Sociedade

Criado comités juvenis para ações climáticas

Em S. Tomé e Príncipe foram criados comités distritais e regional da juventude para ações climáticas. A iniciativa resulta de um workshop realizado no país onde foi aprovado, igualmente, um plano de ação juvenil para ações climáticas.

São 6 comités juvenis para representar a ilha de S. Tomé e um para a região autónoma do Príncipe. Foram criados por iniciativa dos próprios jovens para desenvolver ações no âmbito climático.

«O nosso foco principal é transformar esses jovens em autênticos campeões do clima, ou seja, os defensores do clima ao nível distrital e regional» – disse Calisto Nascimento, diretor do Instituto da Juventude.

Cada comité elaborou também, com a ajuda do PNUD e da UNICEF, um plano de ação.

«Vamos com base no plano de ação dar um fundo de arranque para a materialização das suas atividades» – anunciou Calisto Nascimento, sem avançar o montante a ser disponibilizado.

A ideia é fomentar no arquipélago uma rede de jovens líderes comprometidos com a causa climática.

«Nós podemos criar um movimento em S. Tomé e Príncipe e influenciar também os outros países da CPLP para que possamos adotar comportamentos que são mais amigos do ambiente» – opinou Gareth Guadalupe, Ministro dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades.

Até porque “Juventude e sustentabilidade” é o lema da presidência pro-tempore de S. Tomé e Príncipe da CPLP.

«Os jovens têm a força de mudar o mundo. É isso que nós esperamos de vocês. Cada um de vocês que faz parte do comité, queremos a vossa participação ativa neste processo de combate às alterações climáticas» – pediu Eurídice Medeiros, Ministra da Juventude e Desporto.

O programa das nações unidas para o desenvolvimento, bem como o sistema das nações unidas, manifestaram a disponibilidade de assistir técnica e financeiramente as ações dos comités dos jovens santomenses em prol do clima.

José Bouças

1 Comment

1 Comment

  1. Sem assunto

    21 de Maio de 2024 at 5:53

    Expedientes para ocupar tempo, fazer de conta, comer dinheiro e enganar jovens.
    Por aqui já tivemos líderes para ações juvenis, líderes para empreendedorismo, líderes para empoderamento, e uns tantos outros. A pergunta a ser feita é: Quais o resultados tangíveis o país bem como os “novos líderes” obtiveram com isto?
    A resposta é está: zero! Basta ver que todos eles estão subindo o avião e abandonando o país.
    Não é isto que eles querem. Ainda não deu para entender? Burros!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top