Sociedade

Parceria entre a AFAP e a OMS permite injecção de mais dinheiro do BM na saúde

São Tomé e Príncipe recebeu um financiamento do Banco Mundial no valor de 2 milhões e 500 mil dólares, para dar resposta a Pandemia da Covid-19, através de apoio directo ao sector da saúde.

A Agência Fiduciária e de Administração de Projectos(AFAP), que gere o fundo do Banco Mundial, decidiu em sintonia com o Ministério da Saúde injectar parte do financiamento do Banco Mundial, na execução de actividades específicas do sector da saúde. Actividades que segundo o Ministério da Saúde, só a OMS – Organização Mundial da Saúde, tem capacidades e conhecimentos para as desenvolver.

Por isso na última semana, o responsável Alberto Leal, enquanto Director Geral da AFAP e Anne Ancia representante da OMS no país, assinaram um memorandum de entendimento, que vai permitir a canalização dos fundos do Banco Mundial, para a execução de projectos específicos no domínio da saúde.

Anne Ancia(na foto à direita), explicou para a comunicação social que o memorandum de entendimento assinado, é um entendimento importante, vida não só combater a Covid-19 em São Tomé e Príncipe, mas também para reestruturar o sistema de saúde.

«É para continuar a reforçar o sistema de saúde, para estar preparada a dar resposta as situações de emergência. Não só para a Covid-19. Vai servir para combater a todas as ameaças à saúde pública que São Tomé e Príncipe deverá enfrentar nos próximos anos», assegurou a representante da OMS.

A AFAP, manifestou na ocasião empenho e determinação no sentido de cumprir com a realização financeira do projecto de parceria com a OMS.

«A AFAP é gestora e pretende ajudar para que daqui a um ano, a resposta do país à Covid-19 seja diferente. Porque o país estará munido de mais competências, de mais meios, de mais condições, e este memorandum traduz perfeitamente a nossa vontade», afirmou Alberto Leal.

O Director Geral da AFAP, acredita que o bom desempenho financeiro, vai abrir portas para mais financiamentos do Banco Mundial, a favor do sector da saúde.

«Nós não só atingiremos 100% de realização financeira no prazo certo, como também estaremos a preparar as condições para que eventualmente possamos receber mais financiamentos», concluiu.

Parceria entre a AFAP e a OMS, foi celebrada no salão nobre do Ministério da Saúde. O Ministro da Saúde Edgar Neves que testemunhou a assinatura do Memorandum de Entendimento, garantiu que o entendimento, vai permitir o reforço das capacidades de resposta do sistema nacional de saúde, às situações de emergência sanitária.

Abel Veiga

    1 comentário

1 comentário

  1. Frota

    7 de Setembro de 2020 as 17:30

    Mais dinheiro para manter a bandalheira a funcionar!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo