já matou 12 pessoas em São Tomé e Príncipe.

Grande novidade dada pela directora dos cuidados de saúde, tem a ver com o número de pessoas recuperadas, que desde Março estava estagnado em 4 pessoas. Agora disparou para 68.

São Tomé e Príncipe já vai no quarto ciclo de Estado de emergência. São dois meses consecutivos de anúncio pelas autoridades de medidas restritivas,  com destaque para o confinamento geral e obrigatório da população. No entanto a transmissão e o contágio pelo novo coronavirus não pára de aumentar.

Abel Veiga

    5 comentários

5 comentários

  1. Nita

    26 de Maio de 2020 as 22:05

    349 pessoas confinadas em casa. Mas alguém acredita nisso.!?!! Até quando vamos viver de faz de conta?????

  2. Ralph

    27 de Maio de 2020 as 7:29

    Estes sinais são para mim muito preocupante. 184 resultos positivos num total de 628 amostras representa uma taxa de infeção muito elevada, sugerindo que haja um número de infectados muito maior do que se regista. Fica cada vez mais importante que essas 349 pessoas em confinamento em casa realmente permaneçam em casa para que não infetem outros.

    Na Austrália, já passámos por um ciclo de infecções a subirem e, depois, uma ronda de confinamento estrito. Vendo que o país tinha conseguido controlar a expansão do vírus à alguma medida, o governo já começou a levantar as restrições à movimentação. Porém, agora que as pessoas estão a circular mais uma vez, o número de infecções tem começado a subir mais uma vez. Este vírus é muito contagioso. Tenham cuidado!

  3. Gerhard Seibert

    27 de Maio de 2020 as 10:21

    Quantas amostras foram realmente enviadas para o Instituto Ricardo Jorge em Lisboa?
    628, Téla Nón,26 de Maio ?
    623, STP-Press, 26 de Maio ?
    603, STP-Press, 23 de Maio ?

    E, quantoa destes amostras deram de facto um resultado positivo?
    184, Téla Non, 26 de Maio ?
    176, STP-Press, 23 de Maio ?

    Um abraço

    Gerhard

  4. Jackson

    27 de Maio de 2020 as 11:27

    Aí está os vossos problemas: informação. TVs diz ser 603 amostra e jornal diz 628. Nunca dão informações corretas.

  5. Como será

    29 de Maio de 2020 as 15:06

    Meus manos o importante ai é que os numeros de casos soma cada dia, nao ha nada para ae duvidar porque a situacao no pais é GRAVE, mesmo assim tem gente no pais que ainda diz que nos nao temos caso nenhum, esta ignorancia por parte da populacao vai fazer com que o pais entra num caus.E por outra esta coisa de por as pessoas em confinamento domicial na para nossa realidade nao funciona, talvez isto esta na base de casos estarem aumentar assustadora, para um pais que tem apenas 200mil habitantes neste momento ja temos aproximadamente quase 45% da população infetada, eu faço aqui o meu apelo ao governo no sentido de mudar a tatica de confinamento domicial para institucional, caso nao teremos uma catastrofe pandemica no pais.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo