Sociedade

AFAP está a incinerar os resíduos da Covid-19 em São Tomé

A Agência Fiduciária e de Administração de Projectos, organismo que gere fundos do Banco Mundial para São Tomé e Príncipe,  montou uma parceria com a Câmara Distrital de Água Grande e o Ministério da Saúde, para recolha e tratamento de resíduos sólidos no âmbito do combate a pandemia da Covid- 19.

A operação começou a ser realizada na passada segunda feira. Todos os resíduos do hospital de campanha, unidade vocacionada para atender os casos da Covid-19, são recolhidos e incinerados .

A máquina de incineração instalada há alguns anos no recinto do hospital central Ayres de Menezes, foi financiada pela AFAP.

Agora está ao serviço da luta contra a Covid-19. Pois até a pouco tempo, todos os resíduos do hospital de campanha, eram tratados na lixeira a céu aberto na localidade de Penha, arredores da cidade de São Tomé. Uma situação que representava grave ameaça para a saúde pública.

Abel Veiga

    1 comentário

1 comentário

  1. Rainha Iluminante

    30 de Julho de 2020 as 8:48

    Deveriam dar o mesmo tratamento a todos os resíduos hospitalares dos diversos distritos que atualmente são abandonados nas descargas ao ar livre juntamente com os outros resíduos.
    O centro de saúde de Guadalupe por exemplo, gosta de eliminar os resíduos do centro de saúde na berma da estrada nacional em Praia das Conchas, muito bom exemplo para os cidadãos!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo