Sociedade

Covid – Infecção importada de Angola subiu para 14  

O voo da companhia aérea angolana TAAG, que aterrou em São Tomé na semana passada, em missão de repatriamento dos cidadãos santomenses que estavam retidos em Angola desde Fevereiro passado, trouxe para São Tomé 14 novos casos da Covid-19.

Em declarações a comunicação social no último fim-de-semana, o ministro da saúde Edgar Neves, fez as contas da operação de repatriamento. Segundo o ministro dos 49 passageiros que desembarcaram em São Tomé, 7 apresentaram testes positivos realizados em Angola.

«Dos 49, devo dizer que um passageiro é uma criança. Portanto, fazemos um total de 48», precisou Edgar Neves.

O Ministro acrescentou que os testes rápidos realizados no aeroporto internacional, permitiu identificar mais um passageiro infectado com o vírus SARS-COV-2. Por isso o total da infecção apurada no aeroporto foi de 8.

O sistema nacional de saúde, manteve os 41 passageiros em quarentena e sob vigilância. Os outros 8 infectados foram conduzidos ao hospital de campanha.

No entanto no último fim de semana, o sistema nacional de saúde concluiu o processo de testagem de todos os passageiros por via do processo PCR(recolha e teste das amostras nasofaríngea).

O resultado indica uma importação por São Tomé e Príncipe, de pelo menos 14 casos de Covid-19 oriundos de Luanda-Angola.

«Todos medidos a PCR, dos quais nós tivemos seis casos positivos. É este o cenário que nós temos neste momento. Ou seja, nós totalizamos neste processo, entre os que vinham com testes, mais os que nós detectamos cá, um total de 14 casos», assegurou o ministro da saúde.

Os 14 santomenses que regressaram de Angola com Covid-19, estão a ser seguidos pelo sistema nacional de saúde. Os outros cidadãos nacionais, já abandonaram a quarentena, e se juntaram aos seus familiares.

Em São Tomé e Príncipe a Covid-19 é uma doença que está sob controlo das autoridades sanitárias. Nos últimos meses, raras vezes, o laboratório nacional de referência diagnosticou o vírus Sars-Cov-2 nas amostras que diariamente são testadas.

Abel Veiga

    2 comentários

2 comentários

  1. luisó

    14 de Outubro de 2020 as 12:15

    Hoje li um comentário do ministério da saude de angola a dizer que quem tem testes positivos de covid não pode entrar ou sair de angola e que avisou a embaixada de stp em luanda que estes não poderiam viajar para stp. No entanto viajaram e por isso este ministério já iniciou um processo de averiguações para saber como isto aconteceu.
    Enfim…….organizem-se por favor.

  2. Ralph

    15 de Outubro de 2020 as 7:06

    Não obstante estes casos novos, parece-me que a situação está de verdade sob controlo em STP. Mantinham as fronteiras fechadas e continuem com a vigilância! Força!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo