Sociedade

Governo esclarece projecto das Bancas de frutas na marginal 12 de julho

Para desmentir , o que considera ser informações falsas e descabidas, postas a circular sobre sobre assunto das Bancas, o Minist+erio das Infra-estruturas e Recursos Naturais, emitiu uma nota de esclarecimento. O documento em formato PDF, pode ler lido na íntegra. Para o efeito clique – Projecto das Bancas de Frutas

    8 comentários

8 comentários

  1. Fuba cu bixo

    19 de Novembro de 2020 as 23:07

    Projecto? Que projecto? De 15 bancadinhas de pombo.
    Em um país aserio um ministro não sai do gabinete para esta coisinha ha veriadores ou presidente da Câmara que poderia fazer esta entrega isto não passa de propaganda.
    Por outro lado o Governo veio esclarecer o inexplicável estamos feito ao bife o falecido juiz do Tribunal de Contas deve estar a rebolar no caixão com tanta roubalheira.

  2. Ze Cangolo

    19 de Novembro de 2020 as 23:26

    Esta nota de esclarecimento do governo é vazia,não vale nada,querem com isso dizer que foi o Banco Mundial que pagou 17000,00 por cada casinha desta? Tenham vergonham na cara pá, só estamos a vossa espera nas próximas eleições, nem com fraude vão conseguir, estou bem fodido com este governozinho que eu apoiei, estou totalmente revoltado, vocês de facto não valem nada e com cumplicidade do senhor Bana Mão, que só sabe falar bonito, pensando que todo povo é parvo,burro e idiota, o que é vosso está guardado!

  3. Ze Cangolo

    19 de Novembro de 2020 as 23:59

    E mais, esse Bana Mão está a dar de manso, não fala nada, manda fazer auditoria nas pontes, na marginal,obra de ponte uma miséria de nada, obra da marginal outra grande miséria, agora as bancadas de pombo também que não vale nada, conhecemos os relatórios de Tribunal de Contas que revelam desvios de fundos do Senhor Osvaldo Abreu,Gabidulo e o Bana Mão nem diz nada, está fazendo de surdo e mudo e o povo de palerma, senhor Bana Mão, nós lemos, nós estamos a ver com os nossos próprios olhos, a vergonha da marginal,a vergonha das pontes,os desvios de fundos ,senhor é um péssimo Primeiro Ministro, o pior primeiro Ministro de todos os tempos e olha que o senhor pudera sentar no banco de réu pela sua cumplicidade e não só, só estamos a esperar a urna abrir

  4. Pumbu

    20 de Novembro de 2020 as 14:40

    Bancas carissimas!!! cada uma custou 666 EUROS!!!

  5. Jornalista de meia tigela

    20 de Novembro de 2020 as 16:41

    Osvaldo Abreu tenha vergonha pah. Não penses que és o supersumo de STP. O país e a sociedade civil sabe que tu és dos jovens mais corruptos deste país. Tu fizeste birra para continuares no Governozinho como se fosse propriedade da tua familia. Por termos um PR banana continuaste no Governo. No Governo do Dr. Gabriel Costa foste demitido por motivo que tds sabemos. Desta vez escapaste pk o PR é um frouxo. O vosso tempo esta a chegar. Prepara-te. O poder não é eterno. O povo santomense não é o grupo de cambistas analfabetos que tu manipulas com os dolares do erario publico que desvias com as sobrefacturações das obras públicas. Tenha pena deste povo. Basta de corrupção. Tu e os teus escumalhas maquiavelicos podem fazer de tudo para se perpectuarem no poder. Mais uma vez digo-te: o poder não é eterno. Os do ADI tb pensavam no 4+4…. A história vos julgará….

  6. sem assunto

    20 de Novembro de 2020 as 18:37

    Tenham vergonha.
    Podem aproveitar só vos falta mais 2 anos!

  7. Toni

    21 de Novembro de 2020 as 9:04

    Tanto show para inaugurar barraquinhas e claro com ministro. Típico dos pseudo governantes africanos!!!

    E ainda por cima pediram financiamento , que vergonha não conseguem fazer nada sem as ajudas externas, depois dizem que são um estado independente.
    12000€, é o custo de 1/5 do carro que esse ministro usa, tenha vergonha!!!

  8. Mucluclu

    22 de Novembro de 2020 as 6:47

    Tenho nojo de tanta corrupção que está a acontecer em São Tomé. É demais. Por isso é que vê muitas pessoas a comprarem carros novos num período de crise.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo